quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

#2010Memories



2010 foi um ano especial pra mim, minha vida mudou, acredito ter amadurecido muito, o termo ‘amadurecer’ varia muito do ponto de vista de quem lê. Comecei uma nova vida morando sozinho, sobrevivi. Fiz novas amizades, sobrevivi. Enfrentei chuva, frio, calor e até enchente pra ir pra faculdade, sobrevivi. Participei de minha primeira cirurgia, sobrevivi, porem percebi que ser um cirurgião esta fora dos meus planos para o futuro. Peguei minha carteira de motorista definitiva, e apesar de não dirigir, sobrevivi. Perdi uma grande amiga, o que foi uma das fases mais difíceis na minha vida, ainda não superei e nem sei se um dia conseguirei. Hagar, você é inesquecível, especial demais pra ser lembrada apenas em textos e fotos, no livro da minha vida, você participa de todos os capítulos, te amo, tenho a certeza que um dia nos encontraremos na eternidade.
Em 2010 criei o ‘Uma dose de Ach’, isso me trouxe muito mais que apenas uma forma de desabafar, me divertir ou em tentar divertir alguém, o blog me trouxe amigos, me aproximou de pessoas, me fez crescer em opiniões. Mesmo correndo o risco de esquecer de alguém, e se isso acontecer me perdoe e lembre-me nos comentários, eu farei uma lista de quem passou por minha vida em 2010 aqui pelo blog e deixou suas marcas:

  • @KallianaBarby, mesmo ela tendo excluído o blog, uma das pessoas que mais me marcaram por aqui, estreitei, e muito, minha relação com ela depois que criei o blog (ela foi minha primeira entrevistada, leia clicando AQUI).
  • Mel, dona do Manias e Noticias, a conheci através da Kalliana, que na ocasião a apresentou para ser entrevistada (leia a entrevista dela clicando AQUI), quem diria que de conversas tímidas no inicio conseguiríamos virar amigos.
  • Gabi do Mundo Platônico, que me surpreendeu esses dias citando-me em um vídeo, nunca tinha recebido algo do tipo, adorei, e não adorei apenas o fato do vídeo, adorei ter conhecido ela e um pouco da alma dela através do blog, além do fato de ter sido minha primeira parceira aqui.
  • Karen do Karen Vallerie, me identifico muito com as palavras dela, com a intensidade e sinceridade que escreve.
  • A Lara, do Memórias Escritas, de uma forma inusitada conheci o blog dela (através da indicação do Federico Devito) e aos poucos fui conhecendo um pouco dela também (ela também já me cedeu uma entrevista, leia AQUI)
  • Jefferson, do Garoto Mal Intencionado, na verdade ele me achou, aí descobri o blog dele, ficamos amigos, ele me ajudou com o fato de eu mudar de perfil no twitter, visto que ele também o fez tempos atrás.
  • Doutora do Amor, criadora do Manual das Encalhadas, que é uma linda.
  • Andréa Destefani do Coisas da Vida, que com sua espiritualidade e determinação para tentar ajudar as pessoas, criadora da campanha #PazNasTorcidas, a qual participei (clique AQUI para ler).
  • A Aline (Blog P), a Tainã (Cenas da minha memória), a Mariana Martins e ao @Eu__Nunca por terem me permitido entrevista-los.
  • A Annie Sininha, do Pretty Glam Girls, que foi uma das minhas primeiras parceiras aqui.
  • Ao Marquynho do Produto Pop, a galera do Eh a Treva e ao Álvaro do No Papel de Bala e do Hard Candy, que são meus últimos parceiros.
  • Caio que me proporcionou a sensação de bloggar de uma forma diferente, tocando em assuntos avulsos aos do Uma Dose de Ach, no Garotos Blogueiros.
  • Au (Sentar e esperar ver o mundo de novo), que parece escrever para mim, em todos seus textos.
  • Mesmo tendo certeza que não lerão isso, mas gostaria de agradecer a Elenita Rodrigues, ex-bbb, que serviu de inspiração inúmeras vezes para mim com seus textos perfeitos no Serendipities (participei do concurso do blog dela, e fiquei entre os 15 finalistas com o texto Minha namorada Imaginária, para ler clique AQUI), seguindo a mesma linha ao Fabrício Carpinejar (Carpinejar) e a Marla de Queiroz do TransflorMar-la.
  • Fernanda, do Brisa Feliz, também cheguei ao blog dela ao acaso, admirei sua sinceridade e ousadia nos textos com tanta intensidade que tornou-se minha leitura obrigatória.


Quero agradecer também aos blogueiros que conheci a pouco tempo:
Jéssica do a line your book.
Rodolpho do Arte de um Sorriso
Charlie do Paranóico
Maíra do Amar à solta

Cinco pessoas especiais de 2010:
  • @DLuckesi Melhor amigo desde que resolvi ter um melhor amigo, sofremos juntos com a ausência da Hagar e tenho a certeza que a força que temos, encontramos em nossa amizade. Meu único melhor amigo homem.
  • @Flaviaax e @PriiMaartis aprendi a amar essas lindas em 2010 (a @PriiMaartis já conhecia de outros campeonatos), nossas festas via MSN são as melhores, e só entra quem é convidado, além de nós três, mais ninguém. Adorei nossas risadas, piadas e o principal nosso jeitinho, vocês sabem que amo muito vocês, se passarmos dos 30, sem casar, casaremos!
  • @KaahPacheco mesmo você andar me difamando por aí, dizendo que eu combino conversa por web e não cumpro, eu ainda te amo, sua linda (RISOS)
  • Rose, mãe da Hagar. Passei a admirar ela ainda mais, por toda sua força, coragem e determinação, um exemplo de pessoa pra mim.


Quero agradecer a cada pessoa que leu, comentou, criticou, seguiu, voltou e sempre volta aqui no blog, não sei o nome de todos, alguns nem se identificam, outros preferem argumentar pessoalmente, cada um de vocês faz parte da minha história aqui no blog.

A todos eu desejo um 2011 cheio de esperança, alegria, paz, saúde, e o principal, Deus no Coração, o melhor eu desejo a vocês, e que nesse ano que esta chegando, nosso vinculo de amizade estreite-se e que venham novas pessoas para conhecermos.



Abraço em clima de ano novo

Marcelo Soares

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Frustrações


Minhas juras andam frustradas, meus sentimentos confusos e minhas esperanças limitadas. Já não sei o que esperar, o que planejar. Tentei de tudo, me esforcei, mas parece que a cada palavra, gesto e/ou sentido meu, tudo piora. A incrível capacidade de fazer as coisas regredirem, perderem o sentido, a graça. Não me entendo, caio em um mundo de duvidas, em um mundo do ‘falar ou não falar?’ ‘Agir ou não agir?’ Às vezes acho que as pessoas não merecem minha ajuda, às vezes concluo que o problema sou eu, e sempre é. Medíocre são essas atitudes, pensamentos e emoções. Espelhei-me no herói errado, concluo apenas isso. Parto para mais uma aventura onde me encontro em mais baixos que altos, não me julgo, não julgo ninguém e não espero que façam o mesmo por mim, já cansei de esperar demais das pessoas. Sem mais.


Boa tarde lindos, ca estou, tenho algumas palavrinhas de agradecimento para vocês, obrigado a todos que me ajudaram a cumprir a meta de 300 seguidores, fiquei realmente muito feliz, quero agradecer as criticas que recebi nos textos anteriores, é assim que melhoro. Não sei se perceberam, mas mudei o layout do blog, o que acharam? Dêem suas opiniões.

Abraços em clima de virada de ano

Marcelo Soares

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Ela

Ela era apenas mais uma menina, uma menina loura, de olhos claros, que adorava ler, escrever, desenhar, cantar e mostrar para o mundo que, dentro do possível, ela poderia mudá-lo. Ela era nova demais pra ser considerada adulta e madura demais pra ser considerada uma criança. Tinha opiniões, sonhos e atitudes que falavam, gritavam e demonstravam seus valores. Dentre os sonhos, o maior era morar em outro país, sozinha, longe de todos, num lugar onde sua alma vivesse sossegada, sem a pressão das pessoas, onde ela tivesse contato direto com seu lado escritora-sensível-musicista-pintora.
Para alguns ela era apenas uma criança passando-se por adulta, para, de alguma forma chamar a atenção, para outros a presença dela incomodava, há quem diz que se sua filha tiver a amizade dela, a menina em pouco tempo terá as mesmas atitudes, sonhos e opiniões.
Então ela cansou-se das opiniões, e sozinha saiu pra lutar pelo seu sonho, atravessou a barreira México-EUA, encarou os policiais, foi presa, liberada e começou sua história.
Começou a trabalhar em um restaurante, logo, para conseguir cantar as terças e quintas e aumentar as gorjetas, engatou um romance com o filho do dono. Semanas após o inicio da relação, ele tentou passar as barreiras impostas por ela, ela não permitiu, ele então tentou usar da força, corajosa e destemida não permitiu e lutou contra o abuso usando um pedaço de madeira, livrou-se dele, perdeu o emprego.
Resolveu então cantar em frente a um café na Times Square, foi la que conheceu seu príncipe encantado, saíram, ele a fez rir, sentir-se segura e admirada, elogiou seu cabelo e reparou nas unhas recém feitas, tudo que sempre procurou em um garoto.
Passaram-se os dias, ele resolveu apresenta-la a sua família, ela aceitou. Chegaram a um alto e luxuoso prédio, então, la ela descobriu que seu príncipe era realmente um príncipe, visto que seu pai era dono de uma das maiores redes de fast-food do país. Ela poderia deslumbrar-se, mas apenas o tratou como antes, como um amor que levaria pra vida.
Nada a deslumbrava mais que o fato de estar realizada, tudo o que desejava estava onde ela sempre sonhou, então, destemida ligou para sua família e contou que seu sonho tinha realizado-se e que não voltaria, por que que graça teria começar um sonho sem saber como ele acabaria? 


Convivi por alguns dias com essa personagem, sou meio assim, fechado para o mundo social, as vezes até pro virtual, vivendo aventuras psicológicas, ja postei aqui duas personagens que fazem parte da minha história a AmyWinne e a Minha Namorada Imaginaria. Ja postei por aqui também, o Eu, praticamente segue a mesma linha, porem com minhas características.

Lindos, façam-me feliz e comentem, minha meta de chegar aos 300 seguidores por aqui ainda esta em pé, e falta pouco, ajudem-me. Entrem no espírito natalino e contribuam!

Abraços natalinos!

Marcelo Soares

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Você esta partindo, novamente

By: Juliar Ts



Nunca imaginei nossa amizade chegaria a esse ponto, existem pessoas que não sabem administrar uma amizade e um amor ao mesmo tempo, decepcionei-me ao descobrir que você faz parte dessa classificação. Quando nos conhecemos foi tudo muito estranho, eu tentei ser simpático, te achava linda, alegre e, até onde tinha ouvido a seu respeito, talentosa. Nunca passou por minha cabeça que nos tornaríamos tão amigos, pelo menos esse é o meu sentimento por você, então comecei a descobrir seus defeitos, até então, meus defeitos eram maiores, e, os seus pareciam não fazer diferença, mas você foi tão incrível que em pouco tempo soube como lidar com cada crise minha, com cada reclamação, as vezes, até conseguia levantar meu astral. Nossas fotos eram engraçadas, algumas comprometedoras, há quem diga que existiam pessoas com inveja da gente.
Tudo muito perfeito, perfeito demais para mim. Pena que você muda completamente sem me avisar, sempre fico esperando seu sorriso ao me cumprimentar, sua gargalhada, mesmo que forçada, depois de uma piada minha e seu olhar de entendimento quando compreende que não estou bem.
Então é isso, talvez quando você voltar dessa nova/velha aventura eu não estarei mais aqui com os mesmos sentimentos, você já foi e voltou, eu recomecei, desprezei toda a falta que você fez e te defendi na frente de todos, não quero isso de novo, até porque meus argumentos ao seu respeito enfraqueceram. Desculpe amiga, se existir uma próxima vez, o esforço será da sua parte. Desconfio que depois dessa nossa experiência eu tenha crescido, crescido o suficiente pra entender que talvez eu não seja correspondido por você. Apenas isso.
Seja feliz!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Sete

 Recebi os selos, e o desafio da Caroline Araujo, do Violetas que plantei, e ca estou cumprindo com meus deveres!


Não levem a ordem a serio, coloquei os numeros pra facilitar a minha contagem!
  • 7 coisas para eu fazer antes de morrer: 
  1. Viajar pelo mundo (Se eu fosse até os EUA e voltasse, bastaria)
  2. Terminar minha faculdade e fazer uma especialização boa (Maior desafio do momento)
  3. Conseguir ter um segundo idioma fluente (Como desafio pessoal, e por ser o mais complicado pra mim, o inglês)
  4. Voltar a dirigir (Meu maior trauma desde o ano passado, quando tirei a carteira)
  5. Realizar o sonho de alguém
  6. Escrever um livro (ou desenhar um mangá)
  7. Engordar 15 quilos (Tento desde meus 15 anos, e até hoje, NADA)
  •   7 coisas que eu mais falo:   
  1. Gente
  2. Viu
  3. Nosso Deus
  4. Sou lindo, seus lindos, sua linda, aquela linda (qualquer variação do genero)
  5. Deus é Pai viu
  6. Auto-estima baixa
  •   7 coisas que (dizem) eu faço bem:      
  1. Desenhar
  2. Criticar
  3. Encontrar defeitos
  4. Argumentar (depende muito do assunto)
  5. Escrever
  6. Ajudar (dentro do meu possivel)
  7. Cortar as frases da pessoa no meio, durante uma conversa 
  •   7 defeitos:  
  1. Não ter auto-estima (isso deveria estar nas qualidades,gente?)
  2. SUPER sincero na hora errada (Ser sincero é uma qualidade, mas domino a arte de ser 'o' mais sincero até na hora errada, algo relacionado com eu não ter um 'auto-controle' forte)
  3. Desmotivado em algumas coisas (Na maioria das vezes, com as que não gosto e sou obrigado, por algum motivo, a fazer)
  4. Acreditar muito em alguém, até tomar uma invertida (Meus ultimos textos falam exatamente sobre isso, releiam e entendam)
  5. Ter medo de coisas idiotas (Tipo pessoas)
  6. Inseguro, na maioria das vezes (Pra falar a verdade em quase todas, ams estou superando, BEM lentamente)
  7. Ser ansioso em TODAS as coisas que faço (Ali em cimafalei em não ter um auto-controle forte, taí o motivo)
  •   7 qualidades:  
  1. Originalmente sincero
  2. Relativamente animado (Só não quando estou com sono)
  3. Tecnicamente inteligente (Nas coisas que gosto)
  4. Levemente ironico
  5. As vezes, aprendo coisas com facilidade, menos inglês
  6. Ser criativo, quando quero
  7. Não fumo e não bebo (Um dos meus maiores orgulho)
  •   7 coisas que eu amo: 
  1. Deus 
  2. Rir com amigos
  3. Estar com a familia
  4. Não sair de casa
  5. Dormir
  6. Escrever e desenhar
  7. Internet
  •   7 blogs que eu indico:  
  1. Manias e Noticia
  2. Happy Hour
  3. Diga Lua
  4. Garoto Mal Intencionado
  5. Mundo Platonico
  6. Coisas da vida
  7. No papel de bala

Agora sejam lindos, e comentem o que vocês têm em comum comigo.

Até a próxima, fiquem com Deus

Marcelo Soares, o @EuTedio


terça-feira, 16 de novembro de 2010

Recomeçar

Aí você percebe que esta dois anos mais velho, fisicamente, porque seus sentimentos continuam os mesmo. Você ainda ama a mesma pessoa, continua sondando todas as redes sociais onde ela é cadastrada, ainda escreve suas abreviações nas bordas do caderno, e nas paginas brancas de apostilas, escutando as mesmas musica, assistindo as mesmas series, filmes e videoclipes. Você se vê usando as mesmas roupas, o mesmo perfume e o mesmo corte de cabelo, continua gostando das mesmas cores, e já leu o mesmo livro cinco vezes, em especial aquela dedicatória cheia de sentimentos no verso da capa.
Quando numa noite sem compromisso, com amigos, você avista aquela pessoa que corresponde aos seus flertes, que conversa por olhares, que mexe, compulsivamente, nas pontas dos cabelos quando você retribui um olhar com um sorriso. Você então desconversa com os amigos, fala ir ao banheiro, e passa lentamente por ela, até arrancar um ‘oi’ tímido, onde todas as experiências repetidas nos últimos anos desmoronam com muita facilidade, e esquece de todas as lagrimas, noites sem dormir e rancores que usou para construí-los.  

Ai sua vida começa novamente.

Fiquem com Deus

Marcelo Soares

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Você foi inevitável.

Eu sinto apenas medo.

By Laurianki

Medo de perder-te, medo de você nunca mais olhar pra mim, medo de você nunca mais achar graça das minhas conversas, do meu sotaque, de nunca mais me criticar por ser chato, ranzinza e, convencionalmente, anti-social. Senti medo de nunca mais poder te tocar, de nunca mais olhar dentro dos seus olhos, admirar-me com a beleza de seu sorriso, nunca mais te beijar. Senti medo de nunca mais dar risada das vezes que você cambaleava em cima do salto alto com classe. Senti medo de nunca mais criticar sua saia curta, ou seu decote exagerado, de nunca mais poder elogiar o quão bonita você fica ao acordar. Senti medo de não tomarmos mais café juntos, de nunca mais irmos aquela pizzaria e sentarmos naquela mesma mesa, isolada, onde tínhamos privacidade e uma brisa incrível. Senti medo de nunca mais trocarmos livros e brigarmos no final sobre nossas personagens favoritas. Senti medo de nosso filme favorito tornar-se apenas o meu filme favorito. Senti medo de não ter mais para quem escrever e desenhar. Senti medo de perder-te. Senti medo.

A minha maior decepção foi ver meus medos tornarem-se realidade.

As únicas coisas que você pode ter certeza é que sempre te lavarei aqui dentro, e, que você sempre estará com o maior pedaço do meu coração.

Mas como tudo na vida é passageiro, com você não seria diferente, você foi apenas inevitável!

''Eu estou aqui sozinho, não queria partir
Meu coração não se move, está incompleto
Gostaria que houvesse um jeito de fazer você entender''
[Trilha sonora  AQUI]


Fiquem com Deus, Abraço

Marcelo Soares
Texto inspirado  em Minha Namorada Imaginária

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Escrevi

By: Ntscha
Só escrevi pra desabafar, só escrevi pra esquecer das pessoas e focar um pouco mais em mim, só escrevi pra relatar como ando vivendo e, aos barrancos, sobrevivendo, só escrevi pra dizer para as pessoas que o mundo pode ser melhor, basta querermos, escrevi pra dizer que o que pensam e falam sobre mim não guardo, é como naquela velha história ‘’entra por um ouvido e sai pelo outro’’, só escrevi para dizer que o dragão do medo e da indecisão morreu, e o cheiro disso tudo é maravilhoso, escrevi pra dizer que minha capacidade de relembrar você no meu passado é a melhor coisa que sei fazer, mas também preciso encontrar pessoas que façam meu presente valer a pena, confesso que encontrar alguém que valha, tanto quanto você valeu, é praticamente impossível, vivo com as possibilidades de escrever, relatar e, em pontos, eternizar o quão perfeita você foi! 

Fiquem com Deus||Abraço||Marcelo Soares

sábado, 30 de outubro de 2010

Eu só queria dizer:



Descobri em mim a capacidade de amar, ainda mais, uma pessoa mesmo não podendo ve-la, toca-la, apenas sentindo que a essência da nossa amizade ficou pra sempre!
Antes vencíamos a distancia física, agora venço barreiras maiores com uma certeza Te Amo Minha Amiga!


Não creio que ja fazem quase cinco meses!
Cinco meses, no calendário de nossa amizade, é uma eternidade!






Até breve amiga!

Fiquem com Deus||Abraço||Marcelo Soares

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Moral da História?

Era uma pequena cidade de criadores de cavalos, tradicional por seus cavalos ‘sangue-puro’, destaque em feiras, competições, comerciais, novelas, filmes e seriados. Os cavalos mais belos saiam de la. Há quem diga que são mais bonitos que os árabes, mais rápidos que os americanos e mais saldáveis que os europeus. Tudo girava em torno dos cavalos, desde a verba da prefeitura até os temas da feira de ciências no ~pequeno~ colégio municipal.
By: ch3h

Tudo estava lindo e perfeito na cidade, os animais saldáveis, as pessoas felizes, e os lucros, vindos dos cavalos, entrando como amantes entram em armários.

Numa manhã, a perfeição foi quebrada por um grito, um grito de desespero do Senhor Mario, tradicional criador, veterinário e um dos fundadores da cidade, três dos seus melhores cavalos, dois reprodutores e um capão, haviam amanhecido sem ‘rabo’. Para Seu Mario, cavalo sem ‘rabo’ era cavalo sem personalidade. Por mais que os ‘rabos’ voltassem a crescer, seus cavalos passariam a principal feira da cidade ‘pitocos’.

Intrigado com a situação, chamou o delegado Onório, ele e seu fiel escudeiro Larico, um cavalo branco, saíram de casa em casa, de celeiro em celeiro, procurando por resquícios dos ‘rabos’, ou, de algo que o levasse ao malfeitor.

Três dias depois, crianças jogavam bola nas margens do rio que corta a cidade, encontraram então três tesouras e um saco de cor crua, dentro desse saco os ‘rabos’, três bonitos ‘rabos’ longos e brilhantes. Saltitantes as crianças levaram até o delegado, e, em minutos o saco de cor crua já estava nas mãos de Seu Mario.

Uma semana depois, os cavalos ainda ‘pitocos’ e o misterioso malfeitor ainda não descoberto, começou a feira municipal de cavalos, o premio final, para o cavalo mais bonito, era uma cela dourada, sonho de Seu Mario.

Sem ter o que fazer, os cavalos de Seu Mario foram inscritos mesmo ‘pitocos’, no terceiro, e ultimo, dia da feira, saiu o tão sonhado resultado para todos os criadores de cavalos, um dos reprodutores de Seu Mario havia levado a cela dourada, motivo? Seu visual diferente, ‘pitoco’, conquistou os jurados.

Moral da história? Deduzam e compartilhem comigo nos comentários!


Fiquem com Deus||Abraço||Marcelo Soares

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Diminuindo meu 'eu-culpa'

By: Psychiatrique

A única certeza que tenho nesse momento é que preciso atualizar meu blog, abri a pasta onde guardo meus textos que ainda não postei e, por incrível que pareça, odiei todos, sim, odiei com sinceridade, TODOS!

Uns falavam de amor, outros do passado, uns tinham um titulo interessante, mas o conteúdo era extremamente desmotivador, nada tão sincero, nada que me faça ter tesão em postar aqui!

Quando criei meu blog, o primeiro conselho que ouvi de uma amiga foi: ‘’-Mas quando você ficar dias sem postar, ficara com peso na consciência!’’, ouvi essa frase, de formas diferentes, de todas as pessoas que conheço que amam escrever, e que, amam seus blogs. Sim, posso amar escrever, e, por esse amor, penso muito no que quero postar aqui, e partilhar!

Eu até poderia admitir que esteja passando por uma crise criativa, poderia fazer a Awy Winehouse, e pedir Rehab, mas não estou! Se eu tivesse no meio de uma crise criativa, tuiaria pouco, e, com toda certeza já teria criado uma conta, novamente, no orkut, mas nem um fato, nem o outro aconteceu!

Então, já que tenho que culpar alguma coisa, ou alguém, por eu não postar aqui com frequência, culparei o horário de verão, culparei a Dilma e o Serra, que em vez de discutirem propostas insistem em procurar, no passado, falhas um do outro, culparei o infortúnio que há em lavar louça, só pra constar, se mandarem-me lavar louça ficarei extremamente ofendido, culparei o autor de Passione por ter feito a Clara virar Ana Francisca, pelo segredo do Gerson não ser revelado nunca e por ter dois assassinatos misteriosos, eu culparei o Serio Mallandro por ser insuportável, culparei o mundo por conspirar contra mim, e, por ultimo, culpo a água do arroz que demora SÉCULOS, 20 minutos, pra ferver!

Admito que ando vendo muita televisão, e que isso pode, e com certeza esta, afetando meu eu-escritor e aguçando meu eu-critico!

Então, por descarrego de consciência, atualizei meu blog, dormirei mais tranquilo, tomarei banho sem preocupar-me, prestarei mais atenção nas aulas e comerei normalmente!

Marcelo Soares

Leiam 40 coisas sobre:
Kalliana Barby AQUI
Lara AQUI
Mel AQUI

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

#PazNasTorcidas

Até onde a paixão por alguma coisa pode levar as atitudes de uma pessoa?

Até onde o fanatismo por algo pode prejudicar alguém?

‘’No dia 25 de Outubro de 2009, entre noticias que precedem as partidas de futebol, fomos surpreendidos por mais um fato que estarreceu a sociedade paranaense: o atropelamento do estudante de direito da Faculdade de Curitiba - João Henrique Mendes Xavier Viana, 21 anos, na saída de um estádio na Cidade de Curitiba. .... Foi uma tragédia decorrente de briga entre torcidas. (Andréa Destefani)’’

Desde criança, venho aprendendo com meus pais, e com a vida, o valor que há em respeitar as diferenças, sejam elas religiosas, culturais, esportivas, e etc. Sei do que gosto, sei no que acredito, e nisso me baseio pra ser viver.

Torço para o São Paulo, meu pai é santista e meu irmão corintiano, tenho tios, primos e amigos vascaínos, palmeirenses, flamenguistas e atleticanos, sempre que nos reunimos o assunto futebol surge, lógico, as provocações são sempre marcantes, porem, a diferença entre nossas opiniões não nos faz perder o respeito uns com os outros, nunca cheguei ao ponto de agredir, ou ser agredido, verbalmente ou fisicamente por qualquer um deles, ou então por um estranho!

A questão violência em estádios e a paz entre as torcidas, vai muito além da conscientização de cada individuo, vai muito além da legislação e da punição agregada. Futebol é muito mais que apenas dois times enfrentando-se, 22 homens ou mulheres afincos em um único objetivo, o gol. Futebol e paz nas torcidas são duas questões que devem ser tratadas de igual para igual, sem paz não há futebol, não há espetáculo, não há esperança, não há vitória, não há títulos!

Na festa do futebol a violência funciona como o amigo chato que bebe, passa mal, e você tem que levar ele pra casa e explicar aos pais dele toda a situação!

Vamos aos estádios curtir a festa, a vitória deve ser comemorada, e a derrota mostra quem são os verdadeiros torcedores, aqueles que apóiam o time em qualquer situação!

Caros amigos blogueiros, entrem nessa campanha, escrevam textos sobre o assunto, criem selos, vamos nos unir, juntos conseguiremos mudar a opinião de varias pessoas, e, pelo menos, um dia nos orgulharemos de termos feito nossa parte!

Caros usuários do twitter, postem suas frases sobre o assunto usando a tag #PazNasTorcidas, façam sua parte, o objetivo não é levar ela aos TT’s, o objeto é colaborar e impedir que outras atrocidades, como a que aconteceu com João Henrrique, se repitam!

E minhas condolências a família do João Henrrique, a dor da perda é inexplicável, toda força pra vocês, e que, nesse um ano sem ele, muitas pessoas possam conscientizar-se! Minhas orações por vocês!

Esse texto foi baseado no post Paz Nas Torcidas, escrito por Andréa Destefani do blog CoisasDaVida!


Fiquem com Deus||Abraço||Marcelo Soares

terça-feira, 5 de outubro de 2010

40 coisas sobre mim:

  1. Sou extremamente sincero
  2. Nem um pouco pegajoso
  3. Gosto de musicas que eu consiga acompanhar a letra, não importa o estilo, preconceito musical é para as ‘’mentes superiores’’.
  4. Estou no terceiro ano de medicina veterinária
  5. Ainda não faço a mínima ideia em qual área me especializarei
  6. Faço o falso simpático, ou seja, cumprimento as pessoas por consideração a outras.
  7. Normalmente não retribuo maldade com maldade, mas não faço o tipo ‘bonzinho’.
  8. Sou extremamente falante, alegre e brincalhão com meus amigos, e, com quem não conheço e na faculdade sou o tímido e antipático, não tenho culpa.
  9. Já sonhei em ser jogador de futebol, desenhista, mangaka, arquiteto, dentista, cantor.
  10. Já me inscrevi para o Aprendiz Universitário na época em que o Roberto Justos era o apresentador, porem, decidi abandonar a ideia
  11. Sou evangélico desde que nasci, orgulho-me muito disso, e tenho certeza a cada dia que passa que minha vida é um milagre.
  12. Sendo evangélico tenho vergonha do que as pessoas pensam sobre evangélicos, ser evangélico não é ter preconceito com ninguém, não é sair julgando as pessoas por seus atos, há algo muito mais especial do que as pessoas julgam.
  13. Eu não bebo e não fumo, detesto o sabor da bebida e tenho amor aos meus pulmões.
  14. Não curto baladas, na verdade só em pensar em muitas pessoas em um local fechado já começo a passar mal, caustrofóbico eu? Magina.
  15. Tenho 21 anos e adoro paixões platônicas, vivo uma a cada época que passa.
  16. Guardo meus segredos num cofre com dispositivos a raio laser, sou muito fechado, e sou esperto em não deixarem descobrir.
  17. Faço o tipo que se a pessoa não pediu pra guardar segredo posso contar para os outros, então já sabe.
  18. Ao mesmo tempo se me pedem segredo, um segredo teremos.
  19. Adoro coca-cola, doritos, chocolate, leite condensado.
  20. Não curto muito comer carne, não que eu não goste, é que não é meu prato favorito, mas não pensem que sou vegetariano ou algo do tipo.
  21. Tenho duas gatas (Gi e Nael) e trato elas como se fossem minhas filhas.
  22. A aproximadamente oito anos atrás tomei a decisão que meus animais só terão nome de pessoas.
  23. Sou tuiteiro compulsivo, sei que pra maioria de vocês isso não é novidade, no twitter eu tenho liberdade, e adoro a opinião das pessoas.
  24. Decidi criar o blog em conseqüência do twitter, algo como quando eu quisesse falar mais que apenas 140 caracteres, acho que deu certo.
  25. Meu sonho aqui no blog, nesse momento é chegar a 300 seguidores e ter um post com mais de 20 comentários.
  26. Eu acredito em amizade virtual.
  27. Já tive vontade de participar do BBB.
  28. Adoro realitys shows, de todos os tipos, BBB, A Fazenda, Ídolos, Hipertensão, e afins.
  29. Gosto de desenhar, de 2008 até metade de 2009 eu levava isso a serio, desenhava diariamente e postava meus desenhos em um fake.
  30. Tenho vergonha de mostrar o que desenho para as pessoas, se você já viu algum desenho meu, considere-se uma pessoa importante na minha vida.
  31. Tenho, sem sombras de duvidas, mais amigas que amigos, esperto eu? Magina
  32. Considero ter apenas um amigo homem, o Dayvid.
  33. Tenho um sonho de viajar para os EUA e viver uma vida americana de pelo menos um ano.
  34. Não considero-me bonito, tenho vergonha em ser muito magro, sei que as pessoas reparam isso em mim.
  35. Adoro minha família, meus pais são tudo em minha vida, meus irmão são meus orgulhos, meus sobrinhos minhas fofuras, e meus cunhados, bom, meus cunhados vocês já sabem né! =P Sou o caçula.
  36. Sou São Paulino.
  37. Moro em União da Vitória, onde estudo, de segunda a sexta-feira, e, nos finais de semana vou para casa de meus pais.
  38. Adoro usar camiseta branca, calça larga, tênis confortável e blusa, uso blusa até sem precisar.
  39. Não consigo fingir sentimentos, se é pra chorar eu choro, gritar eu grito, bla eu bla bla bla.
  40. Eu nunca imaginaria que escrever 40 coisas sobre mim seria tão fácil, comecei e, se desse, continuaria contando mais.



Eu desafio para escreverem 40 coisas a seu respeito a @KallianaBarby do blog Tempestades, a @Gaabis_Am do MundoPlatonico,  a @Laara_Oliveira do MemóriasEscritas e a @Mel_Mn do ManiasENoticias


Ps.: Esse foi um post diferente, desculpem se tiver algum erro grotesco de português, não revisei o texto, ficaria feliz se comentassem falando o que vocês têm em comum comigo!


Abraço||Fiquem com Deus||Marcelo Soares

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Sobre trocas e lógicas.


            
 A cortina fechada permite que apenas que uma luz amarelo-ocre chegue a mim, uma iluminação opaca, sem graça, que me faz ler com esforço. Ao mesmo tempo ela contradiz-se, ilumina meu lado pensante, minha inspiração,e, em termos minha razão.

            Não gosto de ficar dividido por dois caminhos, duas opções, duas pessoas. Sempre fui pro lado da atitude [nesse caso], SIM ou NÃO? SIM! Sem titubiar-me, sem procurar muita lógica, sem tentar emoldurar nada, sei que às vezes reajo como um adolescente, fantasiando uma história linda, com momentos incríveis, cheia de sensações adoráveis, mas isso não estraga a surpresa da minha reação ao ser questionado!

Oi, posso te ajudar?
Claro, estou procurando uma camisa xadrez.
Tem preferência pela cor?
Não, só tenho preferência em ser xadrez!
Olha essa camiseta que linda, não quer provar?
Não, eu vim atrás de uma camisa xadrez, não quero uma camiseta!

[Às vezes] Saber limitar sua escolha facilita as coisas, por exemplo: procuro uma pessoa que me ame do jeito que sou, que aceite meus defeitos e elogie minhas virtudes, clichê, óbvio, mas quais são seus defeitos? ...

Eu sou rabugento, não curto locais pequenos com muitas pessoas, sou sarcástico e não finjo gostar de seus amigos por sua causa.

... a pessoa aceitara todos eles? Claro que não, além de seus defeitos, ela terá os dela ~DÃ~, mas procurar compreender que um relacionamento é feito através de trocas é o mesmo que saber atenuar duas coisas: a intensidade da ocasião e a fundamentação das SUAS razões e torno de NOSSAS emoções, então quer dizer que: eu aceito seu vestido curto, mas você tem que aceitar minha fugidinha com amigos, certo? Não!
Trocas é tentar convencer a pessoa por suas razões, emoções e atitudes, e não limitar ela a duas opções, a dois caminhos, a duas sensações...
A única escolha que ela deve fazer em que duas opções são fundamentais é:
Você realmente me aceitara? [  ] SIM [  ] NÃO.

             Teorizar tudo isso é tão simples! Mas talvez estrague a surpresa, as reações e as emoções do momento!

Eu sei, eu sei, cade a lógica do texto? Sua lógica é um mito pra mim.

Abraço||Fiquem com Deus||Marcelo Soares

sábado, 25 de setembro de 2010

Parênteses

By Muszka

Parêntese 1
As tardes chatas em cima de livros, apostilas, resumos e anotações nas bordas do caderno acabaram, e, com elas acabaram as inseguranças e incertezas de um resultado dose-dependente.

Noticias boas chegaram e trouxeram com elas algumas esperanças, sei que a tempos jurei não tentar sentir isso de novo, mas até promessas juradas podem ser quebradas, o ‘pra sempre’ por exemplo, na maioria das vezes não dura o tempo prometido, fracos né?

O fato é que voltei a fantasiar com a mesma intensidade que voltei a reviver um passado adorável, gostoso e, digamos, eterno, por mais proibido que seja.

Não julgue as noticias que chegam até você sem tentar olha-la por todos os lados, sem antes procurar possibilidades, formas e trejeitos de aproveitá-la da melhor forma, estou fazendo isso nesse momento, o no que isso resultara? Bom isso a Deus pertence!

Não vou contar vantagem, muito menos espalhar a noticia por ai, sei que o vento se encarrega de leva-la, mas sei também que o caminho do vento é incerto, não vou arriscar-me em deixa-la chegar a ouvidos sujos, mesmo sabendo que arriscar seja tentador e extremamente provocante.

Parêntese 2
Meu ultimo texto ~~ ‘’Pros’’ macho ~~ foi o mais diferente que já escrevi até hoje por aqui, muitas pessoas adoraram, algumas falaram pra eu manter esse estilo, já outras não gostaram, sei que a divisão de opiniões é comum em todos os textos que qualquer pessoa escreva, sei também que as criticas sempre aparecem, adoro criticas, acho que através delas crescemos, aprendemos, mas tenho algumas considerações sobre:

1)      Só critique se tiver argumento!
2)      Se for pra criticar mostre seu rosto, assine a critica, não tenha medo de não ser aceito, prefira ser você mesmo!

Sei que essa lista poderia ser maior, mas resumi, o fato é que andaram aparecendo criticas em meus comentários em que o tal ser critico não identificou-se, isso tudo é medo de não ser aceito? Não tenha medo, eu mantenho minha educação, não vou descer ao nível de ninguém, a não ser que você seja tão superior a ponto de descer até o meu. Sei que foi um desabafo meio #OrkutFeeling, mas resolvi abrir esse parêntese pra dizer aos caros amigos anônimos que a partir de hoje não permito mais comentários anônimos, se quiser criticar vai ter que mostrar a cara!

Fiquem com Deus||Abraço||Marcelo Soares