sábado, 20 de fevereiro de 2010

Experiências da primeira ''semana'' de aula


Minhas aulas começaram dia 10 de Fevereiro, em uma
Quarta feira


Toda primeira semana de aula é aquela enrolação, os professores se apresentam, contam suas experiências, apresentam o plano de ensino para o semestre, e alguns dão à desculpa que não vão começar o conteúdo pois muitos alunos faltaram, SEI ¬¬’, particularmente prefiro os que entram na sala animados e mesmo sendo o primeiro dia já saem passando matéria, falando de notas, provas e trabalhos, professor bom é aquele que já chega projetando a aula no quadro (E viva a tecnologia entrando nas salas de aula o//).


Existem duas situações que aconteceram nesses três dias de aula muito semelhantes:


Por eu ser tímido e ter poucos amigos na sala, detesto dinâmicas em grupo. No primeiro dia uma professora entrou na sala, apresentou-se, colocou no quadro a lista de materiais que utilizaremos no semestre e fez um breve comentário sobre a matéria, que por sinal será uma das mais interessantes, porém, ao termino das poucas palavras ela disse: ‘’-agora façam um circulo com as carteiras, fiquem em pé na frente delas, vamos fazer uma brincadeira’’. CARA tive vontade de sair da sala, na verdade quase sai, mas se saísse todos veriam e seria bem pior ¬¬’, (foi uma daquelas brincadeiras que passa uma boneca na mão de cada um e cada pessoa deve fazer algo com ela, no final você deve fazer com a pessoa a sua direita o que fez com a boneca) quando chegou a minha vez a sala toda ficou em silêncio e observando o.O’ claro que pelo meu nervosismo fiz a coisa mais idiota e sem graça, e como de costume o vermelho foi a cor da minha pele e a voz começou a falhar, foi uma das piores aulas que já tive. Espero muito dessa professora, ela é jovem, comunicativa e muito profissional, mas a primeira aula foi um saco.


Na sexta feira, uma outra professora, fez toda a introdução e falou em fazer uma dinâmica, comecei a ficar com calor e tremer (sempre que fico nervoso são essas minhas reações), mas pensei ‘’Não vou sair, vamos ver como será’’(PS: Claro que pensei em inúmeras coisas que não posso falar aqui mas lembro claramente de todas :x ). O que tornou a dinâmica dela interessante é que era relacionada com o conteúdo e nos levava para dentro de nossa área ( tinhamos que simular uma situação em que o profissional chegava na propriedade e os colonos faziam perguntas a respeito da matéria [Forragicultura]). Concluindo, ela foi a que mais gostei, não só pela criatividade em inventar algo que viesse a calhar, por ser bastante segura no que fala, o tipo de pessoa que você tem até prazer em perguntar alguma coisa o//.


No final das contas dinâmicas em grupo subiram no meu conceito, desde que não obrigue a pessoa a fazer coisas constrangedoras o// e acrescente algo. Mas tenho em minha mente que até o final do curso terei VÁRIAS situações parecidas com essas, e da melhor forma dentro do meu possível, terei que passar por elas.


Toda experiencia na vida de um acadêmico é válida!!!



Fiquem com Deus;

Abraços;

Marcelo Soares.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Indecisão do Primeiro Post


Neste momento estou no meu quarto arrumando minha cama, provavelmente postarei isso somente amanha. Se eu deitasse não conseguiria dormir, e, inúmeras idéias ficariam passando pela minha mente sobre: ‘’O que escrevo em meu primeiro post?’’. Inicialmente muitas delas seriam boas e algumas ótimas, porém, se eu deixasse pra escrevê-las depois certamente não lembraria nem da metade. Isso mesmo tenho 21 anos e já tenho a memória fraca.

Escrever nunca foi meu forte, sempre fui melhor com desenhos e cores, porém, via a necessidade em ter alguma coisa onde pudesse postar minhas preferências, pensei muito, pesquisei em vários blogs e decidi então fazer o meu. Já comecei escrever em diários e parei inúmeras vezes, a ultima delas foi em 2008, até que fui longe, escrevi um pouco mais de um mês, aos poucos fui parando, ai então algumas novidades entraram na minha vida e fizeram esquecer o velho diário. No meio do ano passado um amigo me apresentou o Twitter, por dias eu até desprezei a idéia em fazer um, mas, acabei criando uma conta com o pensamento: ‘’vamos ver como é’’. Até curti a idéia, porém cheguei ficar sem postar nada por mais de um mês e meio, no final do ano passado, por uma loucura minha, exclui o Twitter e fiz outro – meu atual, daí em diante meu dia não é o mesmo se não postar alguma coisa lá. Em 140 caracteres você não consegue falar tudo, por isso pra complementá-lo criei esse blog, onde espero postar por anos e anos da minha vida o//. (Pensamento positivo). (Até aqui escrevi ontem as 23:50)

Até o momento em que eu realmente copiar esse texto do Word e posta-lo mudarei ele umas 200 vezes, sim, sou bastante indeciso sobre as coisas, por exemplo: quando fui à loja pra comprar meu notbook fiquei dividido em dois modelos, voltei embora, conversei com meu irmão e tomei uma decisão, retornei à loja pra fechar a compra, mas quando a vendedora ia fazer o cadastro, novamente a duvida pairou em minha cabeça, meu pai me disse: ‘’-Vamos embora você pensa melhor e depois voltamos’’. Então peguei o celular e liguei para meu irmão, finalmente tinha me decidido, e, a compra estava feita. Em tudo que vou fazer onde existem duas opções (ou mais) sempre demoro a escolher uma, se tratando de texto, leio e releio, no final o que tinha em minha mente fica completamente modificado. A ÚNICA coisa que tenho certeza em minha vida e que nunca fiquei indeciso é DEUS. Só ELE me traz algo concreto e bom, por ELE faço TUDO.

Não sei com que freqüência postarei aqui, espero que pelo menos umas 5 vezes por semana, dentro do possível, comprei um caderno pra anotar coisas do cotidiano, então a única coisa que me impedira será o tempo (o inimigo da perfeição) o.O’’

Estava procurando uma frase legal para colocar no final do post (uma espécie de reflexão) lembrei então que minha prima tinha entrado em uma comunidade no Orkut com o nome ‘’Provérbios 4:23’’ e com uma capa bastante sugestiva, entrei na comunidade pra ler a passagem que dizia:

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem às fontes da vida.”

E com essa passagem encerro . o//

Fiquem com Deus,
Abraço,
Marcelo Soares