quarta-feira, 2 de junho de 2010

Talvez, em algum lugar dentro de mim exista uma caixa onde eu guardo todos os meus sentimentos, porem, dentro da mesma eu conservo minhas lembranças, maldito gênio desorganizado que tenho, sentimentos e lembranças ficam todos misturados. Já não sei se lembro porque sinto, ou, se sinto porque lembro. Tentar separa-los agora, com meus 21 anos seria algo peculiar. O que mais dói é quando vem uma lembrança e eu confundo-a com um sentimento. Com o amor carnal expulso dessa caixa, já tenho previas que, se essa sensação for relativa ao sexo oposto, possivelmente é carinho ou amizade, claro, eu apaixono-me, mas não com a mesma freqüência que decepiciono-me.

Uma das piores dores que existe é quando um sentimento volta à tona, e, eu não consigo discerni-lo de uma lembrança, esse momento sempre esta sujeito a pessoa em que ele esta dedicado. O ruim é que isso acontece com pequenas atitudes, um olhar, por exemplo. Acho que a origem dessa desgraça foi a hora em que coloquei sentimentos em momentos que mereciam ser esquecidos, e, esses malditos momentos transformaram-se em lembranças, ai a confusão começa novamente.

Marley e Eu esta mexendo comigo.

Fiquem com Deus|Abraço|Marcelo Soares.

8 comentários:

  1. Marley e Eu .. também mexeu comigo ,

    caixa de confusões sentimentais, a gent mesmo a cria .. a gent mesmo a destrói !

    ResponderExcluir
  2. Nossa muito lindo o post! *-*

    Tenho que ler Marley e Eu!! =D


    Beeijos!

    ResponderExcluir
  3. Sem palavras. Também tenho minha caixa de sentimentos e lembranças e, preciso pegá-la para reviver tudo novamente mas, ela está num armário com monstrinhos que me dão medo, lembra?
    Um grande beijo Marcelo, e parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  4. Em partes sou culpada, eu que te EMPRESTEI rrsrsrs, o livro Marley e eu...

    mais te entendo, as vezes acho que o coração é nosso pior inimigo,

    Caixa de lembranças, tenho duas.. uma psicologica, que guardo dentro de mim mesma, e uma fisica, e nem sempre fico feliz em ver ou mesmo por ter elas, ...
    mas, elas estão ali.. -P

    legal, o post.. esse está entre os que entram na lista dos confusos hehehe...

    BjOooOs
    http://deborahromaniuk.blogspot.com
    Deh

    ResponderExcluir
  5. Adorei o texto, muito bem escrito. Parabéns! *-* É, acho que todo mundo se sente "tocado" de certa maneira depois de assistir Marley e Eu.

    ResponderExcluir
  6. Uau, posso dizer com toda certeza que este foi um dos melhores (se não melhor, para mim pelo menos) texto que você escreveu. Lindo mesmo e digno de ser compartilhado (o que eu farei por sinal).
    Parabéns, é ótimo ter um blog como o seu para ler, tens muito talento para escrever.

    Li e assisti Marley&Eu, com certeza é um livro/filme que super recomendo, lindo, divertido e contagiante.

    Parabéns novamente, amei demais esse texto, vou guardá-lo comigo, pois me identifiquei demais.
    Quero pedir sua permissão para divulgá-lo no meu blog, com os devidos créditos obviamente, adoro cmpartilhar textos tão bem escritos como os seus.
    Um beijo, aguardo a resposta ^^

    ResponderExcluir
  7. Independente de Marley e "você" [hahaha] seu texto me gera sentimentos que me trazem lembranças que, por sua vez, estão ligadas a outros sentimentos e outras lembranças... e aí vira essa mesma bagunça aí que vc deve estar vivendo e eu só consigo pensar em uma pessoa... e nos momentos bons que nós três passamos juntos... e então todos os sentimentos e lembranças se resumem em um sentimento só: saudade. Nosso amor pela Hagar vai além de qualquer sentimento, e nossa história não pode ser escrita! Abraço.

    ResponderExcluir