quinta-feira, 15 de julho de 2010

Poltrona Vermelha!

A um certo tempo comecei aqui no blog com entrevistas, dei o nome a suposta coluna de ''Entrevista da semana'', porem, eu não consigo manter o ritmo exatamente de uma entrevista por semana, e percebi também que existem muitos blogs que fazem entrevistas em que a ''coluna'' tem esse mesmo nome, resolvi dar uma reformulada e tentar algo diferente, a algumas postagem atraz eu coloquei a seguinte frase no final ''Alguem ai gostaria de sentar na poltrona vermelha?'' eu referia-me exatamente a entrevista.
Nessa 'nova' fase não colocarei aqui entrevistas tão longas [a de hoje sera uma exceção], algumas vezes convidarei pessoas para sentarem a poltrona vermelha apenas para trocarmos algumas frases, ou filosofar-mos sobre algum assunto, e a mesma pessoa podera passar por aqui diversas vezes! No entanto, quando pintar a oportunidade farei entrevistas completas, adoro isso!
Hoje, minha convidada para sentar na poltrona vermelha é a blogueira Tainã Steinmetz!

Espero que gostem da mudança!


----------------------------------------------------------
Ficha:


Nome: Tainã Steinmetz
Idade: 23
Profissão: Estudante
Cidade: Santiago, RS

--------------------------------------------------------

Bom, vamos começar conversando um pouco sobre seu blog, o nome dele é bastante sugestivo, quando entrei pela primeira vez admirei sua criatividade, e, a ideia de cenas em ordem cronológica, de onde surgiu a ideia do blog, e a ideia da ordem cronológica?
Na verdade a ideia não é minha. Quem conhece a banda de metal progressivo Dream Theater, entenderia o nome do meu blog logo de cara. "Cenas Da Minha Memória" é o nome adaptado do álbum conceitual "Scenes From A Memory", que fala sobre regressão, vidas passadas. A ordem cronológica das cenas foi retirada do álbum também, bem como as tags do blog que são chamadas de "atos".

Você posta basicamente de tudo um pouco, isso varia muito com seu humor? O que te faz postar com mais frequente?
O nome do blog é a proposta dele. Pode-se dizer que eu escrevo sim conforme meu humor. Quando estou mais 'nazista' saem textos mau humorados, às vezes até com críticas bem pesadas para cima de tudo e de todos. Quando estou mais 'queridinha', aparecem um textos mais melosos. Mas confesso que eu prefiro as minhas postagem mau humoradas, é quando eu realmente falo a verdade.

Percebi em varias postagens imagens pintadas nas calçadas em 3D, confesso adorar isso também, o que te fez postar tantas?
São pinturas do Julian Beever. Eu vi uma imagem dele por aí na internet e fui em busca de mais. Salvei um monte e revolvi postar esporadicamente para mostrar às outras pessoas, já que são pinturas incríveis.

Impossível não notar no que você escreve sua ligação com as Bandas Dream Theater e Matanza, o que eles significam pra você, como te influenciam, e, se você é do tipo fã descontrolada?
Matanza é uma das minhas várias bandas preferidas.Gosto da filosofia deles "regada à cachaça" e das muitas verdades que eles colocam nas letras. Mas ainda não me influencia tanto. É uma banda que eu escuto, gosto bastante das letras, mas não passa disso. Agora, momento fã descontrolada: eu sou desesperada por Dream Theater. Fiquei ainda mais depois que fui no show em Porto Alegre (16 de março de 2010).Dream Theater realmente mudou alguns pontos na minha vida. Foi a partir deles que eu comecei a não só escutar a música, mas a senti-la. Passei a entender melhor certas atitudes do ser humano e comecei estudar sobre regressão e doenças mentais, o que fez eu crescer muito.

Ir ao show deles foi uma realização pessoal pra você?
Foi a realização de um dos maiores sonhos da minha vida. Eu esperei por esse show durante alguns anos, às vezes eu até pensava que isso nunca ia se realizar. E, de repente, os caras que mudaram o meu jeito de pensar, estavam ali na minha frente. Se eu tivesse a oportunidade, eu gostaria de agradecer eles por cada CD, que é um verdadeiro presente.

Mudando um pouco de assunto, se eu lhe oferecesse uma tarde no salão de beleza para você: cortar o cabelo, fazer um banho de creme, pintar e depois fazer uma belíssima chapinha você iria?
Não. De maneira alguma. Eu tenho verdadeiro horror a salão de beleza, tintas, secador, chapinha, e tudo mais. Eu nunca usei nada no meu cabelo além de shampoo. Gosto do meu cabelo como ele é, e pretendo deixá-lo virgem por muitos anos ainda, de preferência, pra sempre.

Porque essa repugnição ao salão? Algum trauma?
Não chega a ser repugnação, nem trauma. Mas eu vejo tantas mulheres com cabelos tão danificados que eu realmente não tenho coragem de usar essas coisas em mim.

Você pode não ter a vaidade com seus cabelos, me diga em que você considera-se vaidosa.
Não saio de casa sem brincos, e gosto de estar com as unhas sempre pintadas.

Você tem duas tatuagens, certo?
Não, tenho 3. No pescoço, um símbolo do infinito; nas costas o olho de hórus com uma borboleta e no pé esquerdo, 5 formigas.

O que levou a você faze-las, com que idade as fez, o que cada uma delas significa pra você, e uma pergunta um tanto quanto clichê ''qual doeu mais para fazer''?
Eu sempre gostei muito de tatuagens e pretendo fazer mais. O olho de hórus é para a Paola, talvez a pessoa de maior importância na minha vida. É um símbolo de proteção e poder. Foi a 2ª que eu fiz, tem menos de um ano. Eu tinha 22 anos. O símbolo do infinito, de certa forma, também é para a Paola, pois ela tem a mesma tatuagem no mesmo lugar. Significa a nossa união, infinitamente. E tem a ver com o Dream Theater, pelo CD deles "Falling Into Infinity". O infinito eu tatuei há uns 3 meses atrás. As formigas no pé foram as primeiras, eu tinha 19 anos. Tem a ver com o CD "Systematic Chaos", do Dream Theater. Uma das formigas é no "tendão de aquiles" e, francamente, eu tive vontade de chorar de tanta dor. O tatuador levou menos de 5 minutos para fazê-la, mas foi horrível mesmo. Tatuagem não dói, mas tente fazer no tendão...

Como você caracteriza seu estilo?
Eu tô mais pra metal progressivo, e meio retardada, hehehe.

Você considera-se antisocial?
Muito. Eu não sei viver em sociedade. Muitas pessoas dizem que eu deveria morar no meio do mato. Eu não sei ser simpática com pessoas que não gosto, e não sei puxar o saco de ninguém. Talvez esse meu jeito de ser 100% sincera, 100% do tempo, com todo mundo, é que me deixa tão antisocial. Eu penso que o "diga a verdade, doa a quem doer" tem que ser usado em qualquer circunstância.

Por ser antisocial e usar a frase "diga a verdade, doa a quem doer" você considera-se sincera, certo?
Sim. Reconheço que até demais às vezes. Mas assim como sou sincera com os outros, gosto que sejam comigo. Eu prefiro ouvir a verdade sempre, por pior que seja.

Também penso assim, e considero-me super-sincero! Enfim, em sua concepção et's existem?
Sim. E, de certa forma, nós também somos ET's.

O que te leva a pensar isso?
Seria muito egoísmo achar que somos a única civilização "pensante", já que o universo é infinito, ou muito grande. E "eles" já deram motivos suficientes para provar que o ser humano não é o único habitante do mundo.

Mudando um pouco de assunto, você apresenta um programa de radio na sua cidade, fale um pouco dele, e, como é essa experiência.
Eu não sou apresentadora oficial do programa, rs. Só participei duas vezes. É o programa "Palavras e Ondas", da Casa do Poeta de Santiago, onde eu sou diretora. A Casa do Poeta tem como obejtivo reunir pessoas que gostem de literatura para encontros com discussões de ideias, e valorizar os escritores da nossa cidade, buscando incentivar a leitura. O programa vai ao ar todos os sábdos. A âncora do programa é a Lígia, e a cada semana um diretor diferente apresenta o programa com ela. Quem quiser mais informações sobre a Casa, pode acessar o blog: http://casadopoetadesantiago.blogspot.com

Falando em literatura cite um livro que adorou ter lido.
Certo, vamos deixar um detalhe esclarecido: eu não leio e não gosto de ler, hehe. Posso contar nos dedos todos os livros que já li na minha vida, e ainda assim sobraria uma mão inteira, rs. É sério isso. Eu comecei a ler este ano, pois ganhei uma pilha enorme de livros do Stephen King, que é um escritor que eu tenho imensa admiração e adoração. Por enquanto, sem livros no meu currículo.

Fale então de suas preferências quanto a: uma serie, um filme e um programa de tv.
Série: Smallville. Filme: Watchmen *-* (adoração suprema). Programa de tv: puxa vida, acho que nenhum. Eu quase não assisto tv.

Curte animês?
Curto, bastante. Não sou fanática e nem conheço tantos, mas sou muito fã de Death Note, Hellsing, Naruto e Avatar.


Qual a experiência que tirou de sentar na poltrona vermelha?
Eu gostei de ser entrevistada, quero de novo ;D hehehe Eu fiquei realmente muito feliz quando você me convidou, foi um prazer enorme pra mim. Muito obrigada pelo espaço.

Indique uma comunidade, um blog e um perfil do twitter que você realmente admira.

Twitter: @Junekaa


Mensagem para quem leu nosso ''papo''!
Eu não sou muito boa com essa coisa de mensagem, então deixo um treco de uma música: "Eu não tenho medo de morrer. Tenho medo de estar vivo sem ter consciência disto. Tenho tanto medo que não tenho energia para gastar com coisas que não importam mais" (Sensorium, do epica)

O blog da Tainã é o:

Sigam também ela no Twitter:

---------------------------------------------------

Abre parênteses
Deixe-me feliz e presenteie-me com um texto! Pode ser com o assunto que você quiser, desde que não seja algo tosco, sem noção ok! Eu publicarei seu texto aqui em meu blog e divulgarei ele no twitter, saiba mais informações clicando AQUI!
Fecha parênteses

Eu ja ganhei um texto da Kalliana, que sera meu próximo post, e existem algumas pessoas que ja me falaram que também me farão feliz e escreverão! Venham pessoas! Espero o texto de vocês!


Então é isso, recados dados, espero que tenham gostado! É de extrema importância que vocês colaborem comigo deixando suas opiniões ali nos comentários!

Fiquem com Deus||Abraço||Marcelo Soares

5 comentários:

  1. Eu gostei da poltrona vermelha e achei a imagem muito interessante. Uma poltrona no meio do mato é realmente uma coisa muito inspiridora. Bem a cara da sua entrevistada, que é antisocial declarada. O Blog dela é realmente um encanto. Gostei da ideia de basear um blog em uma banda/música, ainda mais setratando de alguma vertente do rock. \o/

    ResponderExcluir
  2. Foi uma honra ter sido a 1ª ^^

    Muito obrigada pela oportunidade ;D

    ResponderExcluir
  3. Olá! Cheguei aqui atravéz do blog da Tainã. Você está de parabéns pela idéia. Gostei muito da entrevista. Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Interesantissimo guri!

    Entrevistador e entrevistada estão de parabéns.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá cheguei aqui através do blog da Tainã, e gostei da idéia da Poltrona Vermelha. Adoro muito as idéias da Tainã, ela é uma pessoa muito inteligente e modesta (acreditem, ela é, talvez, a pessoa mais modesta que conheço). E suas respostas, seus conselhos, seus dircursos são muito bons. Não me arrependo um segundo sequer por tê-la conhecido. E meus parabéns, seu blog é muito bom.

    Abraços.
    Andrei Lopes - Mr. Lonely

    ResponderExcluir