segunda-feira, 5 de julho de 2010

O gramado do interesse alheio é mais verde!?

Tudo o que eu queria era que meu primeiro dia de férias fosse perfeito, acordei animado, e como raridades acontecem, acordei de bom humor, juro. Porem o nível de interesse de algumas pessoas é algo que realmente deixa-me obstinado a largar tudo e voltar ao meu mundinho limitado, com meus pensamentos quadrados, meu jeito careta e minhas expressões bizarras. Decidi por alguns minutos largar tudo, voltar a ser apenas o Marcelo que poucas pessoas conhecem, o Marcelo que ninguém vem atrás, que não se importa com o que pensem, com o que falem, aquele que fica trancado em casa rodeado de milhares e saborosos livros recheados de historias, onde eu poderia viver aventuras bem mais concretas, mesmo que em minha imaginação. Antes de abrir mão de tudo, pensei em algumas pessoas que realmente gostam do que escrevo, ou fingem gostar, as quais interessam-se pelo que sou e pelo que posso, talvez, em alguma hipótese, passar de bom pra frente, resolvi esperar, resolvi repensar, talvez essa seja apenas mais uma crise existencial, ou, se acabar achando argumentos que levem-me a um veredicto verdadeiro, acabo com tudo. É extremamente complicado sentir-me assim no primeiro dia de férias, é péssimo descobrir sentimentos e interesses de pessoas que por milésimos de segundos você imaginara verdade nas palavras. Bem vindo ao mundo de conflitos de férias, bem vindas sinapses que adoraria não ter, pelo menos não agora! Sabe aquela historia de bom humor que escrevi ali em cima? Já era! Vou limitar-me as vírgulas, porem, quero aprender que colocar um ponto final em algumas atitudes é o suficiente para sentir-me melhor, mais aceito, mesmo que esse ‘’mais aceito’’ seja por mim mesmo!
Juro que não deixarei a historia que estou escrevendo incompleta, sem final, vou postar alguns capítulos essa semana!

Leiam e comentem no texto que escrevi
para o Garotos Blogueiros clicando AQUI!

Um foda-se para esses interesseiros ok!?

Abraço||Fiquem com Deus||Marcelo Soares

6 comentários:

  1. "Vou limitar-me as vírgulas, porem, quero aprender que colocar um ponto final em algumas atitudes é o suficiente para sentir-me melhor, mais aceito, mesmo que esse ‘’mais aceito’’ seja por mim mesmo!"

    Bom o texto mas principalmente esse trecho fez todo o sentido pra mim, colocar um ponto final em algumas atitudes é o que tento há anos, e continuo tentando !

    E sabe eu tento não ligar para as opiniões dos outros, mas as vezes é muito difícil ignorá-las, mas o mais difícil mesmo é nós nos aceitarmos, o padrão que colocamos para nós mesmos é muito difícil de seguir. Já pensei muito no assunto e nunca cheguei uma conclusão.
    Bom se encontrar uma solução me avise !

    Beeijos!

    ResponderExcluir
  2. Expressou sua raiva numa maneira culta. Algo mais lindo que isso?
    Enfim, dar-lhe-ei um conselho: Tenha paciência.
    Talvez, a falta de tempo (final de semestre, você mais do que ninguém sabe como isso é) faça com que blogueiros e blogueiras "sumam" e, isso pode parecer que nos abandonaram pois não servimos para mais nada.
    Digo isso por mim mesma, tô pirando com as provas e mal tenho tempo de atualizar meu blog, quanto mais acompanhar blogs dos quais sou fã e dar minha opinião em suas atualizações.
    But, àqueles que, mesmo com toda a correria que um final de semestre trás consegue manter-se vivo por aqui, parabéns.
    Tens um jeito de juntar as palavras que me fascina, sério.

    ResponderExcluir
  3. Dois foda-se's para esses interesseiros ok!?

    realmente eu não saberia me expressar de forma tãao sincera :]

    aaaa. e o segundo dia de férias é sempre
    mais empolgante,ou não.
    criar expectativas não fazem bem à saude. fato.

    Yaas.

    ResponderExcluir
  4. Muitos de meus posts são assim, como os seus. As vezes fico me perguntando, "Será que realmente gostam do que escrevo?". Já chorei escrevendo coisas para o Blog. Já fiquei com raiva, triste, magoado e corri postar no Blog. Mas eu tomo muito cuidado para que isso não torne meu Blog chato e repetitivo. Eu gostei deste texto e entendi sim o seu recado. Hoje é meu primeiro dia de férias e vou confessar, foi um lixo. Difícil é pensar que quase todos os outros será assim. As férias serão como um grande lixão.

    ResponderExcluir
  5. O Mister Neurotic disse exatamente o que penso e faço. Também corro para meu blog para 'desabafar' e assim tentar mostrar soluções para as outras pessoas. E sinceramente.. é muito complicado isso!

    Gostei do seu blog, e vou estar seguindo você também, espero poder manter algum contato para troca de experiências ;D

    Nanda.

    ResponderExcluir
  6. Eu nasci para viver só. Nasci para fazer favores. Nasci para fazer os outros felizes. Nasci para ser observadora do mundo. Nasci para analisar as pessoas. Não tenho AQUELE grupo social. Eu escrevo, AMO escrever. Me acham estranha. TODO dia sinto vontade de jogar tudo para o alto e em busca de algo que eu ainda não descobri o que é. Mas quando eu estou prestes a chutar o baldo, algo me puxa de volta. E eu acho que o que mais nos decepcionam, não são as pessoas em si, mas as expectativas que nós mesmos criamos em relação a elas. Meu coração é mole e burro, mas o que posso fazer? Nada.

    ResponderExcluir