quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Envenena[do]

By: Ritolina
[Trilha sonora AQUI]
E ela tocou-me da forma mais profunda que uma garota poderia me tocar. Ela não é como as outras, ela não age como as outras, seu lado ‘dane-se’ é tão grande, tão abusivo, tão escancarado que leva-me ao êxtase em baixíssimas doses.

Uma incógnita navega em seu olhar, em seu sorriso, o perigo de te-la aqui comigo é algo que desperta ainda mais meu sistema límbico, mas não confundam, os sentimentos desapertados são carnais, nada tão emotivo, nada tão profundo, nada meloso e pegajoso!

Esse fato de liberar nosso lado mais intimo, isso de eu poder falar tudo o que quero, de ser sincero, de ser eu mesmo com ela, e reciprocamente ela ter as mesmas liberdades comigo são fatos que me levam a envolver-me ainda mais, de querer te-la, em tudo.

Seu rosto, seu cheiro, seu corpo, sua alma! Preciso sentir. Não sou obrigado a contar, não posso julgar, suas atitudes me fascinam, até mesmo as mais libertinas. Sinto sua presença a cada letra, a cada suspiro, a cada vento que toca meu corpo e penetra minha alma chegando naquele lugar onde a escondo.

Sim, ela envenenou-me, eu perdi o controle entre a dose do prazer da tóxica, do vicio! Perdi o eu, perdi meu jeito, mas tudo isso passa quando conversamos, me acalmo, fico eu, faço eu, interpreto ‘o’ eu mesmo. Ela é meu lado danado, meu lado louco, meu lado adulto!

Não, não estou amando!

Amor é algo muito complexo para ser vivido agora, busco coisas simples, coisas leves, coisas que não exijam muito do eu, que deixem-me livre e me façam sentir prazer!

Aos poucos, sou eu mesmo, aqui!


Fiquem com Deus||Abraço||Marcelo Soares

5 comentários:

  1. nossa eu bem iria dizer: você está amando....rs
    esse texto ficou brilhante.

    abraços
    de luz e paz

    Hugo

    ResponderExcluir
  2. Muito bom. Eu também adoro essa sensação de perigo, de jogo, de paixão. Não sei se é verdade ou apenas ficção, mas, vai fundo. Não se esqueça de tomar cuidado e paaah. Adorei a música.

    ResponderExcluir
  3. Ultimamente tenho lido mais sobre o que vc escreve e tenho adorado.
    Então,se não é amor? É atração,né?!
    Linda m´sica.=)

    ResponderExcluir
  4. Encontraste quem te completa?

    Amor que é amor, nem sempre começa pelos "conformes", as vezes nasce do ódio, as vezes do comum, as vezes do oposto, mas também pode nascer da atração ;D

    Conheço alguém que se identificaria muito com esse texto e vou apresentá-lo a esta pessoa.

    Marcelo, teus textos estão cada vez melhores, não me canso de vir aqui, sempre tem algo de maravilhoso com que valha a pena "gastar" meu tempo; tantos os textos atuais, como os mais antigos.
    Parabéns guri, muito sucesso no blog e na vida!

    PS: Amei o cover que fizeram da música *--*

    ResponderExcluir
  5. Nada como o envenenamento de uma mulher.
    Nada como sentir imenso desejo e prazer com as poucas palavras que ela talvez lhe direcione.
    Nada como ser livre do sentimento obscuro que chamamos amor.

    Adoro textos assim, e você sabe.
    Parabéns Cello.

    ResponderExcluir