sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Ela

Ela era apenas mais uma menina, uma menina loura, de olhos claros, que adorava ler, escrever, desenhar, cantar e mostrar para o mundo que, dentro do possível, ela poderia mudá-lo. Ela era nova demais pra ser considerada adulta e madura demais pra ser considerada uma criança. Tinha opiniões, sonhos e atitudes que falavam, gritavam e demonstravam seus valores. Dentre os sonhos, o maior era morar em outro país, sozinha, longe de todos, num lugar onde sua alma vivesse sossegada, sem a pressão das pessoas, onde ela tivesse contato direto com seu lado escritora-sensível-musicista-pintora.
Para alguns ela era apenas uma criança passando-se por adulta, para, de alguma forma chamar a atenção, para outros a presença dela incomodava, há quem diz que se sua filha tiver a amizade dela, a menina em pouco tempo terá as mesmas atitudes, sonhos e opiniões.
Então ela cansou-se das opiniões, e sozinha saiu pra lutar pelo seu sonho, atravessou a barreira México-EUA, encarou os policiais, foi presa, liberada e começou sua história.
Começou a trabalhar em um restaurante, logo, para conseguir cantar as terças e quintas e aumentar as gorjetas, engatou um romance com o filho do dono. Semanas após o inicio da relação, ele tentou passar as barreiras impostas por ela, ela não permitiu, ele então tentou usar da força, corajosa e destemida não permitiu e lutou contra o abuso usando um pedaço de madeira, livrou-se dele, perdeu o emprego.
Resolveu então cantar em frente a um café na Times Square, foi la que conheceu seu príncipe encantado, saíram, ele a fez rir, sentir-se segura e admirada, elogiou seu cabelo e reparou nas unhas recém feitas, tudo que sempre procurou em um garoto.
Passaram-se os dias, ele resolveu apresenta-la a sua família, ela aceitou. Chegaram a um alto e luxuoso prédio, então, la ela descobriu que seu príncipe era realmente um príncipe, visto que seu pai era dono de uma das maiores redes de fast-food do país. Ela poderia deslumbrar-se, mas apenas o tratou como antes, como um amor que levaria pra vida.
Nada a deslumbrava mais que o fato de estar realizada, tudo o que desejava estava onde ela sempre sonhou, então, destemida ligou para sua família e contou que seu sonho tinha realizado-se e que não voltaria, por que que graça teria começar um sonho sem saber como ele acabaria? 


Convivi por alguns dias com essa personagem, sou meio assim, fechado para o mundo social, as vezes até pro virtual, vivendo aventuras psicológicas, ja postei aqui duas personagens que fazem parte da minha história a AmyWinne e a Minha Namorada Imaginaria. Ja postei por aqui também, o Eu, praticamente segue a mesma linha, porem com minhas características.

Lindos, façam-me feliz e comentem, minha meta de chegar aos 300 seguidores por aqui ainda esta em pé, e falta pouco, ajudem-me. Entrem no espírito natalino e contribuam!

Abraços natalinos!

Marcelo Soares

10 comentários:

  1. Adoro ler coisas sobre mim, ainda mais quando tem um toque de mistério e ninguém sabe ao certo que sou eu (além de mim) kkkk
    Cello, agora sem brincadeira, como sempre um ótimo texto. Me deixa fascinada, e com saudade de escrever em um blog. (Mas eu preciso ser forte...)
    Parabéns pelo "Uma Dose de Ach!", com certeza é um dos meus blogs favoritos...
    Beijos, da sempre amiga... Kalliana.

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente...me encantei muuuito pelo texto, e sua forma de escrever é linda demais!
    Tô me sentindo tão pequenininha aqui com a grandiosidade das suas palavras! rs
    Parabéns!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. O importante é mesmo estarmos com quem amamos, independentemente da situação!

    ps.: Cadê o post anterior? Deletasse? =/

    FELIZ NATAL, amigo de blog e de twitter! rs

    ResponderExcluir
  4. Gostei do conto, é real? Parece mentira. Mas acho que parece mentira de tão real que pode ser. Abraço e Feliz Natal cara.

    ResponderExcluir
  5. Já li este texto duas vezes e ele ainda me surpreende.
    A surpresa não é pelo fato dele ser maravilhoso, por que isso é fato já que ele vem de você.
    Quero fala-te que tens um dom especial para narrar contos, crônicas ou alguma coisa real. Na minha opinião.

    Parabéns! http://ideologiaparaviver.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Que ali em cima eu viajei, todo mundo já notou.
    Mas eu queria apenas fazer uma observação que você deverá ler nas entrelinhas: lê o que está todo mundo dizendo ai em cima.
    Seu lindo!

    ResponderExcluir
  7. Meu querido, que em 2011 vc tenha ainda mais inspiração para nos encantar com seus lindos textos. Feliz 2011 e que nossa amizade cresça ainda mais. Beijossss

    ResponderExcluir
  8. Também tenho uma relação intensa com meus personagens. As vezes conturbada, outras vezes apaixonada e por ai vai. Acho que isso os tornam reais. Adorei esta garota decidida.

    ResponderExcluir
  9. Que linda hitóriaaa!!!!! Parabéns, seus textos são ótimoos! Meu primo escritor, que orgulho uaaoo :D

    ResponderExcluir
  10. Que linda hitóriaaa!!!!! Parabéns, seus textos são ótimoos! Meu primo escritor, que orgulho uaaoo :D

    ResponderExcluir