sábado, 31 de dezembro de 2011

Sobre o ano novo e retrospectiva 2011

Então é isso, mais um ano acabando. Mais planos sendo feitos. Mais planos sendo reconsiderados. Mais planos sendo esquecidos. Mais decepções sendo esperadas na mesma proporção que mais coisas boas  sendo esperadas. Independente do que você achou de 2011, o que importa é que ele esta acabando.

Não sei o que esperar de 2012 mas sei o que me espera. Ultimo, e sofrido, ano da faculdade, TCC e mudança de vida: de estudante pra desempregado. É fato, finais de ano são um pé-no-saco.

A maioria dos blogueiros fazem uma especie de retrospectiva, o detalhe é que a maioria começa BEM antes da virada do ano, como me enrolei a semana toda pra fazer a minha, ca estou no ultimo dia do ano tentando lembrar de coisas importantes pra colocar nessa minha, pobre, retrospectiva.

Os dois textos mais lidos aqui no blog foram: (Clique nas imagens para ler os textos)
Saudade, aquela ferida que não cicatriza
Como se fosse real

O melhor presente que ganhei de aniversário (07/02) foi o carinho das pessoas pela internet (em especial pelo twitter, porque né). Confiram a pagina que criei com as mentions clicando AQUI.

Esse ano exclui o blog, voltei, dei um tempo, voltei. Cheguei a conclusão que, mesmo com o IMENSO peso na consciência por não postar, não consigo viver sem blog. Excluir o blog não sera uma opção em 2012. Conheci muita gente através dele e aprendi muito também. Uma coisa que marcou o blog também foi a mudança de nome, de Uma Dose de Ach para Marcelo Soares.

Sem duvidas um dos fatos que mais marcaram 2011 foi a morte da Amy Winehouse. Independente da sua opinião sobre ela, independente da imagem de drogada que a mídia passou sobre ela, Amy Winehouse, pra mim, é uma das melhores cantoras/compositoras que existiu. Ela foi um exemplo de conduta que toda mãe reprovaria mas teve o talento que toda mãe gostaria de ver em seu filho. O fato é que foda-se, Amy Winehouse é foda (desculpem os palavrões). Sempre que estiver na lama, abraçarei as musicas dela como se não houvesse amanhã. Uma pena, sim, ela ter morrido com pouca idade e da forma que morreu, mas, se ela morresse de outra forma não seria a Amy que a gente amava. 


Outro fato marcante em 2011 foi o show do Coldplay no Rock in Rio, foi a melhor madrugada sem dormir do ano. Ainda sobre Coldplay, odiei Paradise quando escutei pela primeira vez E MEU DEUS DO CÉU AGORA NÃO CONSIGO PARAR DE ESCUTAR (ok, achei o clipe cagadissimo).


Assim como todo site de musica eu CONCORDISSISSIMO, Adele foi a cantora do ano. Tão depressiva, tão frustada, tão amor não correspondido, tantas decepções, tão eu nas musicas dela. Ela não precisa usar roupas escrotas (tipo de carne) ou lançar clipes fodas pra chamar atenção, ela precisa apenas cantar. E quem tiver bom coração pode me dar o DVD dela de presente, vou te amar eternamente rsrsrsrsrsrs.


Escutei muitos artistas cover esse ano, todos bons, todos merecem MUITO sucesso fora da internet, todos melhores que muitos artistas ''consagrados'', entre eles os que mais gosto (e que fiz muita gente gostar) foram:

Meddi Jane

Boyce Avenue

Jake Coco


Karmin Music

Chega de musica e vamos falar de series. Comecei o ano assistindo Pretty Little Liars e Being Human, parei com PLL porque perdi a paciência e Being Human ainda tenho pretenção em voltar assistir, assim como Glory Daze. No inicio dessas ferias comecei assistir The Walking Dead e achei tudo muito sem noção (bem tipico vindo de mim no inicio de qualquer coisa) agora NÃO VEJO A HORA DE CHEGAR FEVEREIRO, PRECISO SABER A SEQUENCIA. A primeira temporada é excelente, a segunda eles enrolam MUITO, mas isso não tira minha ansiedade.



O melhor, dos poucos, livros que li em 2011 foi ''Faça a vida valer a pena - Max Lucado''. Recomendo a leitura.


Os blogs que mais li em 2011 foram:

Acasos Afortunados - Elenita Rodrigues
TransFLROmar-la - Marla de Queiroz
Fernanda Magalhães - Fernanda Magalhães (antigo Brisa Feliz)
Clarissa Corrêa - Clarissa Corrêa
Mais amor, por favor - Larissa Miranda
Amar à solta - Maira

Um texto que marcou 2011 foi ''Objetividade masculina x indecisão feminina'' escrito por André Filho, postado no blog Testosterona. Quem quiser ler clique AQUI.

Blogs aleatórios: 

Tumblrs:

A linda do ano foi e sempre sera, SEM DUVIDAS, Anne Hathaway, veja fotos e concorde comigo:


Pessoas do twitter que fizeram meu ano melhor: @Flaviaax, @priimaartins, @kallianabarby, @mel_mn, @pauly_ne, @biaolvr_, @lucaszugaib_, @mallufernandes e @_ItsAmandabeibe (Se esqueci de alguém que sempre falo que ano, me lembre).


Agora em dezembro criei uma pagina para o blog no facebook, sejam queridos e CUTAM clicando AQUI.

Comecei 2011 morando sozinho, no meio do ano voltei a morar com meus pais. Acho que a sensação que 2011 me deixou foi: poderia ter sido melhor. Me arrependi. Me frustei. Perdi a paciência. Perdi expectativas. Mudei de planos e de rumos assim como mudo de roupa. Chorei. Ri. Me diverti. Deitei na lama e abracei a depressão. Me apaixonei. Desiludi. Aprendi que quem é meu amigo, de verdade, não muda seu jeito de ser comigo INDEPENDENTE das circunstancias. Tive saudade, poxa, Hagar faz muita falta. E o mais importante: abri minha mente para novas possibilidades, mesmo que elas sejam ruins. A vida ta aí pra aprendermos.

Que em 2012 as pessoas sejam menos preceituosas, cuidem mais de suas vidas, leiam mais, cresçam como pessoas e sejam felizes, porque a gente nasceu pra ser feliz.

Obrigado a todos por tudo.

Feliz 2012!

Marcelo Soares

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

#VoceNoel2011

Quando a gente é criança pouca coisa nos faz feliz, um presente no Natal pode fazer toda a diferença. Recebi pelo twitter a link dessa campanha, achei extremamente importante, porque enquanto a gente fica no conforto de uma cadeira na frente do computador, crianças sonham com pequenas coisas e um simples gesto nosso pode mudar isso.

 

Para tornar o Natal de uma criança mais feliz basta ir em uma agencia dos Correios, pegar uma cartinha e terminar o ano fazendo algo que realmente valha a pena. Depois tire uma foto, vá até o site da campanha e compartilhe-a (Link do site AQUI). Se você tem blog/tumblr coloque o banner da campanha, se você tem twitter/facebook/orkut compartilhe o link do video.

Entrei nessa porque ver a felicidade no rosto de uma criança é a coisa mais sincera no mundo.

Colabore com essa ideia.

Marcelo Soares

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Paginas em branco

Imagem do tumblr

E você nem imagina como é difícil encarar uma pagina em branco, onde as palavras não aparecem, onde os sentimentos não fluem e pareço ficar apático a tudo. Uma pagina em branco parece nossa relação vista por você, um nada. Claro, se vista por mim, o branco seria o maior dos sofrimentos. Porque por mais que eu tente escrever algo em nossa história, só eu sinto, e esse sentir não quer dizer que a pagina esteja sendo completada, não quer dizer que algo que seja realmente relevante esteja sendo escrita. É como se estivesse escrevendo com uma tinta invisível que só ficara visível quando romper essa barreira egoísta que vivo em que somente eu sei o que sinto sem compartilhar, e te avisar, que gosto de você. Porque quando só eu sinto, quando só eu sofro, quando só eu me decepciono, não é interessante. O platônico nunca é bom por completo, nunca satisfaz uma pessoa em sua totalidade. A gente nasce querendo ser correspondido, a gente nasce querendo receber atenção de quem amamos, a gente nasce querendo escrever uma história em muitas paginas brancas com quem realmente valha a pena. Queria apenas que escrevêssemos essa pagina juntos. Pode ser só uma pagina, uma frase, uma palavra, qualquer coisa vinda de você, por minima que for, para mim sera um infinito. 


Marcelo Soares

terça-feira, 2 de agosto de 2011

[Re]Voltando


Bom dia.

Como sempre, sumi por um tempo do blog, coisas da vida, sabe. As aulas voltaram. Pra meu tormento tem matérias que ja adorei, e pro tormento ser ainda maior, é a matéria mais difícil do semestre. Mas a gente é sempre assim, gostando das coisas mais difíceis (em todas as áreas da vida). Desafios são bons, a gente não aprende muito quando as coisas são muito fáceis. Andei lendo bastante nesses últimos dias. Resolvi deixar de lado os livros e voltei a ler mangás, nesse final de semana li mais de 500 paginas entre mangás e one-shots, tava com tanta saudade que, quando comecei a ler, não conseguia mais parar. Farei um próximo post comentando sobre eles e indicando pra quem se interessar em le-los. Desde a morte da Amy (o texto sobre ela ainda vai sair, prometo) venho escutando muita musica boa, não só as dela, ando escutando muito Adele também. Aí a gente começa a escutar só musicas de decepção amorosa e não aceita estar vivendo uma, não tem jeito, quando a gente ta na lama, o jeito é se lambuzar com ela e curtir. Mas é isso, gente. Só passei pra avisar que voltei, novamente. 

Marcelo Soares

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Amigo


Aquela família que a gente escolhe. A pessoa que nos completa de alguma forma, que coloca sentido em algo que nunca colocamos fé. Alguém que acredita em nossos sonhos, sonha com a gente, afinal, se é amigo, ta incluído no sonho. Amigo não se ganha, não existe sorteio de amigos, amigo a gente conquista e se deixa conquistar. Amigo esta nos pequenos detalhes da vida e nos grandes acontecimentos dela. Começa ciclo, termina ciclo e o amigo esta la. Amizade não termina, nada tão sincero tem um final. A gente não gosta de finais quando uma coisa é sincera. É amigo, tão diferente e tão iguais. Amigo é a recompensa que a vida nos oferece, é uma espécie de reforço para nossos dias e nossas lutas fazerem mais sentido. Amigo é força. Amigo é compartilhar o peso dos momentos difíceis e as recompensas das vitórias nossa de cada dia. Amigos são dias, meses, anos. Amigo é aquele que você vai olhar daqui 30 anos e ainda vai chama-lo de 'Meu Amigo'.

Esse é o segundo dia do amigo que passo se a Hagar, dia do amigo sem ela perdeu parte do sentido, mas tenho certeza que, em breve, nos encontraremos. A gente sabe que a amizade é verdadeira quando a pessoa se vai e você sente que uma parte sua se foi junto. Saudades amiga.

Feliz dia do amigo a todos.

Marcelo Soares.

sábado, 9 de julho de 2011

Queria que retornasse, simples assim


Trilha sonora clique AQUI
Joguei suas cartas fora, aproveitei e joguei também todos os rascunhos de cartas que te mandaria e todos os desenhos que fiz da gente. Apaguei todas as nossas fotos e as fotos sua que tinha salvo no computador, naquelas pastas especiais com seu nome, aquelas que deixava na área de trabalho, com um ícone especial, pra sempre lembrar que amava alguém. Aquela lista de musicas que me levava a você também foi deletada, fui frio. Doei os presentes que ganhei de você, existia gente que precisava deles e, de alguma forma, estaria me vingando, te tirando da minha vida, aos poucos. Sabe, foi difícil. Escrevi textos me despedindo, relatando minha decepção em você ter sumido. Depois disso até me arrisquei em novas paixões, platônicas, claro. Juro que na ultima e penúltima, sim, tentei me apaixonar varias vezes, até estava conseguindo. Mas não consegui sentir por alguém o que sentia por você. Por você era algo maior, pelas paixões era apenas carne, corpo, beleza. Aí, uma bela noite, quando estava me recuperando de você, a vida me prega uma peça. Sonhei com a gente, naquele mesmo lugar, fazendo aquelas mesmas coisas, rindo, gritando, cantando. De duas uma, ou a vida é cruel e quer me ver sofrer, ou você realmente é a pessoa da minha vida e algo maior que nós esta tentando provar isso. Ainda não sei. Agora la vou eu, baixar nossas musicas, tentar pegar algumas fotos suas em álbuns de amigos. As cartas, desenhos e presentes ja se foram, mas os sentimentos voltaram. Acho que é amor quando você tenta se livrar da pessoa e, no final das contas, tudo relacionado a ela acaba voltando, maior, ENORME. Acho que a minha liberdade para ser feliz esta em você, é você. Sou indeciso em escolhas, porque não seria com sentimentos?

Gente, voltei a postar no blog Entrelinhas, visitem-me la, comentem em meus posts, os assuntos la são diferente dos que escrevo aqui, façam-me feliz. Para acessar o Entrelinhas clique AQUI.
Marcelo Soares

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Voltando a rotina

Imagem do tumblr

Quanto tempo, mais de um mês desde a ultima postagem. Andei fazendo provas, cheio de trabalhos. Andei mudando, voltando para casa dos pais. Andei correndo atrás de estágios, me matriculando em uma academia e, por incrível que pareça, estou indo a quatro dias seguidos, sem faltar, sem pensar em faltar. As ferias chegaram, a vontade de escrever reapareceu, não que ela tivesse sumido, mas andava escrevendo em outras linhas. Passei nos blogs de amigos, nossa, quantos textos bons e cheios de vida. Li, comentei e a vontade de escrever aumentou. Mas sabe como é inicio de ferias, a gente quer dormir o máximo pra recuperar o que não dormimos em dias normais, tentamos organizar as coisas que não organizamos, resumindo, fazer o que não fizemos em 4-5 meses. Aí escrever sempre ficava pra mais tarde. Resolvi ler, aí me apareceram dois livros, resolvi ler os dois concomitantemente. Desde o ultimo texto Du[vidas] ando confuso, sabe quando um ciclo na sua vida acaba e te deixa varias perguntas sem respostas? Então. Andei doente, aquelas gripes que aproveitam-se da imunidade baixa no período de provas e derrubam a gente, no final, a gripe foi mal curada e evoluiu para uma sinusite, melhorei, aí as duvidas voltaram, na verdade elas sempre estiveram ali, mas a gente sempre acaba enchendo a cabeça com coisas e esquecendo um pouco. Enquanto as respostas não aparecem, volto a escrever, a ler, a cuidar da saúde, a VIVER. Vou tentando buscar, de alguma maneira, a tão sonhada liberdade, a tão sonhada felicidade.

Essa semana cheguei a 33mil visitas aqui no blog, obrigado a todos envolvidos, fiquei muito feliz.
Marcelo Soares, @eutedio

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Du[vidas]

Imagem do tumblr

**********

Ando um pouco aqui, ou pouco ali. Ando nas linhas tortas tentando endireita-las. Ando nas linhas retas tentando desindireita-las. Tudo que é muito bom, ou muito ruim, é chato, cai na rotina. A gente não tira experiências disso. A gente apenas reclama do ruim e fica acomodado no bom. O importante disso tudo é eu estar andando. Por mais que demore, a cada segundo que passa o objetivo fica mais perto. Tenho seis meses para tomar uma decisão importante. Tenho seis meses para trocar ideias comigo mesmo. Colocar os pontos positivos e negativos, as vantagens e as desvantagens. Creio plenamente que pontos negativos possam ter vantagens, e vice-versa. Tenho seis meses, meio ano. Seis meses para decidir sobre onde farei meu estágio final na faculdade e mandar currículos. Fechar esse ciclo da minha vida. Cada ciclo que se fecha, a responsabilidade aumenta e a cobrança chega. Cobranças são importantes, mas a gente nunca gosta de senti-las.

Sou indeciso, mas chega uma fase na nossa vida que a gente tem que esquecer a indecisão e tomar as rédeas da situação, sermos fortes. Sou fraco, mas nossas maiores fraquezas, um dia, se transformarão em nossas maiores forças, esse momento, para mim, chegou. Mas ainda continuo na duvida.

Não gosto de sentir-me preso, como disse Andrea Destefani: liberdade é sinônimo de felicidade. Isso pesa muito nas minhas decisões. Não vou escolher uma area lucrativa se não gostar de faze-la. Não vou trabalhar por dinheiro, vou trabalhar por amor, prazer, pela liberdade em ser, e fazer alguém, feliz.

Gosto de pequenos animais, adoraria trabalhar em algo relacionado, mas tenho sentimentos por eles, não conseguiria colocar a razão na frente da emoção. Não conseguiria mandar um paciente embora se o proprietário não conseguisse pagar pelo tratamento, mas também não seria justo comigo, com meus cinco anos, sofridos, de faculdade. As pessoas passariam a aproveitar-se de mim. As pessoas sempre tentam nos derrubar atacando nossas fraquezas, aí eu volto ao inicio do texto, um dia, nossas fraquezas serão nossas maiores forças. Vamos ser forte? Querer e tentar ser, ja é o primeiro passo. Ninguém é o que é sem nunca ter desejado e tentado. Desejo ter iniciativa, que assim o seja. Duvidas, duvidas e mais duvidas. A vida é repleta delas.

Ir por um lado é necessariamente deixar de ir pelo outro. Cada escolha é uma possibilidade de recomeço, mas é também o abandono de outra possibilidade de recomeço. E isso não pode ser nunca motivo de tristeza... São escolhas.
Porque se a gente se enche de sentimento bom, não importa muito o que a sorte coloque em nosso caminho. Cedo ou tarde, a alegria que a gente sente nos conduzirá na direção do que era pra ser nosso "destino"... (Elenita Rodrigues)

Marcelo Soares

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Mudanças no blog e plágios

By: Khomenko


A vida da gente é feita por fases, podemos viver varias fases ao mesmo tempo em diversas areas. Não seria diferente comigo e com o no blog. Quem me acompanha sabe que sempre estou mudando algo, sejam detalhes no layout, ou ele por completo. Tem épocas que só escrevo sobre decepções amorosas, sobre a Hagar, sobre meu jeito inseguro-antisocial-desastrado-mal humorado de ser, ja até me atrevi a escrever contos, tolo eu, mas com esse turbilhão de mudanças, amadureci.  Dessa vez a mudança foi maior que todas essas, resolvi mudar, e mudei, mudei o nome do blog. O 'Uma dose de Ach' surgiu de uma paixonite por farmacologia no segundo ano da faculdade, em especifico a parte do sistema nervoso, anestésicos, etc. Porém, como toda boa paixonite, passou, o curso evoluiu e me desapeguei. Ha tempos que tinha vontade de mudar, mas ainda me atinha ao nome. Consegui me desapegar, consegui passar de fase, consegui mudar. Espero que gostem, agora o blog é totalmente eu, agora o blog é 'Marcelo Soares'. Como Caio F. Abreu bem disse, meu nome é tudo que sou, se é tudo que sou, quero te-lo onde falo sobre mim, aqui.

Toda reforma, é para fazer melhoras e, algumas coisas, por não poderem ser recuperadas, terão de ser substituídas. E a gente se apega demais a tudo. (Marla de Queiroz)

Quando a gente lê algo e gosta, é inevitável querermos passar adiante. Acho legal, gosto e faço. Gosto mais ainda quando vejo frases minhas espalhadas por aí, é prazeroso ver meu nome como referencia de algo que senti e escrevi, sinto-me valorizado, acho que é essa sensação que qualquer pessoa que escreve tem. Mas algumas pessoas são hipócritas, frias, pequenas, quadradas, sem personalidade e plagiam. Ja encontrei textos meu num fotolog de uma seguidora. Ja peguei pessoas usando frases minha no facebook, no perfil e status do orkut e no subnick do MSN. Ja peguei textos meus em outros blogs. Frases minhas em um tal tumblr. Algumas coisas minhas, não escritas somente aqui no blog, mas no twitter também, em alguns perfis cheios de seguidores no twitter. Ok, sou ciente que a expressão 'colocou na internet, perdeu o controle', acho valida. Mas acho mais valido o caráter e a personalidade de uma pessoa. Acho mais valido o respeito com o próximo. Acho mais valido a pessoa dar créditos. Você não sera menos importante citando o autor, as pessoas não vão te subestimar. Não vou postar o link dos plágios aqui, não quero seguidores meus comentando e pedindo os créditos. Acho que essas pessoas não merecem atenção.


Marcelo Soares

terça-feira, 17 de maio de 2011

Saudade, aquela ferida que não cicatriza

Imagem do Tumblr

****

Sabe, parei um momento para ficar triste lembrando da gente. A gente não planeja ficar triste. Ficar triste é uma coisa pessoal. As vezes a gente quer dividir esse momento, as vezes não. Eu resolvi dividir. Tudo começou a me lembrar a gente, a musica que o Dayvid me mandou o nome a instantes no twitter foi o inicio, como esquecer de você? Não quero, faço questão de lembrar, faço questão de ter meu coração quente quando lembro da gente. Ah, a gente. Eu, você, o Dayvid. Amiga, você sempre teve a capacidade me me fazer rir, até quando me batia. Sempre teve a capacidade de mostrar que meus exageros eram coisas normais perto dos seus EXAGEROS. Suas paixões eram tão intensas que as minhas pareciam insignificantes. As pessoas não morrem, elas, simplesmente, vão morar, em definitivo, dentro do coração de quem as ama, espero que meu coração seja grande o suficiente para você dividir com a saudade que estou sentindo.

É uma coisa boa e ruim ao mesmo tempo, não sei explicar. Só sei que você faz falta. Só sei que a gente sente sua falta.

Vai fazer um ano que a Hagar morreu, parece que foi ontem. Comecei a planejar um texto especial para esse dia, mas é impossivel apenas escrever sobre ela sem ter a necessidade de dividir algo com vocês, sei que alguns de vocês são novos aqui no blog, mas quem ja me acompanha desde o ano passado, acompanhou também a história da minha amizade com o Dayvid e com a Hagar. A musica que o Dayvid me mandou é essa AQUI, musica triste, que vou usar no texto especial.  Mudando de assunto, mudei o layout do blog, o que acharam?

Marcelo Soares

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Insegurança, Sexta-feira 13 e Justificativas

Imagem do tumblr


Sensação de alivio, leveza, desapego e de missão cumprida. Terminei um trabalho que passei semanas fazendo, revisei, revisei, revisei e revisei, finalmente revisei pela ultima vez, anexei-o a um e-mail e enviei para o professor, com medinho do que possa voltar no e-mail-resposta. Mas a gente é sempre assim, passamos dias, semanas, meses, anos e as vezes uma vida inteira nos dedicando a algo e, quando finalmente terminamos, ficamos inseguros, acho que a insegurança faz parte do desafio e apimenta ainda mais a conquista quando você consegue o reconhecimento pelo que fez.

Não sou uma pessoa supersticiosa, hoje é sexta-feira 13, o dia onde os mortos se levantarão de suas sepulturas e virão nos pegar, ok, pra mim é apenas mais uma sexta-feira, amanhã sera sabado, depois domingo.... Sei la, posso ser desencanado com essas coisas, mas acho que as pessoas deveriam preocupar-se mais em viverem algo palpável a ficar preocupando-se com lendas, histórias e superstições. Vamos viver um amor, uma amizade. Vamos ler um livro, viajar horas e horas com personagens novos. Vamos fazer brigadeiro, pipoca e ver um bom filme. Vamos sair com os amigos, dar risada. Vamos repensar em amores antigos e tentar esquecer as desilusões. A superstição sempre existiu e nada-nada-nada em sua vida muda com ela. Viver, gente. Viver.

Acho que sou bom em justificar as coisas, passa um momento na vida da gente que podemos escolher entre duas opções: justificar ou fazer. Escolhi justificar. As vezes falho e fico sem argumentos, mas não acho que a justificativa seja uma coisa espontânea, ela deve ser pensada, pensada e pensada. Claro, com o tempo você vai criando seus clichês, formando suas frases e suas justificativas vão tornando parte do seu caráter,  mas isso demora. Pessoas que fazem são espontâneas, conseguem assimilar rapidamente a situação para executarem, não sou assim, não gostaria de ser assim. Então fico aqui, me justificando e tentando justificar, vivendo, novamente.

Bom final de semana a todos, cuidado com a sexta-feira 13 ~risos~.

UPDATE: O que acharam do layout novo do blog?

Marcelo Soares

terça-feira, 10 de maio de 2011

As vezes...

Imagem do Tumblr

*******

As vezes a gente não esta bem. As vezes, a melhor coisa a se fazer é ficar quieto, sozinho, com fones de ouvido e musicas. As vezes a gente precisa de um tempo, um tempo para parar tudo e repensar a vida. As vezes a gente precisa entender que ninguém é único, a gente é livre para amar quem quiser. As vezes a gente precisa parar para pensar o porque de se apegar tanto a alguém que não vale a pena. As vezes…

As vezes a vida da pra gente a chance para recomeçar, as vezes a gente não quer recomeçar, ou então finge não querer. Por mais que algo faça a gente sofrer, se um dia foi bom, a gente sempre sentira um peso na hora de libertar-se. Mas quer saber, dane-se. Dane-se você, dane-se a gente, dane-se essa minha confusão em relação a gente. Essa confusão em relação aos outros, em relação a vida, a nossa vida, a dos outros ou a que os outros acham que a gente tem. As vezes...

Se for verdadeiro, o que restara no final sera a gente, juntos.

Desculpem a demora para atualizar, ando escrevendo um tal artigo que esta me deixando com os cabelos em pé, ando bastante confuso com muitas coisas, por isso a confusão com os textos, normal.

Marcelo Soares

terça-feira, 3 de maio de 2011

...


*******

Gosto de novas amizades, odeio gente pegajosa. Se te cumprimentei, fui apenas educado. Sim, entrei na sua brincadeira, mas foi momentâneo, a gente vive de momentos, não vive? Não sou uma pessoa apaixonante, sou ciente disso. A gente é o que nasceu, ninguém pode mudar isso. Ja ouviu falar de destino? Então, o meu foi traçado antes de eu nascer. E tenho certeza que você não estava incluído nele. Desculpem, não quero parecer grosso, mas não sei me apegar fácil as pessoas. As pessoas são falsas, frias e interesseiras. As pessoas são medíocres, hipócritas e não confiáveis. As pessoas são uma espécie de monstros. Não abro exceções. Se gosto de você, gosto e ponto. Danem-se o que inventarem a seu respeito, danem-se o que vão pensar da gente, vamos nos divertir. Repito, se gosto, gosto e ponto. Não forço a barra, não faço brincadeiras e muito menos tento te agradar. Vamos parar de tentar existir na vida de quem não nos quer. A gente tem que aprender que 'gostar de alguém' não é a mesma coisa que 'suportar alguém'. Eu só te suporto, desculpe. 

Sim, estou desabafando, e sim, perdi a paciência. 

Ps. Desde que voltei ao blog, esqueci de comentar com vocês, fiz um tumblr, http://eutedio.tumblr.com/, se alguém de vocês gostar e tiver, sigam-me la, mandem-me ask identificando-se. Prometo que vou me esforçar pra aprender a mexer dignamente la. 

Marcelo Soares

terça-feira, 26 de abril de 2011

Como se fosse real


***********

Porque as vezes a gente precisa apenas se decepcionar para aprender, pra entender que aquilo [aquela pessoa] não é pro 'nosso bico'. Sabe o que é pior, a pessoa vem com um sorriso lindo e diz: 'Senti sua falta, por onde andou?'. Sabe porque gosto quando dizem que sentiram minha falta? porque sou carente. Sabe porque gosto quando VOCÊ diz que sentiu minha falta[mesmo sabendo que é por mera consideração e nada mais]? porque você realmente é especial pra mim e muda meu dia com apenas um sorriso.

Ja tentei te esquecer de diversas formas. Ja escrevi, não resolveu. Ja tentei gostar de outro alguém, não resolveu. Ja tentei me apegar em algum seriado, não consegui. Ja tentei escutar musica o tempo  livre que tenho, não consegui. Tudo me leva a você. Acho que a gente tem certeza que ama uma pessoa quando todos os momentos, lugares, gestos, expressões, musicas, pessoas e series nos levam a ela.

Não sou romântico [imagina se fosse], não curto a ideia de ficar bajulando uma pessoa e chamando-a de 'meu-amor' o dia todo. Sou individualista, ok, EXTREMAMENTE individualista. Mas o amor não é um sentimento exclusivo para pessoas 'doces, sociáveis e de bom coração', ele é exclusivo sim, exclusivo pra quem é vivo, pra quem busca algo bom nessa vida, acho que aí eu me encaixo, acho que aí eu te encaixo na minha vida. Não te prometo felicidade, te prometo meu coração. Por que quem disse que amor é só alegria? 

Você foi uma das melhores coisas que me aconteceram, e, mesmo assim, quero te esquecer, porque o problema não é você, o problema é no que eu te transformei.

Escrevi esse texto enquanto ouvia essa musica [clique AQUI]
que encontrei no blog da Elenita.

Marcelo Soares

sábado, 23 de abril de 2011

...


...

Sempre admirei pessoas com autoestima alta para mudar, mudar o cabelo, as roupas, a vida. Sou do tipo de pessoa que não sabe, e nunca teve, autoestima alta, esses dias até brinquei com uma amiga dizendo que 'ter autoestima alta' é mito.

Vamos as coisas básicas da vida: nunca mudei o corte de cabelo, desde que me conheço por gente tenho o cabelo assim, um pouco mais curto, mais longo, mas sempre o mesmo corte. Quando passei no vestibular e rasparam minha cabeça, planejei um penteado novo, porém, o tempo desse 'planejamento' foi tão grande, que quando dei por mim o cabelo ja estava como antes, e, por preguiça de mudar, não mudei.

Gosto de pessoas com autoestima alto pelo simples fato de elas terem o que sempre tive vontade de ter: Coragem. Coragem pra coisas simples, medias, complicadas. Coragem pra erguer a cabeça e não deixarem-se intimidar por segundos, terceiros... Sou fraco, evito em deparar-me com decisões de coisas simples, medias, complicadas. Sempre acabo me deixando intimidar, em ambientes que sinto-me desconfortável, por segundos, terceiros... Mas, contrapondo tudo isso, sou sincero, sincero ao extremo, sincero do tipo que perde o amigo, mas, quando questionado, não fala só o que a pessoa quer ouvir, fala a verdade.

Sofro com isso, sofro com o querer e não fazer por falta de coragem. Ha quem diga que o 'querer' já é o primeiro passo para o 'fazer', se a lógica for essa mesmo, já dei o primeiro passo em muitas coisas na vida. Não ter autoestima alta, não significa que você deva aceitar coisas que não quer e fazer o que não lhe convém, ser submisso é bem diferente de baixa autoestima, coisa que não sou, e, em poucas situações aceito ser.

Podem até me criticar pela falta de coragem, ja até me chamaram de `cu doce` pelo excesso de indecisão. Aprendi que a minha vida, opinião e felicidade vem em primeiro lugar, e acredito, friamente, que isso seja um progresso para um cara com baixa autoestima, a vida, opinião e felicidade alheia vem em segundo, terceiro, quarto lugar, e ainda se interessar, se a pessoa valer a pena.

A gente devia se preocupar em ser feliz antes de se preocupar com o que vão, ou não, achar. Opinião alheia é sempre a segunda opção. Se sou feliz assim, não devo reclamar, devo lutar para evoluir.

"Caros seguidores, não seguidores e afins, passei essa semana na casa da minha irmã, por isso não postei antes. Tudo aqui é muito intenso, duas crianças em casa muda e faz bagunça nos planos da gente, não reclamo, adoro passar uns dias aqui. O texto esta confuso e sem uma 'conclusão', mas é o que tem pra hoje ~risos~ entendam."


Marcelo Soares

domingo, 17 de abril de 2011

[re]VIVER


.....

É como viajar olhando pelo retrovisor, vendo o que passou. É como pegar álbuns antigos e, de alguma forma, reviver aqueles momento e ater-se a eles, como se o presente não existisse e o futuro não fosse tão promissor. 

Aí você lembra que o kinderovo não custa mais 1real, que não encontrara mais garrafinhas de guarana antartica com pokebola e pokemons miniatura colecionáveis dentro, que dragonball e cavaleiros do zodíaco não passam mais nas tardes da band, que ja assistiu dezenas de vezes todos os episódios de chaves e, mesmo assim, não cansa de ve-los. 

Então você observa que as pessoas e as coisas a sua volta mudaram, seus gostos mudaram, você não entra mais naquele all star nem naquela camiseta que adorava usar porque te favorecia, aqueles brinquedos legais agora são apenas brinquedos numa-caixa-qualquer, aquelas musicas nem são tão legais quanto aparentavam ser, aqueles sentimentos amadureceram.... e assim vai.... o tempo passando...passando ....passando. 

A vida correndo e as pessoas mudando. Talvez o vilão nessa história seja o relógio, ele não perdoa, você revive o passado, perde o presente e deixa de planejar o futuro e, mesmo assim, ele fica la, no tic-tac ininterrupto . 

E a lição pra tudo isso é: VIVA, viver não só só ligar-se as coisas que quer fazer agora, ou aquelas que planeja fazer no futuro, viver também é lembrar que, algum dia, você também foi feliz de alguma forma e que isso marcou, e mudou, sua vida. 

Por isso meus caros amigos, VIVAMOS. Vivamos o ontem, o hoje e o amanhã, porém, não nos atenhamos tanto a-um-ou-a-outro, apenas VIVA. Termino esse texto com as palavras de Max Lucado:
Eis minhas palavras de saudação para uma vida longa: Bondade que sobreviva a sepultura, amor que sobreviva ao suspiro final.Que você viva de maneira tal que sua morte seja apenas o começo da sua vida.

Bom domingo a todos.


Marcelo Soares 

sexta-feira, 15 de abril de 2011

I'm back



Sentei na cama com o notebook no colo e a vontade de ter onde desabafar apareceu, lembrei do blog e das pessoas que passavam por aqui , então, me veio a vontade de quebrar as promessas de: 'não vou voltar com o blog, dessa vez é definitivo' 'se é pra ficar parado, sem atualizações, que exclua de uma vez'

Comecei a ler um texto, de uma escritora que gosto, que fala de pessoas que deixam as coisas escorrerem pelos dedos como se não estivessem perdendo nada, e estão, então a vontade aumentou. Falei no twitter e no facebook sobre a possível 'volta' do blog e algumas pessoas incentivaram-me a voltar. Resolvi recorrer a sinceridade de uma amiga, que me deu apoio, tive a certeza que deveria voltar, e voltei. Se depois de tantas confirmações eu não voltasse, seria mais uma das grandes burrices que ja fiz.

Deixei o layout no mais simples, apaguei textos antigos que me faziam mal e que, por algum motivo, passei a não gostar ~Só não consegui tirar o 'você também podera gostar de:', se alguém souber como tirar, ajude-me~ Não quero mais a preocupação com um layout cheio de 'clique-nisso-clique-naquilo', pelo menos não agora. 

Voltei, novamente. Não sei por quanto tempo e nem sei se contar o tempo valha mesmo a pena, as vezes a gente fica muito preocupado contando o tempo e esquece de viver o agora. O que importa, pelo menos pra mim é que VOLTEI.

Tenho tanto pra contar, pra desabafar, pra opinar que tenho medo da empolgação aparecer e acabar escrevendo um texto enorme relatando tudo, mas não farei por dois motivos: tenho uma casa pra limpar e não quero cansar quem, talvez, ler.

Até

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Compartilhe comigo suas sinapses - Respostas

Como prometido, aqui esta o post com as respostas que mais gostei do formulário, de 45 respostas eu tive MUITO trabalho pra selecionar as melhores, vocês foram muito criativos, de 45 eu selecionei 20, das 20, 12, das 12, 11, das 11, 10, e das 10 não consegui mais excluir nenhuma. Obrigado pra todos que responderam o formulário, vou fazer isso de novo, gostei muito. 


A pergunta era: O que é mais difícil de esquecer: um amor não correspondido ou uma amizade traída? Por que? 

Auricio – 22 anos – Bancário – São Paulo/SP - www.auauricio.blogspot.com

Um amor não correspondido é sempre difícil de aceitar... Esperar por uma recíproca e ela não acontecer é doloroso e triste, além de envolver uma série de outras coisas, como por exemplo, auto-estima e medo. Embora, os amigos, aproveitando a frase feita, são a família que escolhemos, são as pessoas que se preocupam e (tentam) nos colocar para cima quando absolutamente tudo está errado, sem nunca questionar ou duvidar se merecemos ou não passar pelo que estamos enfrentando. “Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos”. (Vinicius de Moraes)


Eleonai Naara – 19 anos – atendente de telemarketing – Jandaia do Sul/ PR - http://niabaccili.blogspot.com

Em 10 anos sempre pensei que um amor não correspondido seria minha sina! Pensava q nunca iria esquecer, e toda vez q eu tentava, algo o trazia à tona novamente e ficava assim nesse círculo vicioso de leva e traz, etc e tal's... Então, foi quando conheci outra pessoa q mudou radicalmente minha vida, me fez esquecer desse antigo amor (não da pessoa) e enfim, traí uma amiga e um amigo... Com certeza, o sentimento de amizade traída é bem mais difícil de lidar do que o de um amor não correspondido!! Você se sente inseguro, triste e com um sentimento de culpa quase insuportável.. Enfim, você pensa que nasceu pra sofrer! It's my life!! *-* Tenho que lidar com isso!! E faço isso da maneira mais divertida e louca possível.. pois é como aprendi: "Nessa vida não se tem tempo nem para a dor!". Então pra que ficar se corroendo por dentro por algo q talvez só vc esteja sentindo?! E hoje... bem, SOU MUITO FELIZ, obrigada! ;)

Mel – 16 anos – estudante – irati/PR - http://maniasenoticias.blogspot.com/ @mel_mn

Amizade traida, com certeza! Amor não correspondido acontece, e muitas vezes já prevemos isso, uma amizade traida é uma facada nas costas no escuro, a gente nunca espera nem tem como se defender. Já sofri os dois, o amor não correspondido pode virar amizade, e a amizade perdida, vira o que?


Jefferson Adriã Reis – 19 anos – estudante – Pedra Preta/MT - http://garotomalintencionado.blogspot.com/

Uma amizade traída. Amor é aquilo que nos completa. Amizade é aquilo que nos sustenta.

Rodolpho Padovani – 22 anos – dono de casa – São Paulo/SP - http://aartedeumsorriso.blogspot.com/ @Rodipb

Acho que uma amizade traída, pois amor não correspondido já é não correspondido, então não têm motivos para expectativas, já uma amizade traída vai sempre ficar na memória, por mais que você perdoe o amigo(a), a gente nunca esquece uma traição e nunca volta a confiar como antes.

Kalliana – 16 anos – estudante – irati/PR

Um amor não correspondido. Porque você, mesmo inconscientemente, ainda deseja a pessoa, considerando que ela foi algo inalcançável em sua vida. E, também, porque uma amizade traída nunca foi realmente uma amizade...
 
Maíra Kerstenetzky – 22 – estudante de direito – Recife/PE - http://amarasolta.blogspot.com @mairasmk

Uma amizade traída. Porque uma amor não correspondido é substituído por outros. Em uma amizade depositamos expectativas, confiamos segredos, compartilhamos todas as nossas alegrias e tristezas e ter tudo isso jogado fora como se fosse lixo é extremamente angustiante.

Karen Vallerie – 18 anos – São Paulo/SP - http://karenvallerie.blogspot.com/ @karenvallerie

O que procuramos em uma pessoa para namorar? Qualidades como fidelidade, beleza, carisma, etc; as primeiras fases ainda são superficiais. Agora e em uma amizade? Procuramos um confidente, um conselho, um irmão ou irmã. Quando achamos alguém com esses aspectos, a amizade vai crescendo aos poucos e assim o laço se torna fraterno. Eu não acredito em amor sem amizade, paixão talvez, então logo, uma amizade traída magoa muito mais, confiança é algo que quando se quebra, nunca mais volta ao normal. Perder um amor dói, mas perder um irmão dói mais ainda.


Manuela – 20 anos – estudante de técnica em logística – São Paulo/SP - http://manuela-meu-mundo.blogspot.com/

Os dois são impossíveis de se esquecer. Cada sentimento não correspondido dói de forma surpreendente. Surpreendente porque não sabemos ate que ponto estamos submisso. Já passei pelos dois um amor que não me correspondeu. Meu 1° e único amor, o qual ainda busca força para esquecer.  Já na amizade bom essa sim ainda busco, forças, para viver sem minha única amiga, aquela que me entendia só de escutar minha voz, que sabia quando estava mentindo, quando precisava ficar só e ate mesmo quando precisava de um abraço, abraço de amiga, irmã e ate mesmo o de mãe! por que não?  Para mim o amor e amizade andam de ‘Mão juntas’ e, é algo que não conseguimos manter juntos, quando estamos bem no amor, não estamos tão bem assim na amizade. E como perder uma parte de você, simplesmente impossível descrever essa dor que toma conta do nosso ser, e nos inundam em uma tristeza profunda.!

Gustavo Paiva – 18 anos – bailarino - São José dos Campos/SP –  http://contemporanizando.blogspot.com @gupaiva

Ambos e na mesma intensidade. Amor não correspondido - se for amor de verdade - é de doer a alma por certo tempo, até se achar outro amor. E amizade, que nada mais é do que uma forma de amor, uma vez traída, deixa sua marca ruim até que esta se cicatrize e se torne só uma lembrança ruim. Amor é tudo igual. Só é aplicado de forma diferente para cada situação da vida.


Ps.: Não comentei as respostas pro post não ficar maior que ja esta, mas também achei que  as respostas falam por si, não escolhi as que responderam como eu gostaria de ter respondido, escolhi as que a pessoa conseguiu se auto-justificar. Uma dica: a maioria das pessoas que escolheu a resposta 'amizade traída' justificou com a frase 'amores vão e vêm', gente ser clichê não vale, das 45 respostas, 11 usaram a mesma justificativa. 

Até a Próxima

Marcelo Soares

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

.

By: Fahad0850


... porque a gente não escolhe quem vai gostar ou não, a gente simplesmente gosta, ou não






Marcelo Soares

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

PLATONICAMENTE, PLATÔNICO


Talvez eu goste de sofrer. Se fosse contar quantas vezes já amei platonicamente não me  restariam dedos. O interessante é que em cada final de relacionamento entre eu e alguém  sempre tenho as mesmas conclusões: não quero isso de novo, não para mim, sofrer sem ser correspondido e ao te ver bem com alguém me/nos faz mal, prometo que nunca mais acontecera. Pena que existe a possibilidade de promessas serem quebradas, sempre as quebro. Por isso, ca estou, relatando de mais uma de minhas aventuras, sozinho. Talvez um dia essa nova pessoa, vitima de meus sentimentos, descubra. Talvez eu corresponda, talvez esteja em mais uma aventura onde só eu amo, desejo e, em grande parte, sofro. 

Trilha sonora AQUI.

Texto mais ridículo, babaca e confuso que ja escrevi, nem eu o entendo.

Marcelo Soares

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

7 de fevereiro - Meu Aniversário

22 anos, 8030 dias, 192720 horas, muita coisa para contar. Não falo que fico mais velho, essa expressão é muito forte, digo que estou ganhando experiência. Não que eu importe-me com o 'ficar mais velho' pois a vida seria sem graça e sem sentido se ficássemos jovens pra sempre. Durante esse tempo ja morei em 7 cidades e 2 estados, não tenho muitos amigos, pois a maioria das cidades que morei eu era criança, e, de algumas delas tenho poucas recordações, talvez eu me encaixe na categoria de 'conhecer bastante pessoas'. Sabe aquela sensação de quando você vai em um lugar e te perguntam ''- Lembra de mim? Eu ja te peguei no colo'' e a sua resposta é ''- Não''? Passo por ela frequentemente, logo, tenho a memória péssima. Muito além de pessoas e lugares que conheci esta meu sentimento em poder afirmar que não vivi intensamente, vivi como eu julgava certo para se viver, talvez por causa disso tenha deixado para trás muitas coisas, acontecimentos e pessoas, mas não me arrependo, tudo que passei na vida ficou como experiência. Poderia descrever-me em mais detalhes, mas ja fiz isso aqui no blog diversas vezes, algumas direta e outras indiretamente como, por exemplo, nos textos Eu!40 coisas sobre mim: e Sete. Ainda nesse mês, dia 18, o blog faz 1 ano. Confesso pra vocês que ando desanimado, quem me acompanha deve ter percebido que estou postando com pouca frequencia, e não tenho a desculpa do tempo, pois estou de ferias, talvez seja uma fase, talvez seja definitivo. Não teria como eu falar sobre meu aniversário sem mencionar minha fase no blog, afinal, graças a ele conheci muitas pessoas que fazem parte da minha vida. 
A todos meu muito obrigado, tenho um carinho enorme por vocês e fico muito feliz quando comentam, criticam e me dão conselhos.

Não digo que vivo intensamente, digo que uso a mascara que quiser, e não a que todos estão usando.

22 anos sendo o 'do contra'.

Ps. 1 - Vou criar uma pagina pra postar o print dos mentions que recebi de aniversário pelo twitter, quando postar faço um update e aviso vocês. Ps. 2 - O proximo post sera com as melhores respostas da ultima pergunta do formulário, quem ainda não respondeu clique AQUI e responda.

UPDATE: Pagina do print dos mentions ficou pronta, cliquem AQUI para ver.

Mais uma vez obrigado por tudo, abraço.


Marcelo Soares, @EuTedio

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Compartilhe comigo suas sinapses.

Hoje vou fazer um teste e uma brincadeira com vocês, gosto dessa possibilidade de interação entre a gente, conheço muitos dos leitores, porem, alguns apenas lêem e eu fico EXTREMAMENTE curioso pra conhece-los. Um teste porque é a primeira vez que faço um formulário e não sei como isso vai terminar, e uma brincadeira porque fiz algumas perguntas, e espero a vossa colaboração, depois de ler todas as respostas, vou fazer um post com as melhores citando seus respectivos donos, colocando meu comentário pessoal sobre o que vocês responderam, por isso:


Não sei necessariamente o espaço disponível para as respostas, caso, na ultima pergunta, o espaço seja insuficiente deixem o 'resto' da resposta nos comentários, e falando neles [os comentários], comentem falando o que acharam dessa ideia, se não gostarem, não faço mais, se gostarem, farei sempre.


UPDATE: Respondendo ao primeiro comentário, da Kalliana, a resposta mais criativa e/ou coerente que sera postada, é a referente a ultima pergunta. As outras são mais pra eu conhecer vocês, todos uns lindos.

Abraços.

Marcelo Soares, @EuTedio

sábado, 22 de janeiro de 2011

[in]seguro


Estou inseguro, arrependido, amedrontado, todas as minhas atitudes são deploradas por mim mesmo. Não consigo olhar no espelho sem me julgar, censurar. Não sei a que ponto isso vai, sei quando começou, e porque começou. Se a minha insegurança não falasse mais alto em todas as minhas atitudes, talvez, eu seria mais feliz. Não que uma pessoa totalmente segura de si seja feliz, talvez a auto-super-segurança traga arrogância, não seria feliz assim. Um dia isso acaba, o sol volta a brilhar e serei julgado e castigado pelas pessoas que mais amo. Só queria que isso acabasse num piscar de olhos. Mas como isso é impossível, tenho que encarar os fatos, mesmo não estando preparado pra isso, afinal, a vida nos coloca em situações pra nos preparar para o futuro. No meu caso, inseguro. 

Fiquem com Deus.

Marcelo Soares, @EuTedio.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Poltrona Vermelha - @AnnieSininha

Quando criei o blog e anunciei no twitter que estava à procura de parcerias, uma menina/moça manifestou-se, parceria feita, mantivemos contato, então, comecei com entrevistas aqui no blog, e ela sempre me questionava: ‘’-Quando sera a minha vez?’’. O plano de entrevista-la já vem a tempos, porem parei por um período com as entrevistas por causa da faculdade, e a prometi que a próxima seria ela.
Por isso, hoje eu trago para sentar na poltrona vermelha Annie Sininha, do blog  PrettyGlamGirls.




Nome: Anna Karla
Idade: 21 anos
Profissão: Blogueira!?
Onde mora: São Bernado do Campo / SP



Por que Annie Sininha?
Annie Sininha? Bom essa é uma historia bem longa, mas vou tentar resumir e deixarei o link do post que eu fiz no blog logo no comecinho onde explico tudo com detalhes.
Assim, o nome vem de um fake que eu tinha no Orkut da Anahí (ex integrante do grupo RBD) e este tinha muitos amigos e se tornou muito popular por la, assim acabei adotando o nome como um apelido, e pegou, pois meu nome é Anna e acaba combinando bem com o Annie e Sininha vem da fada Sininho da qual eu amo muito, amo fadas e acredito nelas.
Caso queiram ler melhor toda a historia, acessem: clicando aqui a historia completa.

Qual sua relação com a Hello Kitty? 
A Hello Kitty, antes tinha uma participação freqüente em meu blog realmente, essa gatinha eu sempre gostei desde pirralhinha e ainda gosto muito, amo tudo que tem a carinha dela, tenho bichinhos de pelúcia e muitas outras coisas, e ainda quero muito mais. É apenas um amor por desenhos e a Hello Kitty é o que mais amo.

Como você consegue conciliar: blog e vida social?
No começo era bem simples, pois o blog não tinha tantos acessos e nem tantos parceiros como hoje, é bem corrido e tem que gostar da coisa, ainda não ganho o suficiente com ele para trabalhar apenas ali, então tenho que trabalhar por fora, mas pretendo futuramente manter o meu foco apenas no que eu amo fazer, que é o blog, um meio bem difícil, mais como toda profissão, quando se gosta da coisa é fácil de encarar, e encaramos com vontade.
E é assim que eu vejo, quando estou no trabalho não vejo a hora de vir para casa e trabalhar no blog, e sempre que me resta um tempo faço isso do próprio trabalho.

Em pouco tempo seu blog começou a ter um grande numero de visitas e um publico fiel, o que você atribui isso?
Acho que tudo isso aconteceu por conta de minha sinceridade com as minhas leitoras, sempre fui muito sincera e nada me faz subir a cabeça, jamais deixarei de atender os pedidos que elas me fazem e sempre respondo todos os comentários deixados no blog e no youtube com muito carinho, mas alem disso tenho a minha companheira do blog que é a Raisa, nós nos declaramos irmãs gêmeas, pois ela tem a mesma linha de raciocínio que eu, então sempre fazemos de tudo para deixar nossas leitoras sempre satisfeitas.

Qual o principal desafio em manter um blog voltado ao publico feminino?
São tantos... rsrs!
Sou mulher então sei bem o que rola nas rodinhas quando todas se juntam, (não pensem vocês homens que falamos sobre como são bonitos e nem nada disso), nosso maior foco e falar mal da outra mulher, então acho que o maior desafio é este, encarar a concorrência de frente, e saber ouvir coisas ruins sobre você e sobre seu trabalho sem se deixar abalar, pois sempre terá alguém que vai gostar do trabalho da fulana e não do seu, mas graças a Deus a maioria do retorno sempre é positivo.

Percebi que agora você colocou uma outra pessoa pra te ajudar no blog, fale um pouco dela e diga o por que ela foi escolhida?
A Raisa, conheci ela por acaso no youtube, nos adicionamos e logo de cara já percebemos o que rolava, nós nos demos muito bem, tínhamos muito haver e pensávamos da mesma forma em tudo, como eu já precisava de ajuda a convidei e ela aceitou de cara, ficou super feliz pois sempre quis ter um blog e não sabia, agora ela ta ali comigo lado a lado sempre, minha amiga que eu amo muito, e não sei bem como seria muitas coisas que aconteceram comigo se ela não estivesse no MSN para eu poder contar tudo que se passava, é meio corrido para conversarmos por conta do fuso horário mas sempre fazemos esforços para mantermos o assunto em dia, hora eu de madrugada online e hora ela.
Hoje uma amiga muito querida.

Você recebe muitos ‘kits’ de algumas empresas [marcas] e faz sorteios com alguns desses brindes, de onde surgiu essa ideia e como você fez pra conseguir esse credito com as empresas?
Isso vem de empresa para empresa, a maioria das blogueiras recebem kits de suas parceiras onde assim podemos divulgar com mais precisão alem dos nossos comentários que normalmente são positivos, pelo menos eu e a Raisa tentamos sempre mexer com empresas das quais temos 90% de certeza onde falaremos bem, pois acho muito chato falar mal de algo, mas às vezes é necessário.

Qual sua expectativa para o futuro do blog?
Ficar famosaaa \õ/ ... Hahaha!!
Isso é algo que eu quero muito, mas não é meu objetivo, quero conseguir crescer cada vez mais, e sempre ir crescendo positivamente, tentando sempre agradar ao meu publico.
E ficar famosa será uma conseqüência e que eu quero muito.

Hoje algumas pessoas causam polemica com o termo ‘beleza’ seja pelo exagero de cirurgias plásticas, pela obcessão por academia mostrando corpos muito sarados ou então pelo uso excessivo de maquiagem. O que você acha das praticas cirugia plástica, corpos muito sarados e exagero de maquiagem?
Não tenho nada contra nenhum desses tipos de pratica desde que não seja com exagero, ou antes, da hora, sou completamente contra pessoas que saem fazendo cirurgia a torto e direita, no fim acho que fica horrível ao invés de bonito que é o objetivo inicial. Isso vale também aos maníacos por academia, um corpo sarado é legal, desde que se tenha um acompanhamento medico e de que não exagere a malhação, isso pode prejudicar e muito, quanto ao uso excessivo de maquiagem é difícil dizer o que seria excessivo ao certo, o que é muito para você pode ser pouco para mim, mas todas as mulheres tem que tomar cuidado para não sair na rua parecendo uma palhaça, tudo tem limite e na maquiagem o limite quem faz é você, o importante é que você se sinta bem consigo mesma.

Pra você, o que é beleza? E o que uma mulher precisa fazer pra ser, ao seu ponto de vista, bonita?
Beleza é algo que vem de dentro, não acho que existam pessoas feias no mundo, sempre digo que não são feias apenas não sabem se arrumar, para alguém ser bonito basta estar feliz com a vida que está levando e tentar ser o mais saudável possível, alguém saudável, tem a pele bonita o corpo e o cabelo também.

Deus: Alguém maior que tudo, único.

Uma pessoa: Uma? Pode ser um casal? Meus pais.
Eu jamais faria: Alaguem chorar de propósito. 
Na TV: Seriados e Disney.
Não assisto na TV: Pornografia.
Nas horas livres: Durmo.
No cinema: Tudo, desde que de que esteja bem acompanhada.
Um livro: Um amor para Recordar.
Prato predileto:  Lasanha.
Odeio ganhar:  Meias. 
O melhor do guarda-roupa:  Vestidos. 
Perfume:  212 Sexy. 
Cantor: Bruno Gouveia (Biquíni Cavadão)
Cantora: Anahi 
Ator: Sophia Bush
Atriz: Chad Michael Murray
Animal de estimação:  Cachorro
Melhor viagem:  Quando eu for a Madrid (ai sim será a melhor viajem)
Minha principal virtude: Sinceridade. 
Cobiça: Não gosto de nada exagerado.
Meu principal defeito: Medo de errar.
Não vivo sem: Família.
Eu jamais postaria em meu blog: Algo que não fosse a nossa verdadeira opinião.
Preguiça:  Falta de vontade verdadeira.
Vaidade:  Natural.
Mania:  Mexer no cabelo. 
Filosofia de vida:  Tudo na vida da certo, se não deu ainda é por que não era a hora ainda. Não desistir nunca.
Eu odeio: Falsidade.
Um vídeo: 



Pra encerrar, deixe uma mensagem para os lindos que acompanham meu blog:
Oi todo mundo, antes de tudo para não perder o costume.
Tudo bem? Eu espero que todos vocês tenham gostado da entrevista, e conhecido um pouco mais do blog e da historia dele, espero que todos visitem sempre o site e comentem, continuem perguntando que sempre vou responder a qualquer duvida.
Um grande beijo a todos que me seguem.
È com um enorme carinho que faço tudo, e é sempre pensando em vocês.

Obrigada a todos.
Obrigada Marcelo pela oportunidade de estar aqui.

Para achar todos os meus contatos acessem a seguinte pagina:
Tudo que eu tenho no mundo online está ai.

É isso aí, gente. Espero que tenham gostado, tenho mais algumas entrevistas marcadas, postarei assim que der, na verdade assim que me der coragem e vontade ~risos~. Sigam-me no Twitter @EuTedio

Fiquem com Deus.




Marcelo Soares