quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

PLATONICAMENTE, PLATÔNICO


Talvez eu goste de sofrer. Se fosse contar quantas vezes já amei platonicamente não me  restariam dedos. O interessante é que em cada final de relacionamento entre eu e alguém  sempre tenho as mesmas conclusões: não quero isso de novo, não para mim, sofrer sem ser correspondido e ao te ver bem com alguém me/nos faz mal, prometo que nunca mais acontecera. Pena que existe a possibilidade de promessas serem quebradas, sempre as quebro. Por isso, ca estou, relatando de mais uma de minhas aventuras, sozinho. Talvez um dia essa nova pessoa, vitima de meus sentimentos, descubra. Talvez eu corresponda, talvez esteja em mais uma aventura onde só eu amo, desejo e, em grande parte, sofro. 

Trilha sonora AQUI.

Texto mais ridículo, babaca e confuso que ja escrevi, nem eu o entendo.

Marcelo Soares

7 comentários:

  1. Li uma vez, não lembro autor, nem onde li, nem a frase direito eu lembro; mas lembro que dizia algo como: Amor platônico não existe, na verdade enquanto um ama o outro nem sabe que tem alguém o amando.

    Pois é Marcelo, que tal deixar o medo de lado e contar pra pessoa? Pelo menos, se quebrar a cara, dessa vez terá ao menos tentado ;D

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Sou obrigado a descordar, seu texto não está nada ridículo ou babaca. Confuso está, mas eu sempre gostei da sua confusão e dos seus textos confusos. Ótimos textos confusos, vale ressaltar.

    Os amores platônicos sempre são difíceis de lidar, acontecem somente para uma das partes, enquanto a outra, não sabe que é amada em segredo. Difícil.
    Abraço!


    P.S.: Finalmente respondi seu questionário!

    ResponderExcluir
  3. haushaushasu... eu não contaria!! Se contar acaba com aquele ar d paixão ñ correspondida...
    Eu li uma vez q amor platônico só é bom enquanto a pessoa não sabe ou não corresponde.. o difícil eh qdo essa outra pessoa tbm começa a gostar d vc.. acaba o mistério.. aquele ar d esperança q vc opta por sentir toda vez q chega perto da pessoa.. fica tudo mais sem sal! =)

    mas fazer o q, neh?! ;)

    ResponderExcluir
  4. Texto babaca uma ova. Tudo o que você escreve é tão ''da alma'' que não tem como eu também não fica platonicamente apaixonada por suas palavras =)

    Besos mil.

    ResponderExcluir
  5. O que não faz sentido, que é, na verdade, a verdade. Entende?
    Só conseguimos exteriorizar o que não sabemos. Pois, o que sabemos, já não nos importa.

    Otimo texto meu caro. Parabens pelo blog.
    Abraço

    ResponderExcluir