domingo, 17 de abril de 2011

[re]VIVER


.....

É como viajar olhando pelo retrovisor, vendo o que passou. É como pegar álbuns antigos e, de alguma forma, reviver aqueles momento e ater-se a eles, como se o presente não existisse e o futuro não fosse tão promissor. 

Aí você lembra que o kinderovo não custa mais 1real, que não encontrara mais garrafinhas de guarana antartica com pokebola e pokemons miniatura colecionáveis dentro, que dragonball e cavaleiros do zodíaco não passam mais nas tardes da band, que ja assistiu dezenas de vezes todos os episódios de chaves e, mesmo assim, não cansa de ve-los. 

Então você observa que as pessoas e as coisas a sua volta mudaram, seus gostos mudaram, você não entra mais naquele all star nem naquela camiseta que adorava usar porque te favorecia, aqueles brinquedos legais agora são apenas brinquedos numa-caixa-qualquer, aquelas musicas nem são tão legais quanto aparentavam ser, aqueles sentimentos amadureceram.... e assim vai.... o tempo passando...passando ....passando. 

A vida correndo e as pessoas mudando. Talvez o vilão nessa história seja o relógio, ele não perdoa, você revive o passado, perde o presente e deixa de planejar o futuro e, mesmo assim, ele fica la, no tic-tac ininterrupto . 

E a lição pra tudo isso é: VIVA, viver não só só ligar-se as coisas que quer fazer agora, ou aquelas que planeja fazer no futuro, viver também é lembrar que, algum dia, você também foi feliz de alguma forma e que isso marcou, e mudou, sua vida. 

Por isso meus caros amigos, VIVAMOS. Vivamos o ontem, o hoje e o amanhã, porém, não nos atenhamos tanto a-um-ou-a-outro, apenas VIVA. Termino esse texto com as palavras de Max Lucado:
Eis minhas palavras de saudação para uma vida longa: Bondade que sobreviva a sepultura, amor que sobreviva ao suspiro final.Que você viva de maneira tal que sua morte seja apenas o começo da sua vida.

Bom domingo a todos.


Marcelo Soares 

4 comentários:

  1. A verdade é que dá MUITA vontade de reviver muitos momentos. O engraçado é que achamos que as coisas de antes são melhores que a de hoje e vamos achando isso sempre. Se já sou assim e não tenho nem 2 décadas de vida imagino quando eu tiver uns 50 anos, mas deixa pra lá, o melhor pra se fazer é viver o agora e fazer que as lembranças sejam as melhores possíveis.
    Parabéns pelo texto, beijos.

    ResponderExcluir
  2. Cara ,primeiramente, parabéns pelo texto. Tempo é um assunto que gera muita curiosidade e que é um constante alvo de todos os que escrevem.
    É difícil falar sobre ele, ao mesmo tempo em que ele é o cordão que rege a nossa vida.

    Pelo o que eu entendi, viver passa por uma questão de aceitar a transitoriedade das coisas. Concordo contigo, viver é dar a medida certa para o passado, o presente e o futuro. De forma a preencher esse caminho com felicidade, afeto e solidariedade: obras que sobrevivem mesmo após a nossa partida.

    Boa, mano!

    O Grande Urso

    www.ograndeurso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Fiquei feliz com a sua volta!
    A vontade de traduzir em palavras o que pensamos é sempre forte.

    Sou nostálgico. Gosto de fotos antigas, amigos de sempre, musicas que me fazem lembrar épocas (mais) felizes...
    Só que a hora de viver é agora. Nunca devemos esquecer isso.


    Saudade dos nossos papos.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. TUDO na vida passa e se transforma. Conosco não seria diferente. E, talvez por isso, muitas pessoas deixam de nos querer por perto e outras nos queiram mais ainda. Porque mudamos. Porque acompanhamos a evolução da vida. Porque não paramos no tempo. Porque gostamos de viver e de não apenas existir. Eu gosto de olhar as fotos antigas e de relembrar momentos bons já vividos, mas o segredo é só lembrar e não querer reviver tudo de novo, porque o que passou, passou e a vida continua. Você deve fazer o mesmo andar pra frente! =D

    ;***

    ResponderExcluir