segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Paginas em branco

Imagem do tumblr

E você nem imagina como é difícil encarar uma pagina em branco, onde as palavras não aparecem, onde os sentimentos não fluem e pareço ficar apático a tudo. Uma pagina em branco parece nossa relação vista por você, um nada. Claro, se vista por mim, o branco seria o maior dos sofrimentos. Porque por mais que eu tente escrever algo em nossa história, só eu sinto, e esse sentir não quer dizer que a pagina esteja sendo completada, não quer dizer que algo que seja realmente relevante esteja sendo escrita. É como se estivesse escrevendo com uma tinta invisível que só ficara visível quando romper essa barreira egoísta que vivo em que somente eu sei o que sinto sem compartilhar, e te avisar, que gosto de você. Porque quando só eu sinto, quando só eu sofro, quando só eu me decepciono, não é interessante. O platônico nunca é bom por completo, nunca satisfaz uma pessoa em sua totalidade. A gente nasce querendo ser correspondido, a gente nasce querendo receber atenção de quem amamos, a gente nasce querendo escrever uma história em muitas paginas brancas com quem realmente valha a pena. Queria apenas que escrevêssemos essa pagina juntos. Pode ser só uma pagina, uma frase, uma palavra, qualquer coisa vinda de você, por minima que for, para mim sera um infinito. 


Marcelo Soares