segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Considerações sobre o ano velho

Imagem via Tumblr

2012 não foi um dos melhores anos da minha vida. Aí vocês podem me questionar: ''mas Marcelo, você terminou a faculdade'' e eu responderei: ''e as coisas boas acabam aí''. O grande feito de terminar uma graduação é louvável, mas o pós disso tudo é uma depressãozinha, a não ser que você enquadre-se naquele seleto grupo de pessoas que conseguem sair da faculdade empregados.

Não sei o que demorou mais para passar: Agosto ou 2012. Levei tantos nãos, tantas invertidas e tantas mudanças de ares (para pior) que não posso fazer um balanço bom de 2012. Sei que experiências ruins levam a bons aprendizados, que tudo que passei possa refletir em algo melhor para 2013 e que fases péssimas acabam, o grande problema é começar um novo ano atravessando uma fase dessas: e esse serei eu hoje.

Aqui no blog, meu ano foi regular, como todos os outros: tive sumiços e voltas. Mas isso foi reflexo dos estágios e TCC. Abaixo estão listados os 10 posts mais lidos esse ano aqui no blog:

2º - Semana em 10 fatos - 523 vizualizações
3º - Sobre meu sumiço e a musica para formatura - 451 visualizações
9º - Tão eu 

*A quantidade de views por post retirei da estatística do blogger


Que em 2013 nossas vidas mudem para melhor. Que conheçamos pessoas que valem a pena gastar nosso tempo e nossa amizade. Que pessoas que nos fazem mal fiquem presas em 2012. Que momentos bons supram nossa necessidade adquirida em 2012. Que bons ares nos levem a bons empregos, relacionamentos e lugares incríveis. Que possamos aprender e ensinar que passado é passado, a gente não pode mudar isso: o que realmente importa no final é como estamos agora e como estaremos amanhã, semana que vem, mês que vem, daqui 30 anos. Que nosso 2013 seja cheio de determinação, fé, coragem, amores, amizades, momentos bons para serem lembrados para sempre. Que 2013 me traga um EMPREGO, por favor (#necessidade #prioridade). Feliz 2012 a todos.

Que em 2013 essa musica seja a trilha sonora da minha vida
Tradução da letra aqui

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Atualizando-os em 10 fatos

Imagem by: Deposito de tirinhas

1 - Fui aprovado no TCC.
2 - Entrei naquela fase: depressão pós-faculdade-pré-desemprego (Sei que essa fase passa e que outras piores melhores virão, não precisam tentar me aconselhar sobre isso, ok?)
3 - Voltei para a academia e recuperei alguns dos quilos que perdi (isso foi uma das únicas coisas que ganhei desde a apresentação do TCC).
4 - Fui ao médico e ele disse que tudo, TU DO, que eu relatei para ele era reflexo da minha ansiedade. Resultado: me receitou um ''remedinho'' para dormir.
5 - Ainda não tomei o ''remedinho'' para dormir por motivos de: teimosia #Sou #Desses
6 - Me convenceram a fazer a prova de residencia em clinica médica de animais de companhia na PUC. Mesmo sabendo o resultado (não passarei: não estou sendo pessimista, e sim realista, não precisa tentar me convencer do contrario, ok?), vou tentar para não desapontar o pessoal por aqui.
7 - Da serie ''Completando musicas natalinas'': ''Então é natal, e o que você fez? ... Estudei vomito e diarreia crônicos e guardei muito rancor.''
8 - Sim, passamos o natal minha avó e eu, o resto da família na praia. Ps. Não estou reclamando, detesto praia, calor, areia e o combo: protetor solar + areia grudando na pele por causa do protetor solar + me queimar mesmo passando um protetor solar fator 90% #euzisses
9 - Dia 12 de janeiro extrairei DOIS DENTES DO CISO DE UMA VEZ e a unica certeza que tenho é: a recuperação da cirurgia é sofrida. Porque assim: TODOS OS MEUS DENTES DO CISO NASCERAM ERRADOS E TORTOS e isso dificulta tudo, TU-DO. Alias, o dentista ja me alertou: ''vai inchar, por isso é importante que no período de recuperação você fique em casa''.
10 - Eu deveria estar terminando meu curso de atualização pela internet hoje, mas ca estou procurando outras coisas para fazer e ''passar-o-tempo''.

Conclusões: preciso de um emprego.    

sábado, 3 de novembro de 2012

10complicando

A gente passa todo o período da faculdade sofrendo com provas, trabalhos e 1001 dificuldades que só quem faz faculdade conhece.

Mas calma, tudo piora quando chega o ultimo semestre e tem um TCC para fazer.

Consegui terminar o meu antes de todos os prazos, fui bastante detalhista nas normas e fiquei satisfeito com o resultado.

Aí vem a parte desconfortável da coisa: preparar uma apresentação de VINTE MINUTOS para defender o trabalho diante de uma banca, tendo que saber lidar com um microfone, uma plateia e ficar atento com o aparelhinho de passar os slides, pra não passar tudo de uma vez e danar com a apresentação.

Enfim, terminei os slides antes do prazo, enviei para minha orientadora e ela disse que ficaram bons e que não tinha alterações para fazer (fiquei feliz).

Mas como felicidade é igual vida social para mim: nunca tenho, veio a parte desesperadora da coisa. Fui ensaiar a apresentação com meus colegas e adivinhem: MEU TEMPO FECHOU EM TRINTA MINUTOS, 10 a mais do que o MAXIMO que as normas estipulam.

O comentário de todos foi o mesmo: Você complica demais as coisas.

Me desesperei, corri atras da minha orientadora e cortamos mais da metade dos slides, inclusive aqueles que eu tinha me apegado (sou desses).

Agora pouco ensaiei novamente e fechei em 21 minutos, acho que mereço os parabéns por ter conseguido, pela primeira vez na vida, ser menos complicado.

Por falar em apresentação do TCC, a minha é quarta-feira, dia 7, as 13:50. Conto com todos torcendo por mim.

sábado, 6 de outubro de 2012

Euzisses

- Esse é seu óculos novo? O.o

-Sim =D

~~~~(esperando um elogio)~~~~

-Mas é idêntico ao antigo ¬¬

eu e minha mania de me prender as coisas pessoas/sentimentos/sensações antigas


hashtag chateado =/

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Das coisas que preciso:


  • Terminar a revisão bibliográfica do meu TCC*******
  • Terminar meu artigo*******
  • Organizar e entregar a documentação para declarar e validar minhas horas de estágio*
  • Voltar a frequentar uma academia
  • Pensar numa pós-graduação
  • Procurar um estágio para final de novembro e dezembro
  • Celular novo
  • Cortar o cabelo*
  • Me apegar menos a pessoas e a detalhes
  • Guardar menos rancor, mais dinheiro e sentimentos bons
  • Voltar ao curso de inglês
  • Assistir aos episódios que perdi de The Walking Dead e Smash
  • Aparecer mais por aqui
  • Parar de ser trouxa*******

******* PRIORIDADE 
* Pode esperar mais uma semana

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Imagem do tumblr Cuticula

Porque se a gente tem medo de mostrar quem somos e a que viemos, qual a finalidade de acordarmos todos os dias e encararmos a vida?

Ca estou, com meus botões, matutando sobre isso.

sábado, 15 de setembro de 2012

#CQSAC Dessas coisas que só acontecem comigo:

E daí que volto para casa de meus pais todos os finais de semana, por motivos de: não interessa (mentira gente, é por carências mesmo: afetiva e financeira) #sou #desses

Minha rotina na sexta-feira é, mais ou menos, essa: 1 - Acordar cedo, 2 - ir para o estágio, 3 - almoçar, 4 - voltar para o estágio, 5 - ir para casa, 6 - arrumar as malas e 7 - ir para faculdade, 8 - pegar a van e vir para casa dos meus pais.

Mas a certeza que a gente tem de qualquer tipo de transporte coletivo, no meu caso a van, é que a gente nunca sabe ao lado de quem vamos sentar.

Eu, por exemplo, sempre sou premiado para sentar ao lado da pessoa mais chata (ignorem o fato de euzinho ser o rei dos chatos, esse é o meu momento de reclamar um pouco da vida) que existe na face da terra, tipos de pessoa que ja suportei por longas uma hora e meia:

  • casal discutindo a relação
  • o cara bêbado que veio falando alto, cantando e rindo o tempo todo (existe algo mais chato que gente excessivamente alegre em uma sexta-feira a noite, depois de uma semana inteira de trabalho? R: sim, euzinho)
  • o inconveniente que tentou fazer piada sobre mim e tive que reagir da melhor forma possível, que a etiqueta manda, para esse tipo de situação: ignorando.
  • e o pior: esses dias tive que vir sentado la atrás, sozinho, na minha própria companhia, O-PIOR-DIA-DE-TODOS, e tem coisa pior que sentar sozinho quando se é ranzinza e mal humorado? Resposta: se a gente tiver falando de mim, não, não tem.
E ontem, a ultima musica que tocou na van foi Adriana e a Rapaziada: Fim de noite. Só queria compartilhar isso com vocês, divirtam-se.

domingo, 9 de setembro de 2012

Voltando e o dia do Médico Veterinário

Ca estou, voltando.

Na verdade, o estágio que me deixou longe da internet e afins acabou faz tempo. Lutei e relutei para voltar a postar. Mas a gente sabe que não consegue ficar longe, ainda mais quando eu uso ''a gente'' fazendo referencia a ''euzinho''. 

Volto com uma carga de aprendizado. Não só profissionalmente. 

Aprendi a entender, compreender e a suportar da melhor forma possível a diferença entre as pessoas.

Aprendi algo que todos achamos que sabemos fazer e só notamos o quanto não sabemos quando temos que lidar com a situação: aprendi a conviver em um ambiente novo, com pessoas novas e desafios inéditos.

Aprendi.

Estava com saudade daqui. Com saudade de vocês, até porque antes do estágio fiz bastante novas amizades aqui. E como disse o Carpinejar: ''Saudade é uma alegria entristecendo'', fiquei assim sem voltar a comparecer nesse mundo bloguilistico.

E como hoje é dia do médico veterinário, deixo aqui uma imagem que encontrei no Vet da depre. Que num futuro não muito distante, nossa classe consiga ser mais unida, onde todos que escolham essa profissão consigam, realmente, compreender que atras da imagem de um animal existe um coração que sente exatamente o que sentimos. Que num amanhã não tão distante, todos consigamos ser mais humanos.

Imagem by Vetdadepre

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Despedida temporária

Imagem by Maren-celest

Ola, gente. Como vocês perceberam, minha frequência de postar aqui diminuiu. Estava fazendo provas e dando um rumo para minha vida no 10º, e ultimo, semestre na faculdade. Provas feitas, rumo tomado. Agora é hora de dar o ultimo e mais importante passo no curso: fazer o estágio obrigatório e apresentar o TCC. Nesse primeiro momento, farei um estágio em uma propriedade de produção de frango de corte. Ficarei la, mais ou menos, 45 dias. Nesse período ficarei com o acesso a internet bastante limitado. Por isso, venho pedir que não se esqueçam de mim. Estarei la, me dedicando, trabalhando, estudando muito e com MUITA vontade de estar aqui também, de ler os blogs de vocês (os que têm), de ler e responder comentários, e-mails e tudo o que torna um blogueiro feliz. Poderei não aparecer por aqui, nas no twitter estarei sempre que der, porque la entro pelo celular, quem quiser conversar comigo, me siga, la sou o @eucelo. Tenham a certeza, em setembro volto com minha rotina aqui no blog. É um até breve, BEM BREVE. Então, novamente, peço: não me esqueçam. Torçam, rezem, orem por mim, precisarei de tudo isso.

Certeza que escreverei bastante durante o estágio, quando tiver a oportunidade de usar a internet, tento postar e agendar algumas postagens. Porem não sei quando isso sera possível e SE isso sera possível nesses primeiros 45 dias.

Abraços a todos, até breve.

domingo, 17 de junho de 2012

Você me bagunça

Imagem via Tumblr
Da play aqui antes de ler
The Woman I Love (Live) by Jason Mraz on Grooveshark

Tinha decido parar com isso de amar alguém. Depois de tantas decepções, resolvi organizar tudo aqui dentro. Juntei sentimento com sentimento, reação com reação, decepção com decepção, recordações com recordações, sonhos com sonhos. Enumerei todos, coloquei em ordem cronológica, em uma caixa estavam as prioridades, em outra os segundos planos, e la no fundo, num lugar não tão importante, a caixa com o amor que um dia quis entregar a alguém. Pronto, tudo limpo, cada qual em seu lugar, cada lugar devidamente conhecido. Estava seguro de mim. Até que você apareceu. Não sabia o que sentir, não sabia como reagir. Me perdi nos meus sonhos, não sabia se era uma recordação, uma decepção, por falar nisso onde as guardei mesmo? Derrubei caixa por caixa, misturei tudo, não consegui compreender o que você despertava em mim. Só sei que, por tentar entender, te queria cada vez mais. Era uma coisa boa e ruim ao mesmo tempo. A gente nunca esta preparado para esse tipo de coisa, isso simplesmente acontece, assim, do nada. Tudo era grande, intenso. Maior do que minhas decepções. Uma coisa que me engolia. E eu, no meio de toda essa confusão, só consegui chegar a uma conclusão: Você me bagunça.

Texto escrito para o Desafio #006 para o grupo Desafio Blogueiro, do facebook. Fazia tempo que não escrevia algo assim. Espero que gostem. Se der, curtam a pagina do blog no facebook, é aquela que fica ali na barra lateral.

domingo, 10 de junho de 2012

Amizade

A amizade não muda, o que muda são as pessoas, os gostos, os interesses e a perspectiva de vida.

Imagem via Tumblr
Eu mudei, meus gostos também. Minhas perspectivas de vida continuam as mesmas, porém, tomei novos rumos para chegar onde quero, e você? Ora, você ficou naquela janela do bate-papo onde conversamos pela ultima vez. Meu sentimento de amizade por você jamais mudara, passamos muitas coisas juntos, mas não posso continuar sendo o mesmo ou concordando com tudo que envolve seu novo mundo. A gente tem todo direito de discordar das coisas nesse mundo, assim como temos que ter o respeito com os que discordam da nossa realidade, e não é isso que enxergo em você quando o assunto é a minha vida. Talvez isso seja um até breve. Ainda estou decidindo.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

...que assim seja

Imagem via Tumblr
Ouvindo
paradise by Coldplay on Grooveshark


Então, ando devendo explicações a vocês.

Quinta-feira passada vos escrevi pedindo para que torcessem por mim, porque passaria por uma entrevista. Na verdade, fiz uma prova escrita seguida de uma entrevista. Um teste seletivo que mexe com todos os sentidos da gente. Como bom ansioso, sofri bastante por antecedência e claro que sofrimento apareceria, até porque estou contando de algo que ~euzinho~ passei.

Então meus amigos, não foi dessa vez que o sim apareceu. Não fui aprovado.

Mas deixa eu contar uma coisa: Na segunda-feira, antes de dormir tive uma conversa com Deus. Falei com Ele usando exatamente essas palavras: Se for da Sua vontade que essa vaga seja minha e que eu seja feliz fazendo isso, que eu passe, se não for, que eu não passe e aceite isso sem me torturar. 

Imagem do blog Abra o Bico, via Lucão.
E assim foi, ontem, por volta das 10:30 recebi a ligação com a resposta negativa, no momento claro que resmunguei, até porque resmungar é comigo mesmo. Mas depois cai em mim: não era para ser. Aceitei numa boa.

Porque assim, gente: nem tudo o que desejamos acontece como planejamos. Quando os nãos aparecem na vida da gente, temos que encarar da melhor forma possível, a gente tem que tentar encontrar um sentido para isso, e o sentido para mim foi: não era para ser. Um dia talvez, mas agora não.

E o que um não pode despertar na gente? Olha, esse é o melhor momento para começar novas metas, traçar novos planos e rever alguns conceitos. Nunca é tarde demais para sonhar e começar algo novo na vida. E que assim seja. Assim fiz, segunda-feira tenho uma nova entrevista em novos ares, com um novo rumo, cheio de planos. Se não der, paciência. La fora existem milhões de alternativas para preencher nossas expectativas. Nada é único na vida.

domingo, 3 de junho de 2012

''Nãos''

Imagem via tumblr


Já me acostumei tanto com os ''nãos'' que quando o sim aparecer não saberei como reagir.

Estava ali, lendo alguns dos meus rascunhos antigos e me deparei com essa frase, que tem tudo a ver com o momento que estou vivendo. Mas a fé continua aqui, invicta, não se preocupem e continuem torcendo por mim, o grande dia esta chegando.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Novos ares, ares de esperança

Imagem via Tumblr
Incrível as voltas da vida. É só a gente mentalizar coisas boas, dar um tempo nos problemas e ter fé que tudo pode mudar. Esses dias escrevi esse texto AQUI, desanimado com os nãos do caminho. Terça-feira, estava péssimo, nada fazia sentido, um 'não' que eu tinha certeza que não aconteceria, ocorreu. Mas aí o dia acaba, vem outro com muitas expectativas a serem quebradas e desafios a serem vencidos. Ontem, quarta-feira, tracei novos planos, deixando para trás tudo o que queria, seguindo outro caminho, cansado de sofrer. Hoje, quinta-feira, tudo o que havia deixado para trás, retornou. Uma nova proposta, uma nova entrevista, uma nova expectativa. Peço a oração e torcida de todos por mim, porque o primeiro dia do resto da minha vida esta prestes a acontecer.

Se tudo der certo, semana que vem conto as novidades em definitivo, mas antes, acreditem juntamente comigo e tenham fé, por mim.


Para chegar ao outro lado é preciso acreditar!
Mas antes, a gente precisa crer!

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Volte logo

Imagem via Tumblr: Cuticula
Pensei que nunca teria que escrever algo para você desse jeito. Sabe, lembro quando você foi a unica que decifrou para quem escrevi isso, isso e isso, ou então como desmascarou a minha ultima grande paixão.

Lembro de como te considerava meu doce veneno, minha pequena fonte de inspiração, meu refugio nos dias de tristeza, minha caixa de sinceridade. Difícil falar das coisas, boas, que a gente lembra e que não acontecem mais.

Não sei onde errei com você, na verdade nem sei se cheguei a errar. Sempre admirei seu lado nada amigável, seca e suavemente grossa. Assim como amava quando você aparecia cheia de vida, com um sorriso no rosto, transformada. Delicadamente rabugenta, levemente amável. E eu atribuía tudo isso aos seus hormônios, identificava sua TPM a quarteirões.

Lembro dos desenhos que fiz de você, dos que me roubaram, das cartas que escrevi e não tive coragem de te entregar. Não acredito que nossa amizade tenha sido desgastada com o tempo. Não acredito que você tenha usado da sua frieza, que usava para espantar aquele chato, que era afim de você, comigo. Morri por dentro com isso.

Sabe amiga, lembra quando aquela pessoa partiu, sem dar explicação e me deixando POSSESSO porque eu a amava? Você, hoje, esta no papel dela.

Espero que um dia você volte, estarei aqui esperando. Não vou saber te dizer 'não' e muito menos jogar todo esse sentimento ruim a sua cara. Não farei nada disso, simplesmente porque sinto sua falta. Volte logo.

....
Quando vou ver você de novo?
Você partiu sem um adeus, nem uma única palavra foi dita
....
Quando foi a última vez que você pensou em mim?
Ou você me apagou completamente de suas memórias?
Porque muitas vezes eu penso onde eu errei.
E quanto mais eu penso, menos eu sei.
....
Quando vou ver você de novo?
 Trecho de ''Don't you remember - Adele

Caros leitores, ficaria extremamente feliz se vocês curtissem a pagina do blog no facebook, para isso, basta clicar em curtir ali na caixa na barra lateral ou então clicar AQUI, e curtir.
Eu e um grupo de colegas, fizemos um trabalho o qual apresentaremos para obtenção de nota de uma matéria na faculdade. Esse trabalho foi transformado em um banner, que apresentaremos na faculdade dia 5. Ontem ficamos surpresos, nosso trabalho foi publicado no blog de um engenheiro agrônomo. Fiquei feliz com o reconhecimento, caso alguém queira ler, clique AQUI, o trabalho tem o titulo: ''Tratamentos Complementares atuando na Medicina Veterinária; Aromaterapia e Medicina Tradicional Chinesa''.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Nós, os semi-calvos

Foto do meu, constrangedor, arquivo pessoal
Esses dias estava conversando com a menina Amanda no twitter, coisa que gosto muito de fazer. Comentava com ela sobre a cobrança que tenho comigo mesmo diariamente. Tenho que ir a academia, chegar em casa, tomar o suplemento e repetir isso, pelo mesmo, 3 dias na semana. Ano passado fui ao médico e ele me encaminhou a uma nutricionista. Estava 15 quilos abaixo do peso ideal para minha altura. Resolvi então correr atrás do prejuízo, afinal das contas passei muitos anos não sabendo lidar com a magreza excessiva.

Esse ano o problema é outro, cheguei aos meus 23 anos e os cabelos começaram a cair. Isso é comum entre os homens, mas a maioria ABOMINA-MEU-DEUS-NÃO-ME-DEIXE-FICAR-CARECA. Enquanto a conversa rolava com a Amanda, comentei que daqui um ano estarei bem comigo mesmo, com meus 15 quilos ganhos e um pouco mais, terei tratado minha semi-calvice, terminado a faculdade, estarei trabalhando (todos dizem AMÉM) e tirado o aparelho. Foi então que ela disse: Para de história, é dos carecas que elas gostam mais.

Sempre que comento com alguém sobre o medo de ficar calvo, escuto essa mesma frase. Acho engraçado, pois quando passei no vestibular e fiquei careca, foi o que mais escutei e também o período em que menos opções amorosas me apareceram, e olha que aquela época estava a procura (rsrsrsrsrs). Voltando ao fato dos carecas, o que adiantaria elas gostarem do careca se o careca não gostar dele mesmo?

Tenho conhecidos que, aos 15 anos, descobriam-se carecas, rasparam o pouco cabelo que tinham e são felizes. Assim como conheço algumas pessoas que o tempo não perdoou e são infelizes, carecas. A gente só consegue se entregar a algo, e fazer esse algo bem, se estivermos bem com  gente mesmo. Careca ou não.

Por isso, mês que vem procurarei um dermatologista, além das espinhas, quero tratar minha semi-calvice. E que Deus me ajude. Se for para, um dia, ficar careca, que Ele me faça aceitar assim, se não for, que o o tempo pare de derrubar meus fios.

Sei que cabelo não é tudo na vida de uma pessoa e sei que ficar careca não é o fim do mundo, mas sabe, aquela insegurança desgraçadinha que aparece só em pensar em passar o pente no cabelo, não quero ela na minha vida.

Ps.1: Dos 15 quilos que precisava ganhar, ja ganhei 10. Com muita dedicação e da maneira correta.
Ps.2: Curtam a pagina do blog no facebook clicando AQUI, façam esse semi-calvo feliz =D

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Sobre sacrifícios e decepções

Imagem via Tumblr: Cuticula
Na lama com a Amy ALI

Ando precisando de uma injeção de animo, direto na veia. Coisa urgente.

Funcionou mais ou menos assim: a gente passa quase 5 anos fazendo a mesma coisa, visando algo melhor. Não ligando para o tamanho do desgaste físico, psicológico e financeiro. E como houve desgaste. A gente aprende a conviver com uma expectativa ENORME que um grupo de pessoas coloca em cima da gente, a expectativa é tão grande, mas tão GRANDE, que precisaria de, pelo menos, 5 eus para suporta-la. Mas quando a gente quer MUITO uma coisa, a gente suporta de tudo, aguentei. Visando o querer, a gente traça caminhos para evitar aquilo que não queremos (dã). Aí chego ao segundo ponto: um ano de MUITA expectativa, de muitos e-mails, telefonemas, conversas presenciais, entrevistas, seleções, seleções, seleções e DEZENAS de outras seleções. Cada não, a cada ''ano que vem a gente entra em contato'', uma motivação a mais para continuar a luta. Mas quer saber, a gente se desgasta. Não ha planos que aguentem tanta negação, tanta pressão e tanta gente achando isso e deixando de achar aquilo. Mas sabe, a gente continua sendo forte, ou pelo menos tentando ser. Até se decepcionar, guardar um pouco de rancor e resolver optar pelo mais fácil, pelo momentâneo, colocando na cabeça que a gente não esta deixando de sonhar, o sonho foi apenas adiado mais uns meses. Até escutar de alguém: ''você tem que deixar de ser orgulhoso, que decepção''. POXA, então tudo o que a gente batalhou, deu o sangue que tinha e o que não tinha só serviu para um ''deixa de ser orgulhoso''? Cansei, mas ainda aceitaria a injeção, para tentar continuar tentando.

As vezes o tamanho do sonho suporta qualquer sacrifício. Mas não ha sonho que resista a decepções seguidas de quem tanto confiou algo a gente.

Hoje precisava ser controverso, precisava desabafar, precisava sentir que aqui dentro ainda tem um eu que suplica por um pouco mais de paciência, animo, esperança e, principalmente, força. Porque esses sacrifícios e essas decepções, hoje, são eu.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Meme: Coisas que todo mundo gosta, menos eu

Estava ali andando no blog do Jefferson, e me deparei com um post de semanas atrás, que comentei inclusive, de um meme. Resolvi também faze-lo. Como listar coisas sempre foi uma das minhas habilidades sazonais, vamos nos divertir (ou não) um pouco nesse dia chuvoso, frio e tedioso. 

BALADA
Imagem via Tumblr
Não gosto da ideia de muita gente em um pequeno espaço. Talvez eu seja meio claustrofóbico. Não gosto de estranhos me tocando, empurrando. Não gosto de gente excessivamente feliz, que da risada alto. Não gosto de ambientes escuros, com aquelas luzes que vieram diretamente do inferno para me atormentar. Não gosto de bebedeira, de gente bêbada.

MUSICA ELETRÔNICA
Imagem via Tumblr
Não, não gosto do tush-tush, não gosto daquelas introduções enormes, daqueles intervalos GI-GAN-TES-COS entre uma estrofe e outra, isso quando a musica tem letra. Não gosto daqueles gritos prolongados, das repetições chatas. Musica eletrônica é a versão contraria de tudo que aprecio em uma musica,

FUTEBOL
Imagem via Google
Esses dias, ao acaso, puxei assunto com um colega sobre futebol, comecei a citar alguns dos principais jogadores do time amado por ele, surpreso disse que achava que eu não sabia nada de futebol. Não gosto de assistir futebol, sinceramente: não tenho paciência de ficar 90, noventa, N O V E N T A, minutos vendo 22 pessoas fazerem a mesma coisa. Repetidamente. Prefiro dormir, comer, ler um bom livro. Depois tem um resumão de tudo em todos os cantos, desde os comentários na rua/aula/trabalho até todos os cantos dos confins da internet. 

DIRIGIR
Imagem: Do meu (constrangedor) arquivo pessoal, raridade.

Sabendo que era uma coisa essencial, resolvi aprender a dirigir anos atrás, de início, adorei. Quando entrei na autoescola, fiz todos os testes teóricos, passei de primeira. Fui para as aulas praticas, aí realmente vi como o transito é violento. E se tem uma coisa que não consigo lidar é com gente sem paciência, buzinando, gritando, xingando e me dizendo para onde ir. Peguei um trauma e passei a odiar a direção. Tenho a carteira de habilitação a 3 anos, nesse período se dirigi 3 ou 4 vezes, foi muito. Mas isso não quer dizer que eu não o saiba fazer rsrsrsrsrsrsrs.

Vou encerrar a lista por aqui, senão passaria a noite toda escrevendo #sou #desses

terça-feira, 8 de maio de 2012

Sobre o amor

Imagem via tumblr
E eu havia de concordar com algumas pessoas no twitter: filme de criança na Tela Quente, não combina. E hoje, passou ''Pequenos Invasores'', aí a gente tem a certeza que tem como piorar uma segunda-feira.

A novela terminou e a televisão ficou ligada, não me dei o trabalho de mudar de canal. Afinal o controle remoto quebrou e levantar, para mudar o canal, estava fora de cogitação. O filme começou, mas, estava tão entretido, lendo algumas coisas na internet e respondendo alguns e-mails, que nem prestei atenção. Quando de repente, durante um almoço em família enquanto o pai estava fritando hambúrguer, escuto a seguinte frase :

Pai:
- Desculpe querida, quer queijo no seu hambúrguer?
Filha:
- NÃO, QUERO DESCOBRIR QUEM INVENTOU O AMOR E DESOSSA-LO!

Comecei a prestar atenção no filme (sou desses rsrsrsrsrs).

Mais tarde, durante uma luta com os alienígenas, a mesma personagem trouxe a seguinte pérola:

- NÃO FALA ISSO PRA UMA PESSOA QUE FOI REJEITADA!!

O inverso do amor é o ódio, certo? Mas quando a gente se decepciona, fica triste e perde as esperanças com quem amamos, porque passamos de um extremo para o outro em questão de segundos?

Acho, A C H O, que nunca estamos preparados para finais tristes. A gente cria uma ilusão tão linda em cima de alguém, e assim, em questão de segundos, tudo vira pó. E não é por falta de se policiar, o amor sempre torna a gente mais tonto. A gente pode decepcionar-se 1 milhão de vezes, mas o amor sempre vai mudar nosso jeito de agir, pensar, falar, se vestir e quando ele acaba (e se acaba, era mesmo amor?) a gente vai mudar tudo novamente, mas com um odiosinho rancoroso no coração.

Precisava dividir isso com vocês ouvindo isso AQUI.

domingo, 6 de maio de 2012

As vezes, a solidão nos faz bem

Imagem via tumblr

Sabe aqueles encontros que a vida proporciona para gente? Não aqueles com pessoas. As vezes, a gente se depara com uma musica, que desperta um sentimento, que nos leva a uma pessoa, que sempre nos conduz a uma vontade e, geralmente, essa vontade é a de tomar uma atitude, que quase nunca tomamos. Ja reparou que as vezes a gente sente uma brisa diferente, um frio na espinha, um arrepio e nos encontramos com um sentimento novo? Então, é desses tipos de encontros que me refiro.

Porque a vida nos proporciona muito mais que prazeres sociais, muito mais que encontros casuais com amigos, muito mais que apertos de mão e abraços, muito mais que risadas em grupo, conversas compartilhas e experiências divididas. Para estar bem com a família, amigos, no local de trabalho, a gente precisa estar bem com a gente mesmo. E nada melhor para ficar bem no intimo, do que permitir que a vida nos presenteie com aqueles pequenos encontros. As vezes, a gente aprende muito mais no âmbito do nosso quarto, na solidão de um almoço, na sensação de uma cama vazia do que dividindo esses momentos e ambientes com outra(s) pessoa(s).

As vezes, a solidão nos faz bem.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Imagem via Tumblr

Trilha sonora, repetidamente AQUI
Sabe que eu tinha escrito um texto enorme, cheio de pensamentos e desabafos. Cheio das lições que recebi (da vida) nas ultimas semanas. Contando detalhes de como sofri na semana de provas, de como aumentei minha fé assistindo ''Desafiando gigantes'', de como aquela musica, que tomei conhecimento sábado retrasado, mudou meu jeito de pensar e ver o mundo. Mas nada disso, nenhum desses detalhes revelam o que realmente sinto agora.

Queria passar por aqui para dizer que estou vivendo debaixo de uma fé que nunca tive antes, acima de tudo a confiança que ando depositando em mim, mas sabe aquele tipo de confiança com um pé no chão e o outro na realidade? Aquela que mesmo nada dando certo, a gente ja estava preparado pra isso? Então. (Essa teoria não serve para todas as áreas da minha vida rsrsrsss). Por mais que eu não saiba se isso é confiança ou algo que inventei para me auto-proteger, ao menos me parece uma coisa boa. E é de coisa boa que devemos encher nossa vida. Afinal, nascemos para uma vida feliz, cada um a sua maneira.

Porque se a gente aceita a derrota, é derrota que teremos.


domingo, 22 de abril de 2012

Sobre meu sumiço e a musica para formatura

Foto by: www.aliciarey.com

Estava procurando um raciocínio lógico, algo que eu pudesse me desculpar e não sentir tanta culpa por ficar tanto tempo longe do blog, não consegui. Falar que estava cheio de provas para estudar, trabalhos para fazer, preocupações com o final do curso e trinta-e-cinco-mil coisas a mais. Isso também não explicaria. Todo bom blogueiro sabe que quanto mais coisa temos para fazer, mais ideias aparecem. E o que todo bom blogueiro tem que admitir é a falta que sente do blog. E MEU DEUS, como sofremos. Nunca ficamos longe, sempre rola aquela passadinha, aquela espiada pra ver se algum comentário novo apareceu, aquela curiosidade em saber se teve muito mais visitas, por mais que, em dias comuns, não liguemos para estatísticas.

Acabei de passar pela semana de provas, e COMO, meu Deus, tirei experiências dessa, penúltima, semana de provas. Mas isso é assunto para outro texto. Com tanta coisa ao mesmo tempo, acabei esquecendo de escolher a musica para entrar na formatura. Sim, é para AMANHÃ. Eu tinha uma em mente, mas sabe quando a gente não tem certeza se é AQUELA escolha? Então, aconteceu. Mas sabe que ja cansei de me preocupar tanto, mesmo sem ter tanta certeza, escolhi aquela que ja tinha em mente. Não desisti de procurar, apenas evitei de me preocupar, de perder os cabelos (sim, com 23 anos ja esta acontecendo =/).

Vou dividir com vocês, exclui-la do meu computador e escuta-la novamente apenas ano que vem, no momento da entrada. Se continuar escutando, capaz de enjoar e não curti-la tanto no ato.

Yellowcard - Believe
...Tudo vai dar certo

Seja forte. Acredite....

Ja fiz um post falando sobre musicas de formatura, clique AQUI para ler.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Mas sabe o que interessa?

Imagem do Tumblr

Mas sabe aqueles e-mails que a gente recebe com mensagens motivadoras, com apresentações eternas feitas no PowerPoint, cheia de imagens de paisagens, editadas com textos, muitas vezes, difíceis de ler pela cor da fonte ser, praticamente, a mesma da imagem? Então, sempre tive uma certa aversão a eles por dois motivos: 1 - geralmente trazem vírus junto 2 - poxa, é muito chato.

Mas sabe quando a gente julga algo antes de abrir e quebra a cara quando abre? Então, sou desses. Tenho dois e-mails. Um uso para contatos com professores, cursos, redes sociais, etc. Outro uso para o MSN, praticamente extinto, ja que o uso pouco. Esse ultimo tenho a uns 6 ou 7 anos, la estão amigos, mãe de amigos, tia de amigos, pais de amigos. Irmãos, tios, tias, primos, primas. Aquelas pessoas que vi uma vez na vida e apenas troquei endereço de e-mail. Sim, porque anos atrás, a gente trocava MSN e depois disso nos adicionávamos no Orkut, que dava para postar apenas 12 fotos. É nesse antigo, que recebo muitos e-mails musicais, com mensagens e, claro, muitos vírus. 

Mas sabe que resolvi abrir, ao acaso, só pra ver o que tem, sem compromisso, um desses e-mails e nele tinha uma mensagem EXATAMENTE sobre a fase que estou vivendo? Final de ciclo. A musica ao fundo era chata, confesso. Mas a mensagem veio como um tapa, com os cinco dedos abertos, direto na minha cara. Em um momento, apareceu o que foi o diagnóstico pra toda minha angustia momentânea, pra toda e qualquer forma de receio que ando tendo. Vou traduzir a moral da mensagem em minhas palavras: O problema esta quando o ciclo termina e a gente permanece nele. Todos sofrem, sua família, seu amor, seus amigos. É doloroso ver que alguém que amamos esta preso a um passado nada promissor.

Mas sabe que aí esta meu problema? O ciclo foi fechado a tempo, mas permaneço nele. É hora de virar a pagina, trocar o canal, reinventar a vida. É hora de ser aquele que me conhece melhor que ninguém e que sabe onde errei e o que preciso mudar. Hora de ser aquele que se interessa, mais que ninguém, em meu sucesso. Hora de acordar pra vida. Hora de ser eu mesmo. Hora de se desligar de algumas coisas e estudar.

sábado, 24 de março de 2012

[Des]Aprendizados

Imagem do Tumblr

Porque não importa sua idade, suas experiencias com situações passadas, sua sabedoria. Você vai idealizar momentos. Você vai ter planos com finais felizes. Você vai sonhar com aquilo que sempre quis. Você vai imaginar-se na melhor. 

Mas sabe onde a gente erra? Em não pensar em finais desagradáveis. Não estamos preparados para isso. A gente não aceita o final da novela, do chocolate, chora no final do filme, odeia o vilão daquela serie que se deu bem ao termino de alguma temporada, tenta evitar o final de livros.

Fato é que sempre idealizamos. Não é errado desde que estejamos preparados para o final infeliz. Coisa que nunca estaremos.

Senti na pele, essa semana, o que é isso. Planos a longo prazo se foram juntos com uma esperança que jamais tive. Deve ser o final de um ciclo importante. Deve ser alguma falha em algum momento do plano perfeito. Dever ser o problema de sempre: eu.

Mas sabe o que vem com uma decepção? Um aprendizado. E sabe o que mais ganhamos com tudo isso? A chance de sonharmos novamente, de planejarmos novamente, de idealizarmos novamente e principalmente: corrigirmos o que erramos.

É a vida, nem todo ciclo você consegue fechar feliz. Mas nem toda tristeza é ruim a ponto de não te fazer repensar em algo melhor.

Sei que tudo isso é clichê, mas as vezes a gente precisa escrever o clichê bem grande, na testa, porque por mais obvio que seja, a gente sempre esquece.

quinta-feira, 15 de março de 2012

Dica de leitura: Feliz por nada - Martha Medeiros

Em janeiro fui a Curitiba, e ir a Curitiba e não passar em uma livraria, pelo menos para olhar, não é ir pra Curitiba, pelo menos pra mim. Nesse passeio, adquiri ''Feliz por nada'' da Martha Medeiros. Ja tinha lido muita coisa dela na internet, ja assisti 'O divã', fato é que nunca tinha parado para ler um livro da autora e, agora que terminei esse, me arrependo disso. Eu até fiz um post citando um trecho de um dos textos dela que mais gostei no livro que parecia ter sido escrito para mim (clique AQUI para le-lo).

Feliz por nada é uma coleção de cronicas da Martha, escritas no intervalo de 12 de Junho de 2008 a 22 de Maio de 2011. É o tipo de livro que, se você tiver disposição, consegue ler em um final de semana. Ao longo das 211 paginas, a autora reflete sobre um tudo, do cotidiano, do amor, faz criticas a livros e filmes, da dicas de relacionamentos, musica, cineastras, artistas... O que me prendeu a Martha foi a facilidade que ela tem em tornar coisas simples em textos pra se mudar uma vida inteira. Uma frase dita, um som escutado, uma cena de filme, do dia-a-dia, da televisão, ~são mais que suficiente pra ela.

Se eu fosse dividir com vocês todos os trechos que grifei pra nunca esquecer, passaria dias digitando esse post. A dica que dou a vocês é: leiam.

Leitura terminada, meus próximos companheiros de cabeceira serão:


 E se alguma alma caridosa estiver afim de me dar um presente, estou aceitando ''Para Francisco'' da Cristiana Guerra (essa dica esta em ''Feliz por nada'')

domingo, 4 de março de 2012

15 musicas que não aguento mais ouvir em formaturas

...seja em entradas, seja em homenagens.


Quinta-feira da semana passada foi passado um recado em minha sala: cada formando deve apresentar um CD com a musica que deseja entrar na formatura até dia 20 de abril. Até aí tudo bem, isso é comum em todas as formaturas. O detalhe é que falta quase um ano pra nossa formatura. De abril desse ano, até fevereiro do ano que vem tem MUITA água pra correr, muita coisa pra se viver, muita musica boa pra aparecer. E quem me conhece sabe que mudo de ideia (MUITO) rapido. Tava brincando com o Dayvid que, pra eu entrar satisfeito com a musica, o ideal seria entregar esse CD quando ja estivesse entrando (risos). Enfim, a gente nem sempre faz tudo como gostaria e regras são regras.

Depois do recado dado a sala, passei horas e horas pensando em qual musica poderia escolher (porque sou desses que sofre antes, durante e depois das escolhas). Ja me passaram tantas possibilidades que a unica certeza que cheguei são as musicas que NÃO quero em minha entrada/formatura. Não vou muito a formaturas, mas nas poucas que fui escutei repetidas vezes as mesmas musicas, por isso resolvi transformar uma pequena fração delas nesse post. Foi dificil escolher apenas 15. Independente da mensagem que elas passam ou dos artistas que as interpretam, elas acabaram se transformando na versão 'Ai se eu te pego' das formaturas, ou seja, ja foi tão tocada que não suporto mais.

Pescador de ilusões (''Valeu a pena ê ê'' pros leigos) - O Rappa

É preciso saber viver - Titãs

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Acreditar


A gente sempre desacredita. Seja de nós mesmos. De quem amamos. De estranhos. Não é errado desacreditar. As vezes um desacreditar antecede, e priva a gente de, uma decepção. Porém, as vezes o desacreditar impossibilita a gente de viver algo único, grande. Eu só queria ter a certeza de chegar no final e dizer que tudo valeu a pena. A unica certeza que posso ter é que Ele esta intercedendo por nós. Independente das nossas fraquezas. Independente das nossas [poucas] forças. Independente. ELE esta sempre aqui para nos lembrar quem É.

Estava eu ali, triste no youtube, quando essa musica da Kari me apareceu. Foi como se o mundo parasse de girar e eu me perdesse na melodia da musica, na voz dela e na letra bonita. Deus tem la suas formas de falar com a gente, não é mesmo?

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Quero a certeza de uma vida boa


Trilha sonora AQUI

Estava aqui separando umas noticias, dando print e repensando sobre algumas delas pra escrever o post ''Semana em fatos'', que não posto a tempo. Mas ando com a mente tão ocupada, tão atribulada que só conseguia raciocinar no tempo, ENORME, que editar o post e deixar do jeito que gosto, porque sou muito exigente com isso, me tomaria. E não é falta de compromisso com o blog e com meus poucos leitores, são prioridades. Não imaginei que seria assim, TÃO ASSUSTADOR. 

A gente chega no ultimo ano da faculdade e começa a ter muitas, MUITÍSSIMAS, sensações ao mesmo tempo. A insegurança é a principal. Como se não bastasse, a vida pessoal/social não anda la aquela maravilha, não que isso seja uma das novidades desse ano pra mim, mas as coisas se acumulam. Não sei se é porque minha autoestima é baixa-quase-nula. Não sei se é porque a gente sempre se assusta com o novo. Não sei se é porque a incerteza das coisas que sabemos que vamos viver mas não conseguimos imagina-las, anda me assombrando.

A unica coisa que ando tendo certeza é que me apeguei a leitura. Ando lendo de um tudo. Esses dias até me peguei lendo o rótulo de TODOS os xampus do banheiro. Quando leio consigo esquecer, por instantes, todas as preocupações, todos os medos, todas as incertezas e problemas. 

Em Junho me mudarei pra longe. Mas sabe que ja estou acostumado com mudanças? Porem, essa mudança tem um grande valor para mim, não sera apenas minha mudança física de uma cidade para outra, sera a mudança, de vez, para a vida de adulto.

Quando entrei na faculdade, lembro como se fosse hoje, ouvi de um amigo: bem vindo a vida de adulto. Agora, quando sair da faculdade, espero as boas vindas da vida. Boas vindas para um emprego que compense meus cinco, e sofridos, anos de faculdade. Boas vindas para um apartamento pequeno, que aconchegue todos meus desejos. Boas vindas para uma maturidade que nem sei se ja a tenho, mas sei tudo o que terei que ter para vive-la. 

Mas de nada adinta eu esperar boas vindas da vida e continuar aqui, sentado em frente ao computador, sonhando. Porque como a Clarissa disse no texto de ontem, a vida da gente pode nem sempre ter cor, mas quem da sabor e o tom a ela, somos nós. Quero a certeza de uma vida boa. Vamos a luta.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

2 anos de blog


Dia 18 esse blog completou 2 anos. Ano passado, quando o blog fez 1 ano, não fiz nada em especial. Esse ano foi a mesma coisa. Sempre me programo em janeiro pra fazer uma espécie de retrospectiva, posts especias etc, etc, etc. O fato é que todo inicio de fevereiro é corrido e tenho o péssimo habito de não conseguir me organizar e  me programar nesse período. 

Quem me acompanha desde o inicio, pouquíssimas pessoas, sabem o quanto sou de fases. Tive a fase da paixão, a da desilusão, a do desapego, a da recaída, mais uma tentativa de desapego, a da revolta, a da nova paixão platônica, a da frustração porque amor platônico esta aí pra isso (fazer a gente se frustrar). Ja passei pela fase de pedir orações pela Hagar, da fé em que ela se recuperaria, da dor em ter que me despedir dela e da saudade, e do vazio, que ela deixou. Ja passei pela fase com muitas ideias para posts diferentes, com colunas semanais, e pelo desapego de todas essas ideias porque a rotina exigia mais de mim. Ja passei pela fase da vontade de excluir o blog, da fase que exclui o blog e da que me arrependi e voltei jurando nunca mais excluir. FASES: isso me resume.

Conheci tanta gente bacana, troquei tantas experiencias, descobri coisas novas e cresci tanto com o blog que durante esses dois anos só me restam agradecer. E pelas fases que ainda virão: estou ansioso para vive-las com todo despudor possível, porque se a gente não se dedicar e empenhar naquilo que esta vivendo, no futuro, acaberemos nos arrependendo, falo disso com toda convicção, porque ja me arrependi muito nessa vida.

Parabéns ao blog e obrigado a todos que passam por aqui, la de vez em quando.

P.s.: Dia 7 fiz 23 anos, parabéns para mim também rsrsrsrsrsrs

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Não foi um paredão de partir o coração, não

Toda quarta, até quarta-feira retrasada, postava os meus, e de meus amigos, comentários sobre a eliminação do BBB, coisa que gosto de fazer. Semana passada não postei por alguns motivos: 1- estava cansado por causa do estágio, sem condições pra raciocinar 2- foi o paredão mais frio da edição, Ronaldo e Fabiana são indiferentes, pelo menos no programa, pra mim 3- essa edição começou perder a graça.

O paredão dessa semana trouxe dois aliados, Jonas e João Mauricio (JM). Se tivesse que votar, votaria a favor de Jonas, ele, pelo menos ao que parece, causara mais conflitos. Uma coisa fiquei sem entender: até agora a edição colocava JM como chato, aquele que fala demais, que é inconveniente e que ninguém aturava bêbado, porem, no programa de ontem ele foi apresentado como mocinho, atrapalhado e muito divertido na relação com o 'trio' de 'grandes amigos' (formado por ele, Fael e Jonas). Contradição? Talvez. 

Laisa a dama de ferro. Rafa o duas caras. João Carvalho, em cenas repetidas, ''entre Rafa e você, votei em você'' a JM. Yuri como o bobalhão, que de bobalhão esta longe, começou jogando e se perdeu.  Fabiana e Kelly como as que entregaram a cabeça do amigo ao paredão. JM, Jonas e Fael o trio atrapalhado: pelo menos pra edição do programa, é assim que deve ser.

A diferença entre o eliminado e Jonas foi pequena, acredito que tenha sido porque Jonas fez piadinha com Justin Bieber, o que fez as fãs do cantor angariarem votos até no exterior contra o modelo. Se isso não tivesse acontecido, acredito eu, que a diferença teria sido maior. Não concordo com a frase ''um paredão de partir o coração'', paredão de partir o coração foi o que Analice saiu injustamente pra chorona (Jaqueline) ficar, paredão de partir o coração foi o que Mayara saiu, esse foi apenas um paredão comum entre aliados, que existem em todas edições.

Minha torcida fica para Monique e, la no fundo, para Fael também. Monique é engraçada, sincera. Ela é ela mesma, nem linda, nem feia, nem em cima do muro nem totalmente no lado da selva. Chora porque acha que esta gorda, fica preocupada com o buço porque tem medo do que aparecera em alta definição, ficou com o ex da amiga, o ex voltou  ficar com a amiga e ela ficou revoltada, gerou polemica desde a primeira semana. Monique é ela por ela mesma.

Na esperança das coisas engrenarem e o programa melhorar, até semana que vem.

Ps.: Esse post era pra ter sido postado ontem, porem, meu notebook pifou e consegui subi-lo só agora.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Tão eu

La estava eu, em uma plena manhã de domingo, sentado na poltrona de um ônibus voltando pra casa. Passar alguns dias com meus sobrinhos revigora a alma, a inocência de uma criança é uma coisa linda (e as vezes engraçada), motiva pra vida. As vezes a gente exige tanto da vida e acaba esquecendo de viver, meu sobrinho, por exemplo, transforma uma caixa de perfume em uma fantástica garagem para seus carrinhos e viaja ali, vive ali, fantasia ali algo incrível. No marasmo do ônibus, resolvi pegar o livro que estou lendo, Feliz por nada - Martha Medeiros, e tentar me distrair, e ha forma melhor de se distrair num ônibus do que ler? Pelo menos para mim, não. 

Gosto muito da Martha, alguns textos dela são tão eu, tão escancarados, tão tapas na minha cara. Esse livro é uma coletânea com varias cronicas, me deparei com ''Os ausentes'' (paginas 69 e 17), tive que abrir a mochila, pegar minha lapiseira e grifar quase todo o texto para mostrar o quanto, depois de tudo que passei naquele final de semana, aquilo era eu. Vou dividir O trecho com vocês:

...Não importa a situação: saiu de casa, esforce-se. Não precisa virar o mestre de cerimonias da noite, mas ao menos agracie seus semelhantes com dois ou três sorrisos. Não dói.
Dentro da igreja, ajoelhe-se. No estadio de futebol, grite pelo seu time. Numa festa, comemore. Durante um beijo, apaixone-se. De frente para o mar, dispa-se. Reencontrou um amigo, escute-o. 
Ou faça de outro jeito, se preferir: dentro da igreja, escute-O. Durante um beijo, dispa-se. No estadio de futebol, apaixone-se. De frente para o mar, ajoelhe-se. Numa festa, grite pelo seu time. Reencontrou um amigo, comemore.
Enteja!
Se não quiser participar, tudo bem, então fique na sua: na sua casa, no seu canto, na sua respeitável solidão. Melhor uma ausência honesta do que uma presença desaforada.
Tão eu!

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Comunicado


Bom dia, só passei por aqui para explicar a falta dos posts no blog essa semana. Como havia comentado, estava fazendo estágio durante o dia todo e a noite chegava MUITO cansado, isso limitava toda e qualquer vontade minha para escrever. Quinta viajei para casa da minha irmã, onde estou agora. Voltarei para casa amanhã (domingo). Semana que vem as aulas começam e tudo volta ao normal, assim espero.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Semana em 7 fatos - 5

1 - Essa semana comecei a estagiar em uma granja de suínos. No exato momento em que escrevo esse post, meu corpo só quer saber de uma coisa: cama. Sair da sala e ir para a pratica equivalem a uns 2 anos de curso. Aprendi muito. Ainda tenho 4 dias e, talvez, mais alguns dias na semana do carnaval. Por esse motivo (cansaço) no post dessa semana teremos menos fatos, não tive muito tempo pra ficar ligado na internet (imagina se tivesse rsrsrsrsrs).

2 - 


É lamentável que ainda existam pessoas que pensam que livrar-se de um cachorro é a mesma coisa que livrar-se de um móvel que a gente não gosta mais, é só ir embora e deixa-lo na casa antiga. Cachorro não é objeto de decoração, não é presente. Cachorro não vai ficar filhotinho pra sempre. Cachorro vai dar trabalho, e MUITO. Cadelas terão filhotes se você não souber o que fazer para evitar isso. Só espero que essas pessoas recebam o que merecem, porque abandonar 6 vidas e pensar que ficara por isso mesmo é coisa de babaca. Quem faz o mal recebe o pagamento com mal, assim espero.

3 - Li muitos textos bons essa semana, alguns tão bons que pareceram ter sido escritos para mim, vou dividir alguns trechos:

...E paixão tem lá explicação? É um negócio que de repente te avassala e você nem percebeu. Pode ser que dure pouco, pode ser que dure nada. Pode ser que se transforme. E permaneça... (Elenita Rodrigues, O que explica a paixão

Menos é mais na moda. Mas não na vida. Na amizade, no amor, no trabalho, na sua relação com você mesmo: o melhor é o limite. Nem menos, nem mais. O menos pega mal, a gente fica devendo, não se entrega, não vai com tudo, é negativo. O mais pode sufocar, amassar, atropelar as coisas, até matar. Por isso, o melhor é buscar o equilíbrio... (Clarissa Corrêa, Nem menos, nem mais)
Três textos do Carpinejar, EXCELENTES:






4 - Campanha de prevenção à AIDS faz referencia ao Facebook. A campanha criada por uma empresa finlandesa, faz menção ao habito das pessoas darem ''check in'' nos lugarem onde passam. Com marcações em suas partes intimas, aparece ao lado da foto a ultima pessoa e quantas outras ja ''visitaram'' o local.  (Via: TechTudo)


5 - No twitter



6 - Clipes da semana:
Coldplay

Taylor Swit feat Paula Fernandes

Madonna feat um monte de gente

Cover da semana: Meddi Jane - Skyscraper <3

7 - Se você é fã de 'The Walking Dead' e não gosta de spoilers, não continue lendo (vá direto para o final do post para curtir a pagina do blog no facebook). Encontrei esses 3 spoilers no Papel Pop, que, para mim, desvenda muitas coisas no continuar da serie, faltam exatamente 7 dias para o retorno, segure-se na cadeira e leia:
Spoiler 1: dois novos personagens irão entrar para o grupo de Rick, Shane e companhia na luta pela sobrevivência. Nos novos episódios, eles vão enfrentar mais riscos e situações bizarras do que na primeira parte, que foi ao ar no final de 2011. 
Spoiler 2: é possível que uma pessoa do grupo vire zumbi. Fala-se em Shane, que, na HQ, já virou zumbi há muito tempo nessa altura da história. No trailer, vimos Rick apontando a arma para alguém.  
Spoiler mortal 3 (só leia se você não quiser se matar ou me matar depois): o segredo que o cientista contou para o Rick no Centro de Doenças ao final da primeira temporada é que todos já estão infectados. Qualquer pessoa que morrer, a partir de agora, vira zumbi, mesmo se não for mordida! 
Via: Papel Pop



Curtam a pagina do blog e me façam feliz clicando AQUI

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Vem twittar aqui fora, Mayara

Essa foto dela é MUITO linda.
Foi o paredão mais sofrido pra mim. Gostava tando de Mayara quanto de Fael. Se fosse seguir a lógica de torcer para quem gostei primeiro, torceria para Mayara. Foi amor a primeira vista. Mayara tem a cara de quem seria minha amiga na escola, foi a novidade do programa. Não fazia o tipo gostosona, mas era linda. Não entrava em barracos, mas era inteligente. Mayara é o tipo de pessoa que conquista pela personalidade, E QUE PERSONALIDADE. Talvez essa tenha sido uma final adiantada, acho que Fael ira longe. Mas, como todos nós sabemos, inteligencia não ganha BBB. Sou totalmente contra o que Bial disse em seu textozZZzzzZZzzzz, Mayara soube jogar, talvez se tivesse se imposto mais, talvez se tivesse interagido mais, talvez. A gente não pode julgar, o jogo era dela. Acho que senti mais a saída dela do que a de Analice (<3). Mayara disse que adorava Ivete e odiava Claudia Leitte, o que fez os fãs da loira votarem em massa nela. Sair com 70-e-tantos-por-cento foi injusto, ela saiu com porcentagem de ''vilão'', tem gente que leva essa coisa de fã muito a serio, e a pia? Deve estar uma pilha de louça esperando pra ser lavada. Minha torcida fica para Monicão e continua com Fael.

Mais uma semana amores! 
Oi...
Pois é, continuo não indo com a cara do Yuri, a Laisa (ogra) líder foi péssima, mas eu não esperava outra coisa mesmo, acho que já sou quarto praia (amo praia), por isso, quero muito que esses dois saiam logo! E tomara que a playboy dela venda pouco RUUNFF
Ah! Que dor no coração... não queria que nenhum dos dois fossem emparedados  mas infelizmente aquela lombriga da Laisa colocou a querida da Mayara e a panelinha o Fael *-------*
Qualquer um dois que saíssem seria dolorido, mas para o jogo acredito que o Fael fará melhor, espero que ele se ligue no que está rolando!
Olha, todos condenaram a má atitude do Daniel, mas gente essa Monique é bem... Sabe né? Vamos combinar que está ficando bem feia a situação! Renata ainda não fez nada do que disse que faria no seu paredão, aguardando! A Kelly é a mais figurante, né? Kk Adoro os Joãos *-* e ai como o Jonas é lindo! Quem o João C. vai vetar? Ronaldo e Yuri Quem será o novo líder? Jonas. Quem será o anjo? Fabiana. Vamos, aguardar as emoções dessa semana, quero um barraco! kkkkk Beijos doces, seus lindos!

1ª eliminação de quem eu estava torcendo, yey! Realmente fui surpreendido com a Mayara geek saindo ontem a noite. Ela era na dela, parecia tranquila e sem ser barraqueira; apenas em busca de uma conexão wi-fi e um bom notebook com bateria cheia pra se divertir...Já o Fael é aquele caipira de sempre que (((TO VENDO))) vai pra final.
Isso se não ganhar, né? Não curti a eliminação, ainda mais com uma porcentagem alta ): Agora vamos ver se o Fael vai começar a se sentir o fodelão da casa, ou vai sair na próxima, o que espero...  
E ah, vai lá dar espiadinha, pq as mina pira +qd+.