segunda-feira, 26 de março de 2012

Mas sabe o que interessa?

Imagem do Tumblr

Mas sabe aqueles e-mails que a gente recebe com mensagens motivadoras, com apresentações eternas feitas no PowerPoint, cheia de imagens de paisagens, editadas com textos, muitas vezes, difíceis de ler pela cor da fonte ser, praticamente, a mesma da imagem? Então, sempre tive uma certa aversão a eles por dois motivos: 1 - geralmente trazem vírus junto 2 - poxa, é muito chato.

Mas sabe quando a gente julga algo antes de abrir e quebra a cara quando abre? Então, sou desses. Tenho dois e-mails. Um uso para contatos com professores, cursos, redes sociais, etc. Outro uso para o MSN, praticamente extinto, ja que o uso pouco. Esse ultimo tenho a uns 6 ou 7 anos, la estão amigos, mãe de amigos, tia de amigos, pais de amigos. Irmãos, tios, tias, primos, primas. Aquelas pessoas que vi uma vez na vida e apenas troquei endereço de e-mail. Sim, porque anos atrás, a gente trocava MSN e depois disso nos adicionávamos no Orkut, que dava para postar apenas 12 fotos. É nesse antigo, que recebo muitos e-mails musicais, com mensagens e, claro, muitos vírus. 

Mas sabe que resolvi abrir, ao acaso, só pra ver o que tem, sem compromisso, um desses e-mails e nele tinha uma mensagem EXATAMENTE sobre a fase que estou vivendo? Final de ciclo. A musica ao fundo era chata, confesso. Mas a mensagem veio como um tapa, com os cinco dedos abertos, direto na minha cara. Em um momento, apareceu o que foi o diagnóstico pra toda minha angustia momentânea, pra toda e qualquer forma de receio que ando tendo. Vou traduzir a moral da mensagem em minhas palavras: O problema esta quando o ciclo termina e a gente permanece nele. Todos sofrem, sua família, seu amor, seus amigos. É doloroso ver que alguém que amamos esta preso a um passado nada promissor.

Mas sabe que aí esta meu problema? O ciclo foi fechado a tempo, mas permaneço nele. É hora de virar a pagina, trocar o canal, reinventar a vida. É hora de ser aquele que me conhece melhor que ninguém e que sabe onde errei e o que preciso mudar. Hora de ser aquele que se interessa, mais que ninguém, em meu sucesso. Hora de acordar pra vida. Hora de ser eu mesmo. Hora de se desligar de algumas coisas e estudar.

sábado, 24 de março de 2012

[Des]Aprendizados

Imagem do Tumblr

Porque não importa sua idade, suas experiencias com situações passadas, sua sabedoria. Você vai idealizar momentos. Você vai ter planos com finais felizes. Você vai sonhar com aquilo que sempre quis. Você vai imaginar-se na melhor. 

Mas sabe onde a gente erra? Em não pensar em finais desagradáveis. Não estamos preparados para isso. A gente não aceita o final da novela, do chocolate, chora no final do filme, odeia o vilão daquela serie que se deu bem ao termino de alguma temporada, tenta evitar o final de livros.

Fato é que sempre idealizamos. Não é errado desde que estejamos preparados para o final infeliz. Coisa que nunca estaremos.

Senti na pele, essa semana, o que é isso. Planos a longo prazo se foram juntos com uma esperança que jamais tive. Deve ser o final de um ciclo importante. Deve ser alguma falha em algum momento do plano perfeito. Dever ser o problema de sempre: eu.

Mas sabe o que vem com uma decepção? Um aprendizado. E sabe o que mais ganhamos com tudo isso? A chance de sonharmos novamente, de planejarmos novamente, de idealizarmos novamente e principalmente: corrigirmos o que erramos.

É a vida, nem todo ciclo você consegue fechar feliz. Mas nem toda tristeza é ruim a ponto de não te fazer repensar em algo melhor.

Sei que tudo isso é clichê, mas as vezes a gente precisa escrever o clichê bem grande, na testa, porque por mais obvio que seja, a gente sempre esquece.

quinta-feira, 15 de março de 2012

Dica de leitura: Feliz por nada - Martha Medeiros

Em janeiro fui a Curitiba, e ir a Curitiba e não passar em uma livraria, pelo menos para olhar, não é ir pra Curitiba, pelo menos pra mim. Nesse passeio, adquiri ''Feliz por nada'' da Martha Medeiros. Ja tinha lido muita coisa dela na internet, ja assisti 'O divã', fato é que nunca tinha parado para ler um livro da autora e, agora que terminei esse, me arrependo disso. Eu até fiz um post citando um trecho de um dos textos dela que mais gostei no livro que parecia ter sido escrito para mim (clique AQUI para le-lo).

Feliz por nada é uma coleção de cronicas da Martha, escritas no intervalo de 12 de Junho de 2008 a 22 de Maio de 2011. É o tipo de livro que, se você tiver disposição, consegue ler em um final de semana. Ao longo das 211 paginas, a autora reflete sobre um tudo, do cotidiano, do amor, faz criticas a livros e filmes, da dicas de relacionamentos, musica, cineastras, artistas... O que me prendeu a Martha foi a facilidade que ela tem em tornar coisas simples em textos pra se mudar uma vida inteira. Uma frase dita, um som escutado, uma cena de filme, do dia-a-dia, da televisão, ~são mais que suficiente pra ela.

Se eu fosse dividir com vocês todos os trechos que grifei pra nunca esquecer, passaria dias digitando esse post. A dica que dou a vocês é: leiam.

Leitura terminada, meus próximos companheiros de cabeceira serão:


 E se alguma alma caridosa estiver afim de me dar um presente, estou aceitando ''Para Francisco'' da Cristiana Guerra (essa dica esta em ''Feliz por nada'')

domingo, 4 de março de 2012

15 musicas que não aguento mais ouvir em formaturas

...seja em entradas, seja em homenagens.


Quinta-feira da semana passada foi passado um recado em minha sala: cada formando deve apresentar um CD com a musica que deseja entrar na formatura até dia 20 de abril. Até aí tudo bem, isso é comum em todas as formaturas. O detalhe é que falta quase um ano pra nossa formatura. De abril desse ano, até fevereiro do ano que vem tem MUITA água pra correr, muita coisa pra se viver, muita musica boa pra aparecer. E quem me conhece sabe que mudo de ideia (MUITO) rapido. Tava brincando com o Dayvid que, pra eu entrar satisfeito com a musica, o ideal seria entregar esse CD quando ja estivesse entrando (risos). Enfim, a gente nem sempre faz tudo como gostaria e regras são regras.

Depois do recado dado a sala, passei horas e horas pensando em qual musica poderia escolher (porque sou desses que sofre antes, durante e depois das escolhas). Ja me passaram tantas possibilidades que a unica certeza que cheguei são as musicas que NÃO quero em minha entrada/formatura. Não vou muito a formaturas, mas nas poucas que fui escutei repetidas vezes as mesmas musicas, por isso resolvi transformar uma pequena fração delas nesse post. Foi dificil escolher apenas 15. Independente da mensagem que elas passam ou dos artistas que as interpretam, elas acabaram se transformando na versão 'Ai se eu te pego' das formaturas, ou seja, ja foi tão tocada que não suporto mais.

Pescador de ilusões (''Valeu a pena ê ê'' pros leigos) - O Rappa

É preciso saber viver - Titãs