sábado, 15 de setembro de 2012

#CQSAC Dessas coisas que só acontecem comigo:

E daí que volto para casa de meus pais todos os finais de semana, por motivos de: não interessa (mentira gente, é por carências mesmo: afetiva e financeira) #sou #desses

Minha rotina na sexta-feira é, mais ou menos, essa: 1 - Acordar cedo, 2 - ir para o estágio, 3 - almoçar, 4 - voltar para o estágio, 5 - ir para casa, 6 - arrumar as malas e 7 - ir para faculdade, 8 - pegar a van e vir para casa dos meus pais.

Mas a certeza que a gente tem de qualquer tipo de transporte coletivo, no meu caso a van, é que a gente nunca sabe ao lado de quem vamos sentar.

Eu, por exemplo, sempre sou premiado para sentar ao lado da pessoa mais chata (ignorem o fato de euzinho ser o rei dos chatos, esse é o meu momento de reclamar um pouco da vida) que existe na face da terra, tipos de pessoa que ja suportei por longas uma hora e meia:

  • casal discutindo a relação
  • o cara bêbado que veio falando alto, cantando e rindo o tempo todo (existe algo mais chato que gente excessivamente alegre em uma sexta-feira a noite, depois de uma semana inteira de trabalho? R: sim, euzinho)
  • o inconveniente que tentou fazer piada sobre mim e tive que reagir da melhor forma possível, que a etiqueta manda, para esse tipo de situação: ignorando.
  • e o pior: esses dias tive que vir sentado la atrás, sozinho, na minha própria companhia, O-PIOR-DIA-DE-TODOS, e tem coisa pior que sentar sozinho quando se é ranzinza e mal humorado? Resposta: se a gente tiver falando de mim, não, não tem.
E ontem, a ultima musica que tocou na van foi Adriana e a Rapaziada: Fim de noite. Só queria compartilhar isso com vocês, divirtam-se.

domingo, 9 de setembro de 2012

Voltando e o dia do Médico Veterinário

Ca estou, voltando.

Na verdade, o estágio que me deixou longe da internet e afins acabou faz tempo. Lutei e relutei para voltar a postar. Mas a gente sabe que não consegue ficar longe, ainda mais quando eu uso ''a gente'' fazendo referencia a ''euzinho''. 

Volto com uma carga de aprendizado. Não só profissionalmente. 

Aprendi a entender, compreender e a suportar da melhor forma possível a diferença entre as pessoas.

Aprendi algo que todos achamos que sabemos fazer e só notamos o quanto não sabemos quando temos que lidar com a situação: aprendi a conviver em um ambiente novo, com pessoas novas e desafios inéditos.

Aprendi.

Estava com saudade daqui. Com saudade de vocês, até porque antes do estágio fiz bastante novas amizades aqui. E como disse o Carpinejar: ''Saudade é uma alegria entristecendo'', fiquei assim sem voltar a comparecer nesse mundo bloguilistico.

E como hoje é dia do médico veterinário, deixo aqui uma imagem que encontrei no Vet da depre. Que num futuro não muito distante, nossa classe consiga ser mais unida, onde todos que escolham essa profissão consigam, realmente, compreender que atras da imagem de um animal existe um coração que sente exatamente o que sentimos. Que num amanhã não tão distante, todos consigamos ser mais humanos.

Imagem by Vetdadepre